domingo, 25 de dezembro de 2011

Tunel do Tempo: 40 anos do Jogo mais longo da História

Em dias em que recordes nossos são batidos com frequência até que absurda, vamos a um que - aparentemente - não corre risco iminente...

Era dia de Natal. Como hoje. E o jogo valia ida a final da AFC. E aquele time de 71 iria ainda ao Super Bowl, dando prévia do que iria acontecer em 72. E o Miami já era um time conhecido e com um certo respeito na recente NFL ( a liga, como a conhecemos hoje nasceu em 70. Mas o nome existe desde os anos 20, e os times que dela fizeram parte estão quase que todos na NFC ). Mas o jogo era diante do Kansas City, time fortíssimo e que fora a primeira equipe da ( atual ) AFC a vencer um Super Bowl. Portanto não éramos os favoritos, mas aquele time era muito bom e fez um dos seus melhores jogos, na opinião do Coach Shula, segundo o qual nunca mais veria tanta entrega, determinação e vontade em campo. Enfim, aquele foi um Natal Mágico. Com vitória na segunda prorrogação. E é este o recorde: vencer a partida mais longa da história do esporte. E este não corre - em tese - risco.

Falo deste recorde, porque o de Jardas Passadas em uma Temporada, pertecennte a Dan Marino deve cair domingo que vem. Tom Brady precisa de míseras 194jds e o Pats não tem histórico de tirar o pé em partidas finais. Além dele podem bater o recorde Aaron Rodgers ( Packers ) e Drew Brees ( Saints ), mas estes ainda jogam na segunda. E pensar que conseguimos a proeza de passarmos Brees duas vezes!!! Outro recorde caiu neste ano: o de vitórias de Coach e QB, que era da dupla Marino-Shula, agora pertence a Brady-Belichik.

Enfim, é bom lembrar disso. Ver que um dia fomos fortes o suficientes para resistirmos quase 5 horas em campo. E vencer. Que ontem perdemos após fazer 17x0 no primeiro tempo e no segundo levamos 27x7!!! Mas que fique registrado que eu fiquei feliz com a atuação: demos um belo cartão de visitas para 2012. Com um QB acima da média, esse time pode vencer qualquer um. QB acima da média eu disse...


4 comentários:

Dan Pereira disse...

Flavio penso igual vc com um QB acima da media certeza que podemos vencer Patriots, Packers, Steelers, Ravens e etc...e outra coisa gostei muito do que vi ontem time jogou bem até o fim falta mesmo um HC, QB, CB e mais um Ol ai sim acho que vamos ter um time muito forte para 2012 acho que agora mais do que nunca vale a pena fazer um trade para pegar Luck ou Griffin nosso futuro pode estar nesse draft basta o Ross querer que ele consegue um dos dois

Feliz Natal a todos do Blog

Luiz Paulo disse...

Tenho que confesar que não assisti ao jogo, pois estava viajando, mas acompanhei pelo twitter oficial, e venho falar que a virada dos Pats fez escorrer lagrimas nos meus olhos, não pela derrota mas justamente por pensar que...

SE AGENTE TIVESSE UM QB ACIMA DA MÉDIA.... ONDE SERÁ QUE ESSE TIME PODERIA IR???

BEM... Tomara conseguirmos um QB BOM nesse draft ou em trocas e que 2012 seja o nosso ano...

Derek Szabó disse...

Dan Marino disse em entrevistas que queria jogar na NFL com essas regras novas... kkkkkkkkkk

Acho que mesmo com toda sua idade, seria bem melhor que todos os que passaram por aqui depois dele.


Eu acho que valeria a pena vender a alma por um bom QB, pois apesar dos pesares, creio que só um QB já resolveria nossa vida. Mesmo com as limitações de alguns setores, um QB sozinho já venceria mais uns 5 jogos para nós. Então é de se considerar ficar uma temporada sem picks no Draft, ou com poucas, para poder ter um QB top do que ficar enchendo o elenco com reforços secundários e deixar a posição mais importante para trás e ficarmos sempre na mesma leréia de 6-10, 7-9 etc...

RFIALHO disse...

Faço minhas as palavras do Derek Szabó...