domingo, 23 de dezembro de 2018

Que Miami é esse, meu irmão(2)??

Ah como eu adoraria que Marino fosse eterno...
Serei curto e grosso: Miami não é um time de Futebol Americano. Miami joga em outro esporte, porque tudo que fazem é errado e/ou ao contrário. Times precisam de bons jogadores. Miami quase não os tem. Times precisam ser bem treinados. Miami não o é. Times precisam de um Front Office eficiente. O do Miami é um dos piores.

Porque só isso explica o que time fez nas últimas duas partidas: tomar 58 pontos de dois péssimos ataques e marcar apenas 17 pontos. Sim, apenas 17 porque os outros sete foram conseguidos por uma pick six de Minkah Fitzpatrick. Em suma, coisa pra lá de patética. E isso porque uns cegos/doidos falaram que éramos favoritos na partida de hoje. Este Miami não é favorito contra ninguém. Não tem time não merece esta condição.

Sobre a partida, o que dizer? Sinceramente, nada. Tomar 17x07 de um time que teve uma quarta para 46!!!! é o fim da picada. Espero, de coração, que tudo se refeito a partir de 2019: corte de Tannehill, demissão de Gase e de Tannenbaum. Só não peço outro dono porque isso não vai rolar. Enfim, estou bem puto com esta franquia. Mas faz tempo que estou assim e não tenho a menor esperança de que mude no curto prazo.

Mas existem os cegos que acham que está tudo bem. A estes, eu apenas deixo uma sonora gargalhada.

Nenhum comentário: