quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Ryan Tannehill volta no Domingo...

Mas será isso uma boa notícia?
Goste-se ou não de Ryan Tannehill - e eu jamais gostei - ele sempre será assunto. Raramente por ter grandes atuações ( até hoje não teve mais do que um par em sua carreira ), mas não tem como falar do time desde 2012 sem falar dele. Normalmente com ele jogando mal. 

Ele entrou em campo 5 vezes este ano: 3 vitórias apertadíssimas com atuações medianas e duas derrotas massacrantes com atuações pavorosas. Este é o saldo dele em 2018. Não se iludam, o QB que vai voltar contra os Colts no Lucas Oil não é um A-Rod ou um "deus" Brees. É Ryan Tannehill. Melhora a posição com relação à Brock Osweiller? Claro que melhora, porque se não melhorasse ele não estaria ainda num contrato de 100mi. Mas quem achar que só pela volta dele o time vai vencer no Lucas Oil domingo, vai se decepcionar e muito.

Ele não atua, em bom nível desde algum momento da temporada 2016. Se ele voltasse no ritmo de 2016 - a melhor temporada dele na carreira - ele ainda não serviria para ser nosso QB. Mas ele não jogará no domingo neste "nível bom". E, sendo justo, é cruel cobrar isso dele. Ele passou 16 jogos de 2017 fora, mais 5 agora. E apenas entrou em campo contra Pats e Bengals, quando já estava com problemas no ombro, causado na partida contra os Raiders.

E justamente aquele jogo contra os Raiders o melhor dele na temporada, onde lançou para 3 TDs, sendo que 2 deles foram passes de 1 jardas que Jakeem Grant e Albert Wilson transformaram em TDs de longas distâncias. Aquele QB já não seria o que precisamos na franquia, mas nem este entrará em campo no domingo. Esperem por algo com o que ele fez contra os Bengals. É o mais indicado...

Sobre o futuro da franquia, existe um risco adicional: ele jogar "bem" - no seu baixíssimo patamar de bem - e o Front Office estender o contrato dele até 2021, completando assim 10 anos dele em Miami. E sinceramente, só loucos podem querer isso...

Nenhum comentário: