sábado, 18 de fevereiro de 2017

Branden Albert deve ser trocado e Cameron Wake ganha uma extensão contratual

Albert esteve para ser cortada, mas deve terminar rendendo algo...
enquanto que Wake ficará até 2018.
Finda a temporada da NFL, com um gosto bem amargo, é tempo da longa off-season. Os times estão no período onde realizam cortes, re-assinam com jogadores e agendam trades. Até aqui alguns cortes esperados e nenhuma trade fechada, mas temos duas movimentações bem interessantes: uma provável troca de Branden Albert ( Left Tackle ) e a renovação de Cameron Wake ( Defensive End ).

Branden Albert dono de um mega contrato tem direito a receber US$ 10,6 milhões, coisa da gestão(??) de Dennis Hickey, que não deixou saudades em Miami. Albert tem atuado bem, entregando em campo quase tudo o que dele se esperava, mas está ficando velho e como Laremy Tunsil mostrou-se promissor, não faz sentido empatar tanto dinheiro assim, Ele comunicou que desejava sair e a Direção esteve próxima de cortá-lo. Ai apareceu o Jaguars propondo uma Trade. O amigo pode perguntar: porque o Jaguars gastaria escolhas por alguém que poderia conseguir "de graça"? Simples: quase ninguém quer ir para lá e muitos acham que ele não consegue um contrato como o que tem me Miami. Sendo assim, os dois lados sairiam ganhando. Existem a chance de que um CB seja incluído no negócio. Nada mal, até porque com a Trade o time conseguirá economizar algo em torno de US$ 7 milhões.

Cameron Wake assinou uma extensão contratual no valor de US$ 18 milhões, com 11 destes garantidos, por 2 anos. Assim ele fica com o time até 2018. Uma justa recompensa para ele que é um dos melhores defensores da NFL e teve um ano ótimo, mesmo com 35 anos. Lembrando que um ano atrás tinha quem falasse que o time deveria tê-lo cortado. Todos estão, creio eu, arrependidos.