sábado, 14 de dezembro de 2013

First Down: O que estará em jogo amanhã?

Mais um embate entre Dolphins x Pats. Mais um? Será mais do que isso...
O Sun Life Stadium receberá mais um Patriots x Dolphins. Mas este não será um jogo comum. Os olhos da AFC estarão focados nesta partida, pelos mais diferentes motivos. Vamos, inicialmente, ver quem estará de olho bem focado na partida:
  • Com a derrota sofrida dentro de casa na Quinta, o Broncos torcem - mais do que nunca - por uma vitória nossa. Além deles, os outros times que estão bem encaminhados também. Afinal o time de New England, um dia, deixará de perder idas ao Super Bowl, atuando em casa, certo? Se o time de Tom Brady e cia vencer, eles passam a ter a vantagem no desempate contra o Broncos e, portanto, a Home Field Advantage;
  • Ravens adoraria uma vitória do Patriots. Mas porque exatamente? Primeiro porque somos o calo no sapato deles, quem mais ameaça agora a ida a post-season do atual campeão do Super Bowl. Além disso, o Patriots já estaria com a divisão no bolso e poderia - apenas poderia - entrar mais descansado diante dos corvos;
  • Chargers e Steelers também querem uma vitória do Pats. Afinal uma vitória nossa deixaria praticamente impossível uma classificação destas duas equipes, pois nós vencemos as duas equipes no confronto direto, e faltando duas partidas, teríamos que perder as duas e eles vencerem as duas;
  • Bengals. Sério? Sim, os Bengals adorariam uma vitória dos Patriots. Mas porquê? Simplesmente porque isso praticamente os garantiria na post-season. Mas como? Expliquei já esta semana que caso os Bengals percam pros Steelers e depois pros Ravens na partida final, o time poderia ser eliminado por nós. Sendo assim, uma derrota nossa, praticamente afasta esta possibilidade.
Mas isso é o que os outros, não envolvidos na partida, querem que aconteça. Mas é os protagonistas? Bom, isso pode ser dividido entre obrigação ( Pats ) e a honra ( Dolphins ).

O Pats é o dono da divisão a mais de uma década. Vence quando, como e do jeito que bem quis nos anos recentes. Portanto tenho certeza que Belichik e seus comandados imaginam, antes do começo de cada temporada, que o mínimo para eles é vencer a divisão, ou seja, isso é uma obrigação. O time do New England tem 10-3 e vencer amanhã os contempla com o cumprimento desta obrigação. Claro que vencendo, eles também assumem a liderança pela conquista da importante Home Field nos Playoffs ( decidir em casa, todos os confrontos ). Além de assegurar, por tabela, a folga na primeira semana de post-season.

Do nosso lado, vem a honra. Vencer é mais do que apenas ganhar uma partida. É marcar território. Demonstrar que em 2014 não será óbvio pro Patriots marcar duas vitórias contra nós. É complicar a vida do rival e deixá-los - ao menos por mais uma semana, sem vencerem a divisão. É preciso ser claro: eles vão vencer a divisão, mesmo que percam amanhã em Miami e no domingo seguinte contra o Ravens, eles decidem em casa contra o Bills. E só precisam vencer uma partida para consumar a tal "obrigação".

Vencer, portanto, é mais do que importante é, isso sim, crucial. Uma vitória pode embalar este time pra terminar com 10-6, mesmo que fique fora da post-season é importante ter temporadas com mais vitórias do que derrotas. Com 10-6 e post-season ganhamos o direito de sonhar com algo a mais. E como dizem os especialistas: indo a post-season todos os anos você acaba conseguindo ir a um Super Bowl. Portanto uma vitória amanhã pode significar uma virada de mentalidade. Pode ser o fim dos péssimos tempos. Pode ser , enfim, uma virada de página. De um tempo do qual nós não sentiremos falta alguma.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Mike Pouncey perdeu treino para ir ao Julgamento de Hernandez

Nosso Center faltou a um treino...
Mike Pouncey e Aaron Hernanez ( ex-TE do NE Patriots ) são amigos e disso todos sabem. Todos igualmente sabem que o segundo está preso sob acusação de assassinato. Pois bem, ontem o nosso Center perdeu os treinamentos para cumprir uma determinação judicial da Corte do estado de Massachusetts. Ele foi elencado como testemunha de defesa do amigo, não só no caso de assassinato, mas também em um de Tráfico de Armas.

Ele treinará normalmente hoje e entrará em campo no Domingo. E será, claro, vital para que nosso ataque possa render. E possivelmente poderá ajudar, ou não, o amigo Hernandez.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Pick of The Week: Dolphins 34 x 28 - Quem é Charles Clay?

Clay deixa pra trás a marcação dupla, entre eles um tal de Troy Polamalu....
No começo da temporada, ainda nos jogos da pré-temporada, todos pensavam que Dustin Keller seria o alvo de confiança de Tannehill. E era a lógica, diga-se. Um tackle criminoso de um jogador do Texans pôs fim a temporada de Keller antes de começar a temporada.

Nas últimas 4 ou 5 partidas Clay começou a comandar as ações de forma contundente e, porque não, surpreendente. Ele que começara como FB foi escolhido no sexto round do draft de 2011, virou TE e está se saindo muito bem. Aliás, alguém está com saudades do Anthony Fasano?

Por tudo isso, pelos 2 Tds e as quase 100 jardas, ele foi o destaque da partida. Um dos, pois podemos citar Daniel Thomas ( que parecia ser ausência pro resto da temporada ), Tannehill ( com outro jogo com 3 Tds!!! ) e Cameron Wake que chegou nos 50 sacks ontem. Mas a jogada de Clay, retratada na foto acima, é o emblema ideal para a imagem da semana. Notem a cara de Polamalu ( camisa 43 ) um dos melhores Safeties da história do esporte... Ele agora sabe quem é Charles Clay. Toda a NFL sabe...

Corrida dos Playoff Week 14

Nenhuma alteração com o cenário da semana passada...
Vencer era crucial. E nós os fizemos. Na neve, com alta pontuação de nosso ataque diante de uma grande defesa. Foi gratificante, mas angustiante quando o Steelers fez o Touchdown no final da partida. Ainda bem que Anthonio Brown pisou fora de campo, porque caso contrário...

Agora estamos na briga. O que precisamos para ir aos playoffs?
  • Vencer as três partidas e o Patriots perder as outras 2 ( pois os enfrentamos na semana que vem em Miami ). Assim venceríamos a divisão. Claro que isso é praticamente impossível;
  • Vencer as três partidas e o Patriots vencer os Ravens. Entraríamos como Wild Card na posição 6;
  • Vencer 3 jogos e o Bengals perderem pros Steelers e Ravens. Neste caso entramos na post-season porque Ravens venceria a divisão e levamos vantagem no desempate contra os Bengals ( vitória no confronto direto );
  • Vencendo 2 jogos. Ai precisaremos que o Ravens perca dois jogos ou que os Bengals percam 3. Mas a derrota desta conta não poderia ser pro Jets, pois eles poderiam empatar conosco ( 9-7 ) e levariam vantagem dentro da divisão.
Existem outras combinações, porém as mais improváveis possíveis e portanto não convém nelas pensar ( por exemplo o Ravens perder 3 jogos e nós vencemos apenas os Jets ). O que é importante é que temos uma chance real de conseguirmos ficar, ao menos, com mais vitórias do que derrotas. E isso já é muito, acreditem...

Dolphins bate Steelers e segue na briga

Charles deixando Polamalu na saudade e marcou um TD vital...
E ainda marcaria outro...
Vencer é bom, e todos gostamos. Se é no frio, na casa do adversário com uma das melhores defesas da Liga ai é euforia. Estamos agora com 7-6 e com 3 partidas para podermos ir a post-season. Existem diversos cenários, mas em todos eles precisamos de ajuda de outros times. Mas uma vitória do Steelers diante do Bengals pode facilitar as coisas: o Cincy vai encarar os Ravens na última partida e quem vencer pode levar a divisão, deixando o outro pra brigar pelo Wild Card. Se os Ravens vencerem e o Bengals tenha perdido pro Steelers, nós é que iremos a post-season.

Claro e evidente que o Miami vai precisar vencer 3 jogos, ou ao menos derrotas Bills e Jets. Em todo caso o time tem uma chance de real de post-season faltando 3 jogos pela primeira vez desde 2008. E isso está longe de ser pouco...

Agora é preciso que o time fique ligado e que pare de querer matar seu torcedores do coração a cada final de partida...