terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Dá para acreditar neste time melhor em 2014?

Na Black Monday ele ainda não foi demitido. É mole?
A menos que você tenha viajado neste fim de semana e tenha ficado sem internet, já deve saber que o Miami Dolphins conseguiu a proeza de perder a vaga pra Post-Season. É o tipo de resultado que revolta, que angustia, que deixa feridas eternas. Não existe adjetivos para qualificar o que o Miami fez ontem no Sun Life Stadium. Eu mesmo ainda estou "injuriado" com a forma como o time(??) jogou - eles sequer entraram em campo? - ontem.

Dito isto ( e é muito pouco perto do que este time merece ) volto pra pergunta feita na descrição deste post: é possível acreditar que este time vai melhorar na próxima temporada? Alguns podem apontar que existe a Free Agency e o Draft. Mas a quantos anos esperamos pela próxima, pelo próximo draft? Esperando o salvador, aquele jogador que possa ser o condutor da volta aos dias gloriosos? Pois é... faz tempo.

Na Comunidade do Facebook eu tentei encontrar os jogadores All-Stars deste time escolhidos no Draft. Sabem quantos eu consegui encontrar? 3. A saber: Brandon Fields, Mike Pouncey e Paul Soliai. E com vontade no caso de Soliai. Já advindos do FA podemos citar 3 também: Brent Grimes, Cameron Wake e Mike Wallace. Forçando a barra no terceiro nome, ou seja, a rigor, temos 2 All-Star no elenco escolhidos no Draft e dois em Free Agency. É mole ou querem mais?

Fala-se agora da demissão do Mike Sherman, algo que deveria ter sido demitido ao fim de 2012. Ou melhor ainda, nem ter sido contratado. Mas isso também não me anima. Não sei quantos Coordenadores Ofensivos passaram pelo Dolphins desde 1996, mas eu sei quantos coachs: 6. Portanto, infelizmente, trocar nomes na Comissão Técnica não vai resolver nada.

Cobra-se a demissão de Jeff Ireland. Isso iria resolver algo? Talvez não, mas isso é o mínimo que pode ser feito. Por mais que isso não seja garantia de nada, pois Ireland já ficara no lugar de alguém péssimo.

Enfim, voltando ao tema, esta organização merece crédito? Depois de tanta decepção, sinceramente, eu acho que não. A derrota foi dolorosa demais, humilhante sobretudo. Eu irei ficar com os dois pés atrás... e você amigo leitor?

Nenhum comentário: