sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Armando Salguero descobriu que Russell Wilson poderia ter sido nosso QB. E não foi por falta de aviso

Sinceramente, não tem como não ficar com raiva ao ficar sabendo dessa história...
Armando Salguero é um dos melhores insiders do Dolphins. Omar Kelly é o outro. Leio quase todo dia o que eles postam, porque eles são os melhores. Obviamente discordo deles quanto ao nosso QB... pois é, Quarterback. A história que Salguero trouxe a tona é de matar de raiva... goste você ou não de Ryan Tannehill como Starter do Miami Dolphins.

O busílis é o seguinte: antes de ir atrás de Jeff Fischer ( que acabaria por nos ignorar para assinar com o Rams e não fazer grandes coisas por lá até agora ), o time conversou seriamente com um Coach da NCAA, de uma Universidade fora do radar. Seu nome? Bret Bielema. Sua Universidade? Wisconsin. Esse nome lhe lembra algum QB? Bom, se você pensou no cidadão com o Lombardi nas mãos, acertou. 

Bielema foi contactado por Jeff Ireland e, segundo Salguero, estava em vias de acertar a contratação. Porque não rolou? Ele não abriu mão de ter Russell Wilson como o QB de Miami, sugerindo que o time escolhesse Wilson no segundo round.  Segundo ele o time venceria um Super Bowl em no máximo 5 anos se fizesse tal escolha. Acontece que, outra vez segundo apurou Salguero, o time já tinha decidido que o QB seria Tannehill e Ireland não quis draftar dois QBs. 

Além disso Ireland recriminou Bielema dizendo que essa é a diferença entre um Coach de Universidade e um da NFL. Isso vindo de quem teve a ousadia de preterir Dez Bryant porque a mãe deste supostamente seria uma prostituta, deixa claro o porque desta franquia conseguir nos fazer sofrer ano após ano a mais de uma década.

Se seria ou não um grande HC eu não sei, mas ele tem visão de futuro...
Essa informação, por si só, já seria de dar raiva. Mas tem mais ( com o Dolphins errar nunca é demais ): Bob Griese, QB Hall of Fame, sugeriu que o time draftasse Wilson. Ou seja, não bastou ignorar o QB uma vez, tivemos que fazer isso duas vezes!!! Claro que olhando seriamente para a situação atual soa como piada, Tannehill JAMAIS será um Russell Wilson. E vejam que Bielema entende bem do riscado, porque Wilson pode conquistar o seu segundo Lombardi ( em 3 temporadas como Starter ) no domingo. E o Miami não vai ao Super Bowl nos próximos 2 anos ( eu aposto isso com quem quiser, a menos que o time arrume um QB decente é claro ) e talvez nunca mais volte ao grande jogo.

Assim fazem-se franquias vencedoras e por isso temos franquias derrotadas. Nem preciso citar em qual categoria ficamos. Além disso, não sei você amigo leitor, mas essa eu preferiria nunca ficar sabendo que acontecera. Isso faria-me sofrer menos, apenas quando o time entrar em campo para ser medíocre. Domingo, ao ver Wilson eu ficarei com muito - mas muita mesmo - raiva de Ireland e Ross...

Nenhum comentário: