segunda-feira, 25 de abril de 2011

O que Jeff Ireland vai fazer no primeiro round, parte II

O que podemos esperar dele na próxima quinta? Tentarei antever seus movimentos...

Ano passado, antes do Draft, trouxemos Brandon Marshall do Denver Broncos em troca de duas escolhas de segundo round, do ano passado e deste ano. Para reduzir o custo do negócio realizamos uma trade down no dia do Draft com o San Diego Chargers, recuperando assim a pick de segundo round, na qual trouxemos Koa Misi. Desde o começo do ano que Ireland sempre deixou claro em suas entrevistas que o time irá tentar reaver a pick de segundo round. Mas como?

Com o atual Lockout da NFL não tivemos a Free Agency Period, onde poderíamos ter trocado algum jogador do elenco que pudesse interessar a alguma equipe. Como não pudemos fazer isso, só tem uma saida: realizar, novamente, uma trade down no dia do Draft. O que é bom em vários sentidos:

a) Jogadores do fim do primeiro round custam menos na hora de assinar. Basta conferir o valor do salário de Jake Long com o de Jared Odrick;
b) Os jogadores que sobram no final do primeiro round normalmente são mais confiáveis, porém menos promissores, mas nem por isso ruins.
c) Se conseguirmos uma pick de segundo round podemos reforçar a equipe com jogadores de grande qualidade. Para justificar isso basta lembrarmos de Sean Smith, escolhido no fim do segundo round de 2009.

Por isso, não se surpreendam se realizamos uma trade down no primeiro round. E ai, todo o pensamento dos Mocks vão por terra abaixo.

Nenhum comentário: