sábado, 25 de setembro de 2010

Caminhos para a Vitória: SNF vs NY Jets


Usando uniforme diferente do usual, dentro de nossa casa e em horário nobre, contra o Jets... isso me traz doces lembranças. Doce com uma Laranja...


Amanhã a noite, estrearemos em casa, e não custa nada lembrar que, foi em horário nobre, vestidos de laranja ( terceira vez na história ) e com um jovem QB estreando em horário nobre ( na época era um Monday Night Football ), que vencemos o Jets, que foi também a segunda das 7 vitórias que conseguimos em 2009 ( chegamos naquela partida com 1-3 ). Agora em 2010 chegamos com 2-0 para enfrentar ( novamente de laranja ) o Jets, com outra estreia aguardada: B19 diante de sua "torcida". Claro que existem outros estreantes ( Dansby e Misi, por exemplo ), mas é claro que o nosso WR é o chamariz. Vamos aos pontos a serem observados, por onde passará - obrigatoriamente - nossas chances de vitória:
  • Batalha das Linhas. Pode parecer óbvio demais falar nisso, mas é a pura verdade. Se nossas linhas dominarem a partida, o ataque irá marcar mais pontos e vencer o jogo. Só que não é tão simples assim. Amanhã teremos o embate de duas das melhores OLs da NFL, para alguns a 1ª e a 2ª ( sem, por enquanto podermos definir quem é quem ). Nossa DL está surpreendendo e a do Jets, mesmo sem Kris Jenkins, é de grande respeito, haja vista o que fizeram contra Brady. Sendo assim, se tivermos atuações sólidas entre os lenhadores, o caminho para vencermos ficará bem mais fácil;
  • Conseguir 3ª consersões x Impedir terceiras conversões curtas. Existem situações de terceira descida, que quando são para 2 jardas ou menos, castigam demais a defesa. Tentanto explicar de outra forma: se em um drive, que leve 60 jardas, o time de ataque o fizer com 6 down de 3 tentativas cada, a defesa que tentar parar ( e não conseguir ) o ataque em 18 vezes, e acreditem isso cansa. Se formos nós a estarmos com a bola, beleza. Se não... por isso é importantíssimo, em um jogo onde a defesa rival é fortíssima, cansá-la e assim reduzir a sua eficácia. Ao impedir as terceiras conversões, iremos poupar a nossa defesa e deixar o ataque, tendo que forçar passes, e ai os erros são mais propícios;
  • Equilibrar o ataque. Dizem que é certo que não teremos a Ilha Revis em campo, no SNF. Sparano disse que acreditará quando não o ver em campo. Sendo assim, conto com sua presença em campo. Nossas ações ofensivas, estão por demais focadas no jogo corrido. Temos um WR de elite. Temos um QB com boa precisão de passes, temos um OL excelente, temos bons coadjuvantes, mas ficamos correndo sem parar. Porque? Seria excesso de zelo? Seria falta de confiança em Henne? Até aqui, ele deu duas bombas para B19: uma ele pegou e a outro ele dropou de forma tosca até. Porque então não dar-lhe as chances de tentar o passe? Porque, no segundo tempo das duas partidas até aqui, Henne praticamente foi um observador? Não nos esqueçamos que contra este mesmo Jets ele mostrou ( em sua melhor atuação na carreira ) do que é capaz...

Nenhum comentário: