quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Prévia do Phinsider para os 53 eleitos



Sábado, 30, é o prazo limite para que os times adequem seus elencos para o limite máximo permitido, que como todos sabem é de 53 jogadores. O nosso querido Miami Dolphins fez alguns cortes ontem e já tem seu elenco com 75 jogadores. Agora é vê-los em ação na última partida da pre-season ( onde alguns vibram até com atuação de mais de 100 jds de QB que lança Int toscaao extremo ) e depois é decidir quem fica e quem vai procurar outro rumo ou, talvez, time.

O The Phinsider, para mim ao menos, é o mais completo site de fãs sobre o Dolphins. Leio ele quase que diariamente em busca de, vitais, informações. A duas imagens que ilustram este post são de lá e trazem com eles imaginam que deverá ficar o Depth Chart. Vamos ao pode ser lido nas entrelinhas das duas imagens:
  • Este tal de Harold Hoskins deve ser um verdadeiro fenômeno. Afinal o time cortou o Egnew para ficar com ele. É claro que o fato do Arthur Lynch estar machucado ajuda demais ele;
  • Juro que eu esperei que o time cortasse Daniel Thomas. Não sei porque mantê-lo mais uma temporada. Sem sentido caso façam isso. Mesmo com Mike Gillislee machucado, eu prefiro este a Thomas;
  • Acho muito pouco provável mantermos no elenco mais do que 6 WRs;
  • Vamos começar com uma OL bem longe do ideal. Embora Albert esteja atuando bem, o RT recém draftado a peso de ouro, como esperado, não... e ainda tem o problema do Center... enfim, que o setor possa ao menos ser mais consistente. Mas tá difícil;
  • Na defesa, tudo bem. Nenhuma grande novidade mesmo. Aliás, é a ausência de novidades que preocupa, se querem saber...;
  • Dion Jordan e Reshad Jones estão suspensos. Assim sendo o time vai ficar com 55 e quando acabar a suspensão, corta alguém. O mesmo vale para Pouncey, que foi colocado na Pup List, e só voltará após a oitava partida. Ele poderia voltar antes, mas sem estar na lista, o time teria que mantê-lo como jogador ativo e manter dois outros Centers. Com a mudança, perde-se ele por duas partidas, mas ele não conta nos 53. É um sacrifício necessário, mas que poderá cobrar seu preço;
  • No mais, é isso ai mesmo...
O time, creio eu, deverá colocar outro CB no lugar do sétimo WR que o Phinsider listou. Sentiremos pesadamente as ausências de 4 dos melhores jogadores do elenco, que já é bem pobre de qualidade. Nada animador para pegar o rival mais forte de divisão... mas essa é a, dura, realidade.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Amanha rola a primeira vassoura, sábado a definitiva

Egnew, sem surpresa, foi cortado. E com ele, a troca do Marshall torna-se ainda pior...
Nesta terça o Miami Dolphins terá que adequar o seu elenco para o limite de 75 jogadores. Diversos anônimos perderão o sonho de jogar uma temporada da NFL. Só que alguns já foram cortados, antes mesmo da data limite. O time atualmente tem 88 jogadores, mas já cortou no sábado 3 jogadores, entre ele Michael Egnew, TE da Universidade do Missouri.

Egnew foi escolhido para ser, digamos assim, uma arma para o novo QB. Sim, no pensamento torto e terrível do trio Philbin, Sherman e Ireland seria melhor tem um QB meia-boca, com um TE inconstante e doar o seu melhor Receiver para o Bears. Não entendeu? Eu explico melhor: Brandon Marshall foi trocado ( para mim, doado ) para o Chicago Bears por ser, digamos assim, uma péssima influência para o jovem QB que o time já decidira draftar. A troca ocorreu em Fevereiro e o Draft era em Abril. Portanto, o time se livrou do seu melhor jogador de ataque ( e até hoje não conseguir arrumar um que seja 50% do que BM19 era ) para que ele não milindrasse o jovem QB... parece piada não é mesmo? O que conseguimos com a trade? Duas escolhas de terceiro round, quando ele valeria facilmente duas de segundo. E o que Egnew tem a ver com isso? Ele foi escolhido na pick que conseguimos com o Bears. A trade ficou ainda pior. Querem saber mais? Na outra pick, em 2013 o time escolheu Dallas Thomas... é de fazer chorar...

Quando reduzir seu elenco para 75, o time já terá uma clara ideia de quem vai sobreviver ao corte final, no sábado. A rigor, o time escolhe - fortemente - 45 jogadores e deixa 8 para compor o número obrigatório ( 53 ) e fica de olho nos cortes de outras equipes. É natural ver mudanças no mesmo dia dos cortes, pois - por vezes - os times cortam atletas interessantes por causa dos mais diversos motivos...

Os cortes de amanhã não devem tolher nenhum nome conhecido. Já o de sábado, com certeza trará surpresas... E sim, Egnew já está em outra equipe: nos Buccs.