sábado, 6 de dezembro de 2008

Miami Dolphins at Buffalo( Toronto ) Bills

Vencer é manter vivo o sonho de Post-Season, via WC ou até mesmo vencendo a divisão. Em todo caso, vencer é mostrar que de fato estamos de volta à NFL...


O Sonho de vencer a Divisão manteve-se vivo - e muito por sinal - até antes de a semana 14 começar, algo impensável antes de a temporada começar, quanto mais ao fim da lastimável temporada 2007. Mas já que estamos aqui, que tal conseguirmos esta proeza: sair de 1-15 e tirar o 1 da dezena das derrotas de 2007 e colocá-lo no de vitórias também de 2007? já pararam para pensar nisso? Sobre como vencer:
  • Estabelecer o jogo corrido, com variações entre a explosão de Ronnie Brown e a experiência de Ricky Williams;
  • Cometer poucos, ou de preferência nenhum, erros;
  • O QB adversário será JP Losman. Certeza de vitória? Não, nenhum pouco. Por isso pressão nele Porter e cia;
  • Secundária conseguir ser ao menos um empecilho para os WRs do Bills;
  • TGJ e Davone Bass, e quem sabem Brandon London, realizarem as recepções, para que o ataque não fique óbvio.
Vamos agora à tradicional comparação entre os ataques e às defesas:

  • Resumo dos ataques - A partida passada o nosso ataque ( no todo ) não esteve bem, e vencemos, admito isso sem problemas, porque o Rams está em uma fase parecida com a nossa em 2007. Mesmo assim o Miami manteve-se como o 9° ataque no geral, tendo incluive - pasmem - melhorado nos passes e se mantido como o 13° corrido. O Bills tem o 20° ataque no geral, e é melhor passando ( 15° ) do que correndo ( 20° ). Ganhamos, portanto, em todas as comparações. Nada mal para quem tem WR como os que o Miami tem, ou tinha já que o melhor deles está fora...
  • Resumo das defesas - Nossa defesa vem melhorando seu rankeamento, e o jogo passado ajudou isso bastante: somos a 18ª no geral, sendo a 26ª contra os passes e a 11ª contra às corridas. Já o Bills é melhor - e muito: 12ª melhor no geral, sendo razoável/boa tanto contra o passe ( 14ª ) quanto contra o jogo corrido ( 17ª ). Perdemos contra o passe, somos melhor impedindo às corridas.
  • Resumo geral - O ponto forte de nosso ataque ( passe - 7° ) é o forte da defesa do Bills ( 14° ). O forte de nossa defesa ( contra corridas - 11° ) é o pior ponto do ataque do Bills ( 20° ). Ou seja, existe equilibrio nos embates, e quem se sair melhor aproveitando às fragilidades adversárias, vencerá. E é aqui que mora o perigo: O Miami é péssimo contra o passe...
Amanhã, estará em campo muitas coisas, dentre elas:
  • Nosso amor próprio por esta franquia;
  • O futuro? Não, o presente mesmo;
  • Dignidade de ser visto como time capaz de conseguir vaga na Post-Season;
  • Mais uma prova de que um trabalho bem feito traz resultados. E eu nem os esperava tão cedo assim;
  • O sonho de jogar Post-Season pela primeira vez desde 2001.
  • Mas o principal: mesmo que percamos, temos um time. Que irá bem mais longe em 2009. Mas já que estamos vivos, porque não antecipar isso em um ano?? Basta vencermos o Bills amanhã... que assim seja...

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Semana 14 at Buffalo Bills

Vitória contra o Saint Louis Rams no sufuco, tendo que se virar sabe-se lá como contra os passes do Marc Bulger. Mas em todo caso vencemos e isso é o que importa.

O Buffalo Bills, nosso eterno rival que sempre tem nos atrapalhado durante os anos. E seria perfeito vencermos eles duas vezes na mesma temporada, o que não acontece há anos. Além do que uma vitória aqui irá mantermo-nos vivos na buca pelo título da divisão, que também não conquistamos há anos, ou pelo Wild Card.

O San Francisco Niners, última partida em Miami na temporada. Na regular ao menos, a não ser que consigamos vencer a Divisão...

 7-5. Se batermos o Bills estaremos na briga pela Post-Season.

domingo, 30 de novembro de 2008

Dolphins 16 at 12 Rams

Foi no sufuco, com grande atuação de Davone Bass ( um UDFA que me fez esquecer do Camarillo hoje ), com TD na base da raça de Ronnie Brown ( que quebrou vários tackles ) e com um jogo perfeito do nosso Kicker ( outro UDFA que está jogando demais ). Mas de todas às atuações boas de hoje, destaco um setor que poderia sempre jogar assim: a Secundária, que conseguiu 3 Ints e não permitiu TD por parte do Rams. Por isso vamos às fotos da vitória de hoje, que nos recolocou rumo à Post-Season. Claro que teremos outra pedreira domingo, em Toronto, contra o Bills, mas isso é papo para a semana...

Responda rápido: quem é o WR e quem é o CB??

Pode parecer incrível, mas o CB ( André Goodman ) é o de branco. Isso no Hail Mary do Bulger no final da partida faltando 42s, e resultou na terceira Interceptação dele na partida. Acredite se puder, mas os homens da Secundária fizeram duas ( Ayodele fez a outra )...

Brandon London fez recepções. Alguém ai sentiu falta do Camarillo? Eu não, pois o Bass jogou como se fosse o próprio...

Fumble perdido que poderia ter custado caro... mas ao fim tudo deu certo: Jets e Patriots perderam e agora estamos com a divisão ao alcance novamente. 

Falta sintonia nesta OL: fizeram 5 faltas bobas e imperdiram o ataque de andar. Mas fora isso, o ataque precisa fazer mais...

Mais uma vez ele fez uma partida segura, sem erros e sem Tds, mas passou para 166 jardas, em treze passes de 23 tentados. Sempre é bom ver um QB eficiente, mas para irmos à Post-Season preciamos mais do que isso...

Em todo caso, para quem corria o sério risco de ter Josh McCown ou John Beck como QBs, tá 10000% melhor...

TGJ segue fazendo suas recepções, só que não foi desta vez que ele marcou o seu segundo TD... que tenha ficado para o jogo contra o Bills, aliás a melhor atuação da vida dele...

Ronnie Brown segue marcando seus TDs, hoje foi apenas um, mas foi o da vitória. Assim é que o queremos: decidindo...

No entanto, ele precisa fazer mais do que 48 jardas em 15 tentativas. Que seja contra o Bills no domingo...

Cena rara hoje: Ronnie Brown com liberdade...

Ricky Williams correu mais jardas ( 54 ) e em menos corridas ( 12 ) e foi importante em algumas conversões decisivas na partida. Por isso ele está no time: para ajudar. E isto ele tem feito consistentemente...

Parecia que ele, Steven Jackson iria atrapalhar a vida do Miami... mas do meio para o fim da partida, o Dolphins deu conta dele. Ainda bem...

Mesmo sem sacks ( primeira partida na temporada que isso acontece ), o Miami colocou muita pressão em Bulger, como nesse lance em que Phillip Merling lança-se à um ataque rasteiro ao QB adversário... por isso às 2 das 3 Interceptções dele na partida. Um jogo para Marc Bulger esquecer e nós sempre lembrarmos: o jogo em que conseguimos fazer 7-5 após termos levado 1-15 no ano anterior. Mais duas vitórias e ficaremos - incríve isso - com saldo na temporada. Mas eu particularmente quero mais...

Miami Dolphins at Saint Louis Rams


Precisamos vencer esta partida, a primeira de quatro viagens que temos até o fim da temporada, caso queiramos ir para Post-Season. Ainda dá e eu acredito...

Estamos com 6-5 e ainda temos chances reais de irmos para Post-Season, mas para isso teremos que vencer ao menos 4 dos próximos 5 jogos. Hoje contra o Rams começamos uma série de jogos fora de casa ( além deste ainda teremos Bills em Toronto, Chiefs em Kansas e o Jets em New York ) e somente um jogo mais nos resta em casa, contra o Niners daqui a duas semanas. Por isso vencernmos este jogo é altamente importante. Com uma vitória iríamos a 7-5 e com sorte ( leia-se derrota de Ravens e Pats ) voltarmos à zona de classificação via Wild Card. Se o Jets perder também não seria nada ruim, pois ai até mesmo a divisão voltaria a ficar em aberto. Vamos ao que é necessário para vencermos hoje:
  • Jogo Corrido x Front Seven do Rams - O Rams tem uma das piores defesas contra o jogo corrida de toda a Liga, por isso correr é uma das chaves para vencermos. E é necessário que nossos correderos consigam ser regulares, algo que até aqui ainda não aconteceu. Que tal fazerem umas 200 jardas hoje?
  • Secundária x WR do Rams - O Rams é um dos 5 piores ataques tanto passando como correndo. Por isso, em tese apenas, este não deve ser um jogo dos mais complicados para a nossa secundária(??). Mas eles sempre conseguem surpreender a todos, e sempre da pior maneira... Trent Green é quem tem jogado, o que pode ser um alento. Ou não...
  • Chad Pennington x Secundária do Rams - Sem Greg Camarillo - o melhor WR do Miami - Pennington tem problemas a resolver, já que só lhe restaram duas opções como recebedores: TGJ e Davone Bass. Realmente não é uma dupla de meter medo em ninguém. Por isso espero que os TEs ( Fasano que anda sumido e Martin que tem sido eficiente ) apareçam. Será necessário, já que o Miami não contratou nenhum FA e o Brandon London inexiste. Problemas sérios, senão para este jogo, mas para o resto da temporada...
  • Front Seven x Linha Ofensiva do Rams - Se conseguirmos pressionar Green, ou Bulger que até pode ser o Starter, teremos boas chances de vencer sem grandes sustos. Que Porter fale menos e jogue mais. E claro, que consiga uns 4 sacks...
Se isso acontecer, em partes ou no todo, devemos vencer. Isso em tese é claro...