domingo, 31 de julho de 2016

Dion Jordan foi liberado pela NFL e... está machucado, ficando de fora por pelo menos 2 semanas

Ele voltou e... já está fora de novo, por lesão.

Dion Jordan. Uma escolha que nos perseguirá ano após ano, mesmo no dia em que ele for cortado. O jogador que poderia ter mudado nossa defesa de patamar e... bom, todos sabem o que temos nas mãos hoje: uma bomba. Temos problemas sérios no time, diversos buracos e mais uma escolha de primeira rodada ( que custou uma escolha de segundo round numa troca com o Raiders ), foi suspenso pela NFL em 2014, por 4 jogos acusado de usar substâncias proibidas. E no ano passado punido por tempo indeterminado devido a não ter passado no exames. Em suma: ele seguiu tomando drogas, mesmo depois de ter sido suspenso.

Jordan era leve demais para atuar com DE - onde Coyle ( o então Coordenador Defensivo ) queria usá-lo e não tinha aptidões adequadas para atuar como OLB. Assim sendo ele passou o primeiro ano sendo usado em situações específicas, enquanto aprendia melhor o esquema da NFL para defesas. A ideia parecia boa, mas... só que ao invés dele melhorar seu físico com treinos e suplementos, ele optou pelo caminho mais fácil. Apareceu acima do peso ideal em 2014 e perdeu 4 jogos. E quando voltou não conseguiu render sequer decentemente. 

Agora ele foi reintegrado pela NFL na sexta. Poderia ser a chance dele mostrar que poderia render bem, ainda mais com um esquema e treinadores novos. Mas o que aconteceu? ?Ele volta para a NFL com uma contusão. Sim, isso mesmo. Ele está machucado e terá que se submeter a um procedimento cirúrgico, ficando - pelo menos - 2 semanas de fora. Em suma: ele não estará apto para a primeira partida contra o Seahawks fora de casa. 

O time colocou ele na lista de machucados, o que impede o time de pagar a ele um bônus de quase US$ 2 milhões, a que Jordan teria direito. E assim segue a sina da primeira escolha do Draft de 2013 ( terceira geral ). Alguns analistas até acham que ele será cortado assim que voltar da contusão. E será merecido.

Nenhum comentário: