sábado, 2 de maio de 2015

Perfil: Jordan Phillips, DT - Oklahoma

Ele até que não é ruim, mas está longe de ser bom...
Quando você tem na sua divisão um All-Star e Hall of Fame certo, só existe uma certeza: é preciso parar ele nos dois confrontos anuais. Só assim para ter alguma chance de vencer a divisão ( claro, que se você tiver um QB pelo menos decente fica mais fácil ). Por isso o Dolphins foi atrás de Ndamukong Suh, mesmo que tenha custado caro demais. Mas é uma tática a ser seguida.

Neste sentido, o time resolveu gastar a sua escolha de segundo round ( após uma Trade ) em Jordan Phillips, DT. Parece ( e eu tenho certeza ) desperdício de pick, mas como bem disse um amigo no Twitter ( oQuarterback ) muitas vezes vemos um grande jogador com contrato milionário render nada e neste sentido é bom ter uma garantia. Até ai eu concordo, com tudo preciso lembrar que o time nao tem escolha de terceiro round e só volta a escolher neste sábado. Ou seja, o time só vai poder escolher após 2 rounds inteiros. 

Agora é ver quem é Phillips, com seus pontos positivos e negativos:

Nome: Jordan Phillips, 22 anos ( 15/10/1992 )
Altura: 1,98 - Peso: 151kg
Universidade: Oklahoma - Classe: Junior

Pontos Fortes:  Força excelente, explosão no snap, ocupa dois bloqueadores contra o jogo corrido, surpreendentemente atlético, consegue invadir o pocket.

Pontos Fracos: Cirurgia nas costas em 2013 é um problema, tem pouco experiência, muito cru para a NFL e precisará ganhar resistencia para render na NFL.

Resumo: Se Phillips tivesse voltado para seu último ano e tivesse uma grande temporada, ele poderia ter sido escolhido no primeiro round em 2016. Tal como está agora, Ele é um atleta raro que tem uma velocidade surpreendente e rapidez para um grande defensor como ele, forte. 

Ele não teve um bom começo em 2013, antes de uma lesão nas costas encerrou seu ano depois de apenas quatro jogos. Ele obteve sete tackles, com dois para perda e 1,5 sacks antes da lesão. Phillips era melhor defensor do Oklahoma em 2014 e era uma bola de demolição dos ataques. Ele totalizou 39 tackles, sete tackles para a perda, dois sacks. Ele foi muito mais produtivo do que os números indicam.

Para a NFL, Phillips parece-se mais como um Nosetackle. Ele é praticamente impossível mover-se no jogo de chão ( atuar como DE ). Phillips ocupa dois bloqueadores e ainda mantém seu Gap. Ele também tem a rapidez para chegar à beira de um guarda e carga em direção ao quarterback. Phillips não irá produzir um grande total de sacks na NFL, mas ele poderia ser um defensor de terceiros downs. Phillips poderia jogar em uma defesa 4-3 como DT. Ele também seria um grande ajuste para permanecer em um 3-4 e jogar o-técnica zero ao longo de centros. Contra a grande maioria dos centros da NFL, Phillips iria revelar um tamanho/ incompatibilidade de velocidade para a sua defesa.

Nota: B-. O time tinha carencias claras em outras posições e existiam talentos melhores do que Phillips. Ao escolher um jogador para a posição melhor reforçada na off-season o time pode ter, até mesmo, jogado a temporada fora. Por isso - e nem tanto pelo jogador em si - a nota é um B-, quase um C+. Que só não veio porque o jogador tem qualidade. 

Nenhum comentário: