quarta-feira, 6 de maio de 2015

Perfil: Cedric Thompson, Safety - Minesota

Um Safety em quinto round? O Miami costuma acertar mais do que errar...
Se tem um round onde o time vem acertando a mão recentemente este é o quinto round. E quando fez escolha de Safeties neste round, ai é quase covardia: Chris Clemons e Reshad Jones foram Starter sólidos ( o segundo ainda é ) e foram draftados neste round. Se isso prevalecer, o futuro de Thompson em Miami será muito bom...

Claro que nem sempre as coisas dão certo, mas é um bom indício. O que se sabe é que Cedric Thompson tem qualidade para ser uma opção a mais para a posição, com qualidade e servindo como uma garantia contra uma eventual ( ou provável ) contusão de Louis Delmas. Ele é bom jogador, mas existe um motivo para ter caído tanto. Qual? Leia o perfil...

Nome: Cedric Thompson - Idade: 22 anos ( 10/02/1993 )
Altura: 1,83m - Peso: 94kg
Universidade: Minnesota - Classe: Sênior

Pontos Fortes: Pode atuar como Free Safety, mas tem talento para chegar perto da linha de Scrimmage. Trará ao time uma boa alternativa de marcação para os Tight Ends. Faz tackles com vontade e tenacidade, além de possuir explosão para chegar em cima do lance. Sua velocidade é boa e isso foi provado no Combine.

Pontos Fracos: Tem instintos e consciência defensiva abaixo da média e leva muito tempo para mudar de direção após perceber a mudança da jogada. Sobe muito para a linha e por vezes abre espaços na cobertura, necessitando dosar melhor isso, ou seja, ter paciência. Costuma confiar demais na sua velocidade e é queimado por isso, precisando diminuir o espaço nas marcações. Contra Ohio State teve um dia para se esquecer.

Resumo: É um talento que precisa ser desenvolvido adequadamente. Tem tudo o que um Safety sólido precisa mas também tem na mesma doses defeitos que precisam ser corrigidos, ou ao menos atenuados. Se conseguir melhorar sua leitura e antecipar-se corretamente nas jogadas poderemos ter feito uma escolha preciosa. E é aqui que reside o maior problema: normalmente isso não pode ser ensinado, ou seja, ele já deveria saber. Treinamento duro ( e sobretudo acertado ) poderá tornar-lhe um atleta melhor do que já, mas pouco provavelmente farão com os problemas sumam. E sabemos bem como o Miami Dolphins nao consegue desenvolver jogadores.

Nota: Pelo potencial a ser melhorado, a nota de Thompson é B. Daqui a uns 3 ou 4 anos ele poderá ser um Safety de elite e ai viraria um A+ ou ser cortado na segunda Trainning Camp e ai vira um D. Mas por enquanto, é uma escolha boa que pode trazer bons ganhos para a franquia.

Curiosidade: Jogou todos os jogos como Starter nas temporada 2014, 2013 e 2012. E em 2011 atuou assim em 7 das 13 partidas. Um feito raro, mesmo entre grandes estrelas do Draft.

Nenhum comentário: