sexta-feira, 15 de maio de 2009

Dois Toques: Um novo Miami??

O "deus" da raça está de volta. Será que iremos jogar um Super Bowl juntos?

Ele, curiosamente, balança em Miami. Será que ele irá ter uma temporada de MVP e encher os bolsos ou terá mais uma contusão e será cortado? Acima, ele no dia do seu Draft...

Passada a euforia do Draft ( mais uma vez ótimo ) e da chegado "do filho pródigo", é hora de atermos a questões mais relevantes sobre a temporada. Quais são os grandes problemas do elenco a curto, médio e longo prazo?
  • Curto Prazo: O maior deles é, curiosamente, o nosso jogo corrido. Mas como assim, não foi ele o destaque em 2008? Sim e não. Sim porque com o advento da wild cat formation os nossos Running Backs ficaram em evidência maior do que sua verdadeira produção dentro de campo. Mesmo que Ronnie Brown tenha quase corrido 1000 jardas e tenha marcado 10 Tds corridos e passado pra outro, ele passou algumas partidas quase como peça nula, conseguindo menos de 40 jardas ou tendo mais de 20 carries para passar das 50 jardas. Ricky Williams fez o que dele se esperava: ser um complemento confiável, porém longe de ser brilhante. E Patrick Cobbs apareceu bem em duas partidas e em outras era zerado. Situação atual: Como Ronnie Brown está em seu último ano de contrato, deverá querer uma ótima extensão, tentando assim dar o seu máximo. Já Ricky Williams quer apenas terminar de forma "decente" uma carreira pra sempre "perdida" e Cobbs precisa ser urgentemente substituído por alguém bem melhor. Eu diria que agora é aqui o calo do time. E os problemas, já existem...
  • Médio Prazo: O nosso Front-Seven foi de bom pra ótimo em 2008 e foi por causa dele que fomos até a post-season, a despeito de quem ache que tenha sido por causa da Wild Cat ou por causa do TGJ ou do Chad-P, etc... O desempenho de nossa defesa ( 10-0 quando tomamos menos de 20 pontos ) mostra o quão nosso poderio no setor foi impactante. Com o ataque descansado e sem a necessidade de virar partidas, os erros dimunuem, por isso fomos o time com menos erros da história da NFL. Claro que é uma via de mão dupla e o desempenho do ataque ajuda também, mas eu mesmo tinha calafrios com o desempenho da defesa antes da temporada em 2008. Mas conseguimos dois ótimos reforços em Phillip Merling ( o Mago ) e Kendall Langford ( o Destruidor ) e alguns reforços renderam bem ( Ayodele, Fergunson, Anderson ) e os que já estavam no elenco se sobressaíram ( Porter principalmente, mas Roth também ). Agora com a volta de Jason Taylor o Miami, com certeza, um dos 10 melhores Linebackers Corps da Liga. Mas e onde está o problema a médio prazo? Na idade de vários destes integrantes ( Porter, Taylor e Fergunson todos com mais de 32 anos ). Situação Atual: Boa, mas é preciso oxigenar o meio da linha defensiva urgentemente e mais dois OLBs nos Drafts de 2010 e 2011...
  • Longo Prazo: Este elenco atual tem prazo de validade um tanto curto pra dar certo. Jogadores chave atualmente podem não render mais no futuro ( isso em 2013 ). Por isso o time tem que estasrvitaminado com "gente boa" antes deste prazo. E tem a questão dos Quarterbacks: quem garante que Chad Henne e Pat White serão os sucessores ideais? Aliás quem garante que Chad-P seja o ideal para ser o nosso QB? Na defesa, em 2013 não poderemos mais contar com os "bons e ótimos" de hoje. Será que os jovens estarão prontos em dois anos? Vencer um SB é o ideal para qualquer torcedor. Será que Ronnie Brown, talvez nosso melhor RB desde Larry Csonka, guenta mais duas temporadas? Ted Ginn será o que dele se espera? São muitas perguntas e poucas respostas... em 2008 cuidados basicamente do ataque e da defesa em suas linhas. Já em 2009 demos bastante profundidade nos "combatentes do passe ( Wide Receivers e Defensive Backs ), mas falta mais... Situação Atual: Temos que reforçar, e bem, o jogo corrido e os Linebackers. Ou só poderemos sonhar em vencer Super Bowl após 2013. Isso seria 40 anos após o último. E é muito, mas muito tempo mesmo...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Jason Taylor está de volta!!!!

Bom filho a casa torna

E ele está de volta!!!!!!!! O Dolphins acertou um contrato de 1 ano, 1.1 milhão, com um dos maiores defensores da história da franquia, o DE Jason Taylor, que estava perto de assinar com o New England Patriots.

Uma ótima aquisição, de um jogador que sempre terá o perfil de Phinático, que se não ajudar em campo, com certeza ajudará fora dele, ajudando os novatos e um líder no vestiário, e o conseguimos por um valor baixo. E ele ainda aceitou ganhar menos para jogar no Dolphins.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Pat White: um outro olhar...

Será que o veremos nesta pose, mas com o Vince Lombardi??

Muito se tem questionado a escolha de Pat White na segunda rodada, talvez por o dolphins usar vários anos seguidos a segunda rodada selecionando QBs o que faz sentido, mas questionar seu talento é inqustionável.

Assisto College Football desde de quando ele era freshman e garanto: é o jogador mais proximo de Michael Vick que apereceu até hoje, porém a compração é um insulto, pois White é um exemplo fora de campo, não possui nenhum egocentrismo, hard worker, etc. Quando saiu da High School foi ofertado para jogar em alguns times da SEC como WR e um contrato profissional com os Angels da MLB (algo em torno de $300.000) e WVU por final ofereceu um vaga de QB.

Se vocês acompanharam College Football nos ultimos 4 anos sabem que no open field ele possui toda visão e game speed de um WR o que fazia os safety dos adversários fazer a blitz e White ficava com marcação individual para lançar a bola, qunado isso não antencia , ele que é muito inteligente fazia um movimento e corria 40, 50, 60 e até mais de 70 jardas, isso desde de freshman ( onde foi F. All American), e liderou vitorias e viradas contra times favoritos, como o time da Georgia que foi campeão da SEC no Sugar Bowl com Calvin Jonhson e GT numa virada histórica sem Steve Slaton, Sam Bradford e os Sooner por mais de 20 pontos e contra UNC que mostrou sue talento para fazer todos os NFL trows, o que se confirmou no NFL combine onde foi o melhor QB lançando, inclusive melhor que Sanchez.

Sem duvida é o melhor jogador da história da WVU e por muitos melhor jogador da Big East. Pat nunca teve bons recivers e fez um time mediano trnsformar-se em elite, Chad Henne é um QB mediano que jogava num time top, recheado de estrelas (Jake Long, Mario Manningham, Mike Hart, Adrian Arrarington, Braylon Edwards, etc) que nunca ganhou grandes jogos ( é 0-4 contra Ohio State). White é um jogador que você para tudo para assistir, que se tornar tirular, vai vender mais camisas na liga, fazer comericiais, etc. Ele já tem uma repercussão até mesmo no pré-draft muito maior que o Henne, e ainda foi selecionado antes que o próprio Henne.

Seu draft stock estava on fire, e Patriots ou Broncos ( os quais fizeram mais de 3 treinamentos e entrevistas como QB, iram recruta-ló antes do Dolphins estar no relógio de novo ). Ele é um pouco baixo para a posição, como Drew Bress e o proprio Vick, porém vem adiquirindo massa muscular para jogar de QB na NFL, antes do draft.

Ótimo texto feito pelo Daniel, membro do Fórum Oquarterbackm que eu recomendo, o link para ele está aqui no Blog na parte dos Sites sobre NFL. Um adendo meu: Ele é um QB Negro. E apenas um Quarterback negro venceu como Stater o Super Bowl até agora...


Aqui um vídeo que ele encontrou na Net sobre o White...

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Miami assina com JD Quinn

Finalmente temos o nosso Quinn!!!

Este é o Offensive Lineman JD Quinn. Ele assinou com o Miami no sábado e estará disponível para as Mini-Camps e para a Trainning Camps. Ele no entanto é um "garoto" problema e foi expulso, isso mesmo EXPULSO, da Universidade de Oklahoma por indisciplina ( motivo não declarado ), mas ele tinha problemas antigos e sua lista é corrida, bem corrida.

Não consegui achar grandes detalhes sobre ele, mas se Parcells o catou é porque ele tem algo além de "problemas". Como temos Andrew Gardner, cotado para ser Back-up de Jake Long, acredito que ele possa vir a ser o mesmo de Vernon Carey.

domingo, 10 de maio de 2009

Wide Receiver: Estamos bem servidos?

A resposta é complexa, mas posso afirmar que estamos melhores do que há um ano. As opções que temos no elenco atual são:

Neste lista temos os recém draftados e os não-draftados, além dos que já estavam no elenco. Pela ordem da imagem temos:
  • Anthony Armstrong - É um dos 3 UDFA que foram utilizados no elenco em 2008 ( o que dá uma idéia de quão bons eram os WRs que tinhámos ). E dos 3 foi o que menos se destacou em campo, sendo mais lembrado por ter sido o KR/PR no fim da temporada. Hoje eu diria que deverá ser cortado, talvez até durante as Trainnings Camps;
  • Davone Bess - Foi o destaque entre os UDFA e pra mim, deverá permanecer em 2009. Em tese ele deverá ser o quarto WR do elenco, em uma aposta pessoal;
  • Greg Camarillo - Depende de como voltar de sua contusão: se voltar em bom nível, deverá ser Starter, mas se voltar mal poderá até mesmo ser cortado, o que seria uma pena. Mas é a vida. Em sendo apenas mediano, deverá ceder o seu posto de WR1 para Patrick Turner;
  • Ted Ginn JR - Bom, serei resumido: tem talento pra ser o Wide Receiver dois do time. E nada mais do que isso. Só que Hartline passa desde já a ser uma sombra para ele;
  • Brian Hartline - O WR do mais ou menos: alto, rápido, ágil, técnico e "segurador de bolas". Ira ele se firmar no elenco? Só o tempo dirá, mas será necessário ser mais do que o +/-;
  • Brandon London - Terminou 2008 como o Wide Receiver 4, mais por falta de opções do que talento próprio. Mas fez uma recepção vital pra nossa vitória contra o Jets. Só por isso fica no elenco? É claro que não. Concorre com os UDFA ( situação dele em 2008 ) por uma vaga no elenco;
  • Todd Lowber - É um dos UDFAs desta safra do Draft. Só com as Trainnig Camps é que poderemos avaliá-lo, mas ele fez um tempo excelente no Combine: 4.2, considerado excelente;
  • Brennan Marion - O mesmo que Lowber, só um pouco mais lento ( 4,3s );
  • Patrick Turner - Faltava-nos um Wide Receiver alto. Não falta mais, pois Turner tem quase 2m de altura ( 1,98m ), mas nem por isso é lento, como mostra seu tempo das 40jardas no Combine ( 4,58s ), bom para alguém alto como ele. Tem tudo para contribuir já neste ano, caso Greg Camarillo não volte bem;
  • Ernest Wilford - Um bonde de 6milhões de dólares. Nem sei porque não foi cortado ainda. Nem picks conseguiram por ele!!;
  • Chris Williams - É o terceiro UDFA que está no elenco. Ele é baixo, sendo portanto a sua melhor qualidade. Como assim? Ele é ágil e esperto. Mas terá sérios problemas pra se manter no elenco.
Temos algumas boas opções. Se teremos um grupo ótimo de QBs é outra coisa...