sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Dois Toques: É uma no cravo e a outra na ferradura?

Sim, é assim mesmo que podemos resumir não só as atuações de Chad Henne, mas o nosso próprio Miami Dolphins. Afinal vencemos ( fora ) duas partidas no começo da temporada ( Bills e Vikings ), dando-nos uma falsa impressão de time vencedor, que conseguiria facilmente uma vaga na post-season. As duas partidas seguintes, seriam em casa e para confirmar este "novo status": Jets e Patriots. Faltou combinar com os rivais. Diante do Jets, jogamos bem no ataque diante de uma defesa fortíssima, mas um tal de Jason Allen, entregou dois TDs além de mais de 60 jardas do seu lado. Ou seja, ele foi a "mãe" do Sanchez, QB mediano, talvez até mesmo pior do que Henne ( falarei a respeito mais abaixo ). Nosso QB Starter foi bem e só tomou a Int em uma quarta pra TD, quando marcar FG ou levar um Int era a mesma coisa, ou seja, derrota. Diante do Pats a pane foi geral: Henne jogou pessimamente, o ST foi terrível e a defesa pouco pode fazer para evitar o desastre. A, é claro, alguém viu nosso corredores no Monday Night?


Ai voltamos a viajar. Vitória diante do Packers no Lambeau Field, com boas atuações da defesa e uma atuação regular de Henne. Mas foi no Lambeau Field, gente!!! Poucos times vencem por lá, e nos vencemos. Neste momento, o Miami estava 3-0 on the road e 0-2 at home. Incrível né? Ai recebemos o Steelers, em casa. Vencemos. Mas o juiz não achou assim e deu a vitória pro rival. E Henne? Jogou bem ao meu ver. Se levarmos em conta a defesa que o rival tem... Agora éramos o time perfeito fora ( 3-0 ) e imperfeito em casa ( 0-3 ).


Nova saída, agora dupla: Bengals e Ravens. Diante do primeiro nossa primeira vitória por mais de um posse de bola e com Henne em um dia bom. Diante do Ravens, a defesa deles nos engoliu e perdemos. E o Henne? Bom, 3 interceptações estão longe de ser um alento, é claro. E não pode-se usar, aqui, o argumento da defesa forte. Vejam o que outros QBs fizerma contra ela e tirem suas conclusões. Mas era esperada a derrota, afinal o Ravens são melhores mesmo.


Volta pra casa, com rodada dupla: Titans e Bears. Eu apostei, no começo do ano, em vitória contra o segundo e derrota pro primeiro. Aconteceu exatamente o contrário. Contra o Tennessee vencemos, mas com as contusões, ficou um ar de derrota. Chad Pennington ia começar jogando, mas mal conseguiu dar 3 passes e se machucou, provavelmente pra sempre, mais uma vez em sua carreira. Henne entrou, virou a partida e colocou frente, a qual Tyler Thigpen aumentou quando entrou por uma contusão de Chad-H. Vencer foi bom? Sim, mas na quinta...


Recebemos o Bears, com os Tackles no sacríficio ( Jake Long e Vernon Carey ), sem Center ( Berger machucado ) e com Thigpen de Starter. O resultado? Um coco em casa, diante de um time fraco. Sim, pra mim, o Chicago Bears é um time fraco. E sim, a este momento, com 5-5 como campanha, o time tinha 4-1 fora e inacreditáveis 1-4 diante de sua torcida.


Diante deste quadro, encarar o Raiders fora de casa, seria bom ou ruim? Bom, porque seria fora de casa, ruim porque é um dos estádio mais inóspitos de toda a NFL. E Henne pinta como Starter, mas sem B19. Trágico? Que nada, Fasano, Hartline e Bess detonaram, Henne lançou 3 Tds e o time venceu com sobras um valento Raiders. Um dado: antes desta partida, o Raiders era o 4° melhor ataque terrestre da NFL, mas correu apenas 16, isso mesmo apenas 16!!. Nossa defesa caminha a passos largos para ficar no nível das de Ravens, Steelers, Jets e cia. O que poderia estragar tudo? Bom, que tal encarar o fraquíssimo Browns em casa?


Pois é, ai veio a partida diante do fraquíssimo, e põe fraquíssimo nisso, Cleveland Browns. E o que acontece? ST falha, Henne lança 3 Intercptações ( uma delas, diga-se, tentando vencer o jogo no final ) e perdemos. Estamos com a mesma campanha em fora ( 5-1 ) e em casa, só que temos que inverter - infelizmente - os números ( 1-5 ).


De nossas 6 derrotas até aqui ( Jets, Pats, Steelers, Ravens, Bears e Browns ), 3 delas são absolutamente normais: ( Ravens, Pats e Jets ) pela qualidade dos adversários, mas perder pros dois rivais de divisão em casa, não é exatamente o ideal, mas eles estão mais fortes do que nós. Osso foi perder pra Steelers, Bears e Browns em casa. Vá lá que temos o consolo de que de fato, vencemos o Steelers, mas no final isso não conta nada, e perder pra dois times mais fracos que nós, e em casa, é que nos está matando. Se estas três partidas tivessem virado vitórias, ao invés de 6-6, nós estaríamos é com 9-3, empatados com o Patriots no topo da divisão e com um pé na pós-temporada. Nas duas partidas, derrotas em casa com pífias atuações de nossos QBs. Mas contra o Browns, o ST também foi decisivo ao contrário. Enfim, perdendo 5 jogos erm casa, não dá mesmo pra pensar em post-season, mesmo que ainda possamos ter esperanças.


E quanto ao Sanchez e o Henne? Deixo a foto abaixo para que vocês mesmo tirem suas conclusões. Só digo uma coisa: nada como os números, afinal o Rating de Sanchez é pior do que o de Henne. E o que isso quer dizer Flávio? Nada, nada mesmo...


Surpreendente, não?

5 comentários:

Equipe Phinaticos disse...

é Flavio Sanchez ta dando sorte ele é ruim não gosto dele acho que esta no mesmo nivel do Henne sim mesmo nivel, se Henne não tivesse menos int e mais TD eu diria que Henne é melhor, é fogo dizer que um QB que tem menos TD e menos derrota que o outro é melhor????

entre Sanchez e Henne eu fico com Henne.

mas o Dolphins tem que pensar grande temos que pegar um QB de respeito enquanto Henne fica no banco aprendendo mais um pouco quem sabe daki 2 anos ele não fique melhor, vale lembrar que A.Rodgers ficou 4 anos so aprendendo e olha no que deu um dos melhores QB da liga, eu acho que isso que falta pro Henne aprender mais um pouco, porém acho que ele ta no caminho certo, mas volto a repetir temos que trazer um QB bom temos que pensar grande como time grande e não apenas terminar a temporada com mais vitorias que derrotar, a hora do henne vai chegar mais não é agora e nem ano que vem mais quem sabe daki 2 anos

Flávio Vieira disse...

Dan, relaxa, caso não tenha percebido eu não defendi o Henne dele mesmo. meti o pau a fundo...

Claro que sempre é prudente lembrar que das suas 15 ints, duas tem que ser tiradas do peso dele, afinal, foram em situações de desespero, jogando contra o tempo e sem poder errar... se ele já erra quando tem tempo e o time está na frente, imagina assim...

Usei o exemplo do Sanchez pra outra coisa: mostrar que dá pra ser um time vitorioso ( e o Jets caminha pra terceira temporada seguida com mais vitórias do que derrotas ) com um QB mediano, que acho pior do que Henne, assim como vc tb acha...

Esse é o exemplo. O que falta fazer? Melhorar ainda mais a defesa ( eles tem Cromartie e Revis, nos jovens evoluindo em Davis, Smith, Clemons, Jones e Nolan ), precisamos tornar nossa defesa matadora mesmo, e não apenas um jogador apenas. Mesmo que esse seja o líder de sacks da NFL, como é o caso de Cameron Wake, com 12.

RFIALHO disse...

ai...ai... só pode ser brincadeira...
Um time, como o chicago, que acabou de alcançar 5 vitórias SEGUIDAS pode ser chamado de qualquer coisa, menos de fraco.

E vamos parar com essa frescura de
"das suas 15 ints, duas tem que ser tiradas do peso dele, afinal, foram em situações de desespero, jogando contra o tempo e sem poder errar..." porque um QB que se preze tem saber arriscar,chamar a responsabilidade, carregar o time nas costas e se preciso vencer as partidas sozinho.
Gosto muito da idéia do Dan de investir pesado em um QB de respeito e deixar o Henne mofando no banco pra ver se ele toma vergonha na cara e aprende alguma coisa e aí quem sabe daqui a uns 4 ou 5 anos ele receba uma nova oportunidade como starter.

Flávio Vieira disse...

pra mim o Bears não passa de um time ruim que está "ligado" conseguindo resultados na empolgação. existem casos aos montes. Seria o do Chiefs por exemplo...

Quanto ao Henne, eu tiro da conta dele as duas ints sim, pq nesta situação o risco aumenta. E se vc não tem um playbook sequer decente pra manter o time em campo, o que dirá quando tem que jogar contra a parede?

Mantenho o que venho dizendo a tempos: sem um OC ótimo/excelente este time não vai a lugar algum... em 2008 pegamos embalo, a Wild Cat é novidade e o time estava "iluminado"... agora, sem a surpresa no playbok, sem o embalo e sem o "algo do além", está no que estamos...

Podemos até vencer o Jets. Mas não acredito nisto. Aliás, se eu apostei no Dolphins, está errado...

kkkk

Derek Szabó disse...

Eu apostei no Dolphins, mas também não acredito que vá vencer. Mas eu não conseguiria tirar proveito de uma derrota do Dolphins, por isso, sempre aposto nos Dolphins. O mesmo vale contra os Jets. É raro eu apostar nos Jets. Por mais desacreditado que eu esteja, seria o mesmo que apostar no Palmeiras contra o meu Corinthians em um bolão.