sábado, 18 de fevereiro de 2012

Datas importantes desta Off-Season


Datas importantes desta off-season:
  • 20 Fevereiro – Times podem colocar franchise tag em seus jogadores. 
  • 22- 28 Fevereiro - NFL Combine 
  • 5 Março - Fim do período para designar franchise tag. 
  • 13 Março - Abertura do mercado livre 19:00 (horário de Brasília) . Começo da temporada 2012 da NFL. 
  • 26-28 Março - Encontro anual dos donos de times (Palm Beach, Florida) . Definição das escolhas compnsatórias. 
  • 2 Abril - Times que contrataram novos técnicos no final da temporada 2012 pode começar o programa de offseason. 
  • 16 Abril - Times que mantiveram o treinador podem começar o programa de offseason. 
  • 20 Abril - Data limite para jogadores restritos assinarem ofertas. 
  • 26-28 Abril- Draft NFL 2012. 
  • 16 Maio - Com exceção ao minicamp de 3 dias 15 dias depois do Draft, jogadores podem participar das primeiras reuniões ou treinos do seu time. 
  • 21- 23 Maio - Encontro da primavera de donos de times da NFL.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Salary Cap é um problema?

Fiz uma mudança neste post, pois a imagem com os salários dos jogadores do Miami tinha ficado ilegível. Agora está tudo modificado e dividido em 4 imagens, que espero ajude a todos visualizarem melhor, afinal isso é de suma importância para entendimento do conteúde deste post. E uma informação adicional: Jake Long não está em seu último ano de contrato, afinal quando o mesmo foi assinado previa um ano adicional dependendo de certas circunstâncias. Uma delas é ele ir a 3 Pro-Bowls. E o mesmo foi indicado, diretamente, em 3 e ainda foi ao quarto como substituto.
Acho que todos os que passam por aqui diariamente sabem que os time da NFL tem um limite de salários por temporada. E que em 2012 este limite ( teto ) é pouco acima de US$ 121mi. Mas como exatamente funciona isso? Os salários de todos os jogadores são somados ( e são 53 jogadores por elenco + 7 na Pratice Squad ) com os quais o time pode ter contrato. Essa soma não pode ultrapassar o teto. E como está o Miami agora, para essa temporada com os atuais jogadores sob contrato? O quadro abaixo demonstra a situação ( clicando na figura ela ficará maior ) e depois eu volto com algumas divagações?





  • Maiores Salários: Acho que não existe surpresa sobre os três maiores salários do time, certo? Jake Long, Brandon Marshall e Karlos Dansby custaram caro ao time, cada um a sua maneira. Long foi o primeiro escolhido e único membro do Dolphins a figurar no primeiro time da NFL ( 2010 ) desde Jason Taylor em 2006 ( o que dá uma idéia do quão bom ele é ). E merece cada centavo, diga-se de passagem. Marshall fez a sua melhor temporada com o Dolphins, mas carece de um QB ( algo que não temos ) e Dansby é da elite de NFL e veio de um time que estivera no ano anterior a sua chegada no Super Bowl. Portanto tem mesmo que ganhar bem. Mas existe o que ser feito? Sim, existe. Jogadores normalmente dão muito valor a um anel de Super Bowl ( existem, poucas, exceções ). Portanto renegociar o contrato dos 3, liberaria espaço no Cap. Citando apenas um ( e o com valor mais alto ): o salário de Jake Long vai contar contra o Cap US$ 12,8mi, mas se renegociarmos o contrato dele, esse valor poderia cair para, digamos assim, uns 8mi. Como? O salário dos jogadores não é fixo em todos os anos de contrato, eles vão aumentando. Viram como Marshall recebeu US$ 9,3mi em 2011, mas receberá US$ 11,35 em 2012? Se fizermos isso com os 3, poderemos economizar ai uns 10 ou 12mi. Mas é claro, para isso é preciso que todos concordem pois eles não são obrigados a aceitar renegociações. E no caso de Long convém citar que ele entrará no seu último ano de contrato.
  • Ganhando mais do que merece: Se os três mais altos recebem o que ( creio eu ) merecem, tem gente do elenco ganhando muito mais do que vale. Exemplo? Onde é que Matt Moore merece ganhar US$3.775mi? E por mais que eu goste dele, acho que o Miami não deveria efetivar o último ano de contrato de Yeremiah Bell. Tá louco Flávio? Cortar o nosso melhor DB? É isso mesmo, ele não vale ( aos 33 anos ) receber mais de 6mi nem a pau. Com essa grana dá para contratar um QB melhor que Moore por exemplo, ou 2 DBs que possam jogar no lugar dele. E não custa nada lembrar que ele é o quarto maior salário da equipe.Outro ganhando mais do que merece ( e muito, por sinal ) é Kevin Burnett, que terá direito a impressionantes 5mi. E ganhando um pouco menos ( e sendo reserva ainda por cima ) temos Tony McDaniel ( mais de 4mi ). E o que dizer de pagarmos quase 5mi para que Ritchie Incognito seja o Starter de LG? Piada né?
  • Ganhando muito pouco ( e que ano que vem vai querer muita grana para renovar ): Se você olhou bem o quadro acho que deve ter caído pra trás com quanto recebe um dos melhores pass-rush da Liga. Pois é meus amigos, Cameron Wake está trabalhando de graça. Tem ao menos uns 10 perebas que ganham mais que o dobro dele ( Moore recebe quase 5 vezes mais ). E porque é assim? Quando ele assinou conosco para jogar a temporada de 2009 ele vinha como uma aposta, o equivalente a uma jogador de terceiro round. Acontece que a aposta deu certo e o time já deveria ter feito um contrato maior com ele. Eu no lugar dele já teria feito Hold-Out ( quando o jogador recusa-se a treinar para forçar um novo contrato ). Eu não trabalharia ( sendo um dos 10 melhores em minha profissão ) por 200mil a menos que meu companheiro de posição ( Misi ) e 5 vezes menos que um reserva da DL ( Tony McDaniel )
  •  Estão no meio do caminho ( ganham muito, mas produzem bem ): Alguém ai não acha que Anthony Fasano é importante pro time? Alguém ai duvida que Randy Starks é um dos melhores membros da defesa? Ou alguém ai sentiu falta de Ronnine Brown ao termos Reggie Bush produzindo o que o anterior nunca conseguira produzir? Os três citados ganham bem ( o de Bush aumentou muito devido a sua produção em campo, pois se passasse das 1k ele receberia 1mi extra ) mas produzem. São os melhores ( Langford pra mim é melhor que Starks, mas ele é FA portanto não entra nesta conta ) em suas posições e são o sangue em campo. Portanto merecem o que ganham, mesmo que eu ache muito ( sobretudo o salário de Fasano ).
Não existe mágica na NFL e com Cap só tendo um excelente controle e administrando-o no limite é que você consegue resolver a equação talento+quantidade+grana. Acho que dá para melhorar renegociando, cortando e trazendo gente focada em um objetivo: chegar ao Super Bowl. Trazer o melhor QB disponível no mercado de agentes livres, só facilitaria tudo isso.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Randy no Dolphins? E seria excelente...

Randy Moss em 4 fases de sua vida: o começo arrasador na Liga ( Vikings ), os anos terríveis ( Raiders ), a consagração ( Patriots ) e o declínio ( Titans ). Será que o veremos com a nossa camisa em seu ( possível ) Canto do Cisne?

A questão do momento envolvendo nossa franquia é, como todos sabem, a vinda ou não de Peyton Manning. Mas este movimento depende do que o Colts fará: se irá cortar o seu maior ídolo ou irá pagar um bônus de 28mi a um jogador que poderá nem entrar em campo. Como isso depende de outra franquia, por enquanto estou moderado quanto a esta questão.

Contudo existe um burburinho por trás desse: que o Miami tem interesse em contratar Randy Moss, que foi dispensado pelo Titans ano passado. E o que parecia ser apenas um boato sem maiores fundamentos, ganhou contornos mais reais. Isso porque Jeff Ireland teria se encontrado com Moss e perguntando se estaria disposta a voltar a NFL. Nem o jogador e nem Ireland confirmaram isso, mas tem sentido. Moss é o tipo de WR que precisa de um Super QB para render. E Manning precisa de alvos. Mas como assim Flávio, nós já temos Brandon Marshall?  Sim, é verdade, temos Brandon Marshall, mas iremos precisar de WRs mais prontos e mortais na End Zone. E eu desconhece WR disponível e mais mortal na End Zone do que Randy Moss. Se alguém conhecer um é só me dizer...

Moss nunca escondeu ter a frustração de nunca ter vencido o Super Bowl, onde só esteve uma vez ( 2007 ). Quando foi para o Raiders o fez porque o time tinha ido recentemente a um e o elenco era forte. Não deu certo e foi para o Patriots e... bom, todos sabem como foi. Ai ele foi "trocado" do Patriots para o Vikings ( seu primeiro time ), mas pouco fez por lá e foi cortado, indo parar no Titans ( ainda em 2010 ) e foi... cortado. Não arrumou uma casa em 2011 e em 01 de agosto anuciou sua aposentadoria.

Analisar essa contratação é algo complexo. Uma das maiores vantagens é que ele viria de graça, ou seja, não teríamos que gastar picks com sua vinda. Uma outra vantagem é que se ele estiver focado e saudável ainda é um perigo e tanto para as defesas, ainda mais se quem estiver lançando for um tal de Peyton Manning. A maior desvantagem é, óbvio até, é o seu carater. Mas se ele viesse e Philbin conseguisse segurá-lo ( e é bom dizer que Philbin foi o OC de um tal de Brett Favre ), formaria uma dupla espetacular com Marshall. Claro que não poderiamos esperar dele o Moss do Pats, mas se ele for 50% daquele vale a pena. Lembrando que Peyton, se vier é claro, precisará de um esquema adequado a ele.

Outra questão que pode ser levantada é que contratar Moss não é uma coisa normal em Miami. E contratar Manning seria? A resposta é não para as duas. Mas com Manning saudável e tendo o combo Marshall e Moss em campo, eu não iria querer ser DBs da AFC Leste. Isso com certeza. E tendo para complemente Davone Bess e Brian Hartline e o jogo corrido decente com a dupla Reggie Bush e Daniel Thomas. Vai sair do papel? Não sei. Mas que se saisse seria da hora, acho que isso ninguém pode duvidar.

Outro jogador vindo da Liga do Canadá?

o camisa 23 acima, foi eleito o melhor jogador da Liga Canandense de Futebol e poderá assinar com o Miami.

Caso você não tenha entendido o nome deste post, é que Cameron Wake quando veio pro Dolphins ( ainda durante a temporada de 2007 ) ele era jogador da CFL ( Canadian Football League ). E hoje é um dos melhores pass-rush da NFL. O cidadão da foto acima é Jerome Messan do Edmonton Eskimos e se tornou o primeiro corredor da Liga a passar das 1000 jardas. Antes que alguém acha que isso é muito pouco, saibam que na CFL cada time só tem 3 downs para conseguir a primeira descida ( na NFL são 4 ) e cada time tem 12 jogadores. A liga do Canadá é mais focada no passe pois na prática cada time tem apenas duas chances de conseguir as 10 jardas. Sendo assim - e feita esta observação - acho que Messan tem algo a apresentar na NFL. O negócio ainda não foi fechado e segundo li, ele lembra o modo de jogar de Ronnie Brown, o que casaria perfeitamente para Reggie Bush. Não entendeu? Brown nos seus melhores dias conseguia quebrar diversos tackles pelo meio da DL, algo que Bush não faz com tanta competência, sendo sua maior virtude corridas por fora da DL e receber passes.

Mas porque ainda não assinaram? Porque, claro, nem tudo são flores. Ele sofreu uma contusão nos playoffs, mas já teria sido avaliado pela equipe médica do Dolphins e ele estaria apto.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Quinton Coples ou Melvin Ingram?





Quinton Coples, DE de North Carolina é uma máquina de sacks na NCAA.
Melvin Ingram, DE de South Carolina é outra máquna de sacks da NCAA

Como todos acreditamos que teremos um novo QB chegando via Free Agency (acreditem há quem fale que possa ser até Kyle Orton!!! ), começaram as especulações sobre o que fazer com a escolha que temos no primeiro round. Entre as especulações estão saber qual seria o melhor Pass-rush disponível neste Draft. E neste interante só temos duas opções e ambos são DEs de estados vizinhos: Melvin Ingram de South Carolina e Quinton Coples de North Carolina. E, acreditem, ambos são excelentes jogadores e podem atuar ( bem ) tanto em 4-3 como em 3-4 ( mais Ingram do que Coples ) e seriam melhoria com relação a Koa Misi. Vamos ao perfil de ambos:
  • Quinton Coples, Deffensive End, North Carolina - Sênior. Excelente tamanho e massa corporal, capacidade atlética e ótima agilidade. Tem ótima explosão e velocidade boa ( não impressionante ). Seu principal ponto fraco é que seu repertório de jogadas é muito reduzido, tendo como força apenas o confronto direto com os Bloqueadores. O que claro limitaria muito a sua utilização. Muitos o consideram parecido com Jean Pierre Paul quando estava para ser Draftado. E hoje todos sabemos bem que ele é. Foi nomeado duas vezes para o primeiro time da ACC em 2010 e 2011. Seria uma escolha para desenvolvimento, mas que pouco provavelmente daria errado e tem tudo para ser um atleta de destaque na NFL. Se a defesa for 4-3 ele será o DE, mas se for o 3-4 ele passaria a ser até um Nose Tackle. Mas dos bons.
  • Melvin Ingram, Deffensive End, South Carolina - Sênior. Versátil e muito produtivo, consegue compensar sua altura pouco adequada para DE com muita força de vontade e garra. Tem ótimo repertório de jogadas,  o que lhe confere uma comparação com Dwigth Freeney ( Colts ) e é dificil de ser bloqueado e pode adequar-se a qualquer esquema, podendo jogar de DE ou OLB ( de ambos os lados ). Não é tão bom nas corridas quanto é no pass-rush, sua técnica antes do Snap pode melhorar. Liderou a equipe com 9,5 sacks e foi o 3ª na SEC. Seria uma escolha "pronta" para a NFL e não tem tanto espaço para crescimento.
Dos dois eu prefiro o Ingram, jogador que chegaria para ser titular e render desde o primeiro dia. Coples necessita de desenvolvimento e talvez só renda em 100% na segunda temporada, além de ter menos jogadas em seu repertório. Mas uma coisa é certa: se formos de DE/OLB será um desses dois que iremos escolher.