segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Dois Toques: Planos possíveis para 2011

Vou traçar aqui 3 planos que poderiam ser implementados na Off-Season e no Draft. Cada um tem uma variante favorável e uma contrária. Espero que gostem.

  • Cenário 1: Trade up para conseguir o melhor QB do Draft, sacrificando assim os rounds 3 e 4, ou picks de 2012.
A favor: garante-se um QB para o futuro e tenta-se desenvolvê-lo ( mesmo que o Coach de QB seja um ex-WR!!! ) e tudo passaria a ser montado no seu entorno.
Quem seria este QB? Existem 3 nomes: Blaine Gabbert, Jake Locker e Cam Newton.
Contra: Nenhum dos 3, aparentemente, valem tal movimento. Sendo que um dos 3 poderá sobrar pra nossa pick, que é a 15ª do Draft.
Para funcionar, na Free Agency temos que: contratar um RB ( DeAngelo Williams, por exemplo ) e nomes para a OL ( Guards e Center ), pois não teremos picks em 3 rounds seguidos ( 2°, 3° e 4° ) para escolher estes jogadores.
  • Cenário 2: Trade Down para re-adquirir a pick de segundo round enviada para o Broncos na vinda de Brandon Marshall.
A favor: no segundo round existe talento e sabendo escolher podem aparecer nomes como Koa Misi e Sean Smith.
Quem escolher: no primeiro round, ficaríamos longe dos 3 melhores QBs e ainda poderia-se escolher Mark Ingram, segundo concenso geral o melhor RB do Draft.
Para funcionar, na Free Agency temos que: contratar um QB ( Vince Young por exemplo ), pois não teremos um talento nato para desenvolver a médio prazo. Neste caso, a vinda de alguém que possa conduzir com o mínimo de qualidade este ataque, seria por demais necessário. Neste cenário, o time teria as escolhas de terceiro e quarto round, onde podemos conseguir os necessários reforços na OL.
Contra: praticamente nada. Com Young ( Kolb, McNabb, etc... ) de QB poderemos melhorar com relação a 2010. Tendo Mark Ingram teríamos força adicional no jogo corrido, tirando deste QB a responsabilidade de vencer partidas. Contudo, Young é bem questionável, Kolb nem se fala, McNabb é velho...

  • Cenário 3: Não realiza-se troca e espera que um dos 3 melhores QBs sobrem pra gente. Se não sobrarem, escolher Ingram.
A favor: a chance de ter um talento bom/razoável pra QB, sem o custo de picks do middle rounds.
Quem escolher: o melhor dos QBs do Draft que sobrar ou Mark Ingram
.

Para funcionar, na Free Agency temos que: preencher o buraco que vier a ficar descoberto no Draft.

Contra: justamente no que fazer no FA period. Afinal se não sobrar QB, iremos de RB. Como prever isso na FA, que acontece antes? E tem mais uma coisa: os QBs podem não sobrar e nem o Ingram, e ficarmos sem reforço via Draft para duas das maiores carências deste time.

6 comentários:

Equipe Phinaticos disse...

trade up não seria uma boa coisa a fazer,porq? com a nossa escolha numero 15 pegamos o Ingram agora com uma escolha numero 20 não pegamos mais nem fufu o Patriots vai abraçar o Ingram se a gente não pegar ele, então eu sou a favor de pegar o Ingram no primeiro round e tentar dar outro jeito de pegar uma segunda escolha, não me pergunte como porq não sei, agora QB nesse draft vai dar para pegar até no 3 round, flavio se vc passar na comunidade vai ver a lista de QB que vão ficar para 2 e 3 round tem gente com talento lá.

Newton é um Bust!!!

Gabbert ninguem falava dele antes do Luck dizer que não iria para o draft.

Mallet é uma opção boa.

Locker não gostei do que vi no SeniorBowl so mais o Colin Kaerpenick ou Dalton ou Stanzi sei lá.

pegar o Young e trazer o Ingram e pegar um QB de segunda ou 3 escolha seria o Ideal.

agora Dan Marino disse que Henne tem futuro vai saber oq vão fazer.

em Miami tudo pode acontecer

Juliano Louredo disse...

Dentro dessa avaliação, vc acha que o mallet sai quando?????

Não acredito que o Cam Newton seja um top 10, sendo assim desses QBs imagino que sobraria ele para nós!!

Flávio Vieira disse...

Dan, eu falei de 3 cenários. Em todos tem os prós e contra.

Eu mesmo prefiro o do Trade Down.

Os QBs não valem a pena a 15ª pick.

RFIALHO disse...

Newton e Kaerpenick são a mesma coisa, preferem correr ao invés de passar e todo mundo sabe que isso não funciona na NFL.Pra mim usar a pick do round 1 em QB só se for no Mallet.

Eu não sei não, to achando que o Ross vai abrir o cofre no FA e sair contratando uma porrada de gente boa, pra tentar recuperar seu prestigio diante da torcida depois do fracasso na contratação de um novo HC.

Derek Szabó disse...

Concordo com o RFIALHO, acho que a 15ª pick com QB só vale se for o Mallet. Eu sou a favor de uma mistura do primeiro com o segundo cenário, vou explicar como:
Contratamos um bom FA para QB, e um bom FA para RB, eu continuo a favor de Young, e também do Williams. Com isso, sobrariam todas as picks, que podíamos fazer trade down, como no ano passado, e aí, reforçar toda a OL, reforçar ainda mais a defesa, e ainda draftarmos um bom QB no segundo ou terceiro round (eu gosto muito do Tyrod Taylor, de Virginia Tech). Assim teríamos bom QB e bom RB, e com uma OL e defesa jovem e em evolução. A defesa é boa, mas ainda pode melhorar bastante. Se tivermos QB e RB seguros, e uma verdadeira muralha na defesa, como Steelers e Ravens, o time vai render bastante. E também acho que o Ross vai abrir s cofres.

Equipe Phinaticos disse...

1 round pra mim é o Ingram a não ser que venha o DeAngelo Williams ai sim poderiamos pegar um QB vou colocar na lista do que eu acho que vale a primeira escolha e assim por diante.

Ryan Mallet 1 round
Jake Locker 1 round
Ricky Stanzi 2 round
Blaine Gabbert 2 round
Andy Dalton 2 round
Colin Kaerpenick 3 round
Cam Newton 3 round
Tyrod Taylor 3 round
Chris Ponder 4 round
Greg McElroy 4 round

entre esses QB ai eu prefiro o Young de starter