quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A cirurgia de Ryan Tannehill será hoje

Tannehill será submetido a cirurgia hoje...
Goste-se ou não dele ( e eu não gosto, como todos sabem ) mas a contusão de Ryan Tannehill abateu a todos. Não gosto de ver meu time com Jay Cutler, mesmo que não goste dele com Tannehill, mas é impossível negar que o camisa 17 é melhor do que Cutler ( o que não quer dizer lá grandes coisas ).

Enfim, ele fez um erro de avaliação, não fez a cirurgia em Dezembro com medo de perder parte dos jogos desta temporada e agora perdeu-a por completo. O rompimento dos ligamentos foi um desastre ( para ele com certeza ) e agora não teve como escapar do procedimento cirúrgico. Não se sabe quanto da decisão pela não realização da cirurgia teve participação de Adam Gase e cia, mas se influenciaram a decisão de Tannehill marcaram um belo gol contra.

Hoje é o dia. Ryan Tannehil fará a reconstrução dos ligamentos do joelho esquerdo e ficará em recuperação entre 10 e 12 meses. Se a for o mínimo, ele voltaria para o começo da TC do ano que vem. Se for a segunda, só voltaria perto do começo da temporada. Em ambos os casos existem dúvidas quanto ao seu rendimento, porque pouquíssimos jogadores renderam em alto nível após um ACL. E eu garanto que ele jamais em sua carreira atuou em alto nível, o que implicaria que ele não apenas precisaria voltar bem, mas voltar melhor. Bem melhor, para ser mais preciso.

E neste quesito, praticamente ninguém na NFL o fez ( após cirurgias complicadas ). Só consigo me lembrar de Drew Brees. Em todo caso, ótima recuperação para ele, que é uma boa pessoa e jamais meteu-se em confusão. 

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Erros da gestão Gase que já estão custando caro...

Esse é o quarteto que tem tomado as decisões desde ano passado...
Errar é humano, mas no Miami Dolphins isso parece ser elevado a potência infinita. Ano após anos vemos erros se somarem aos já escabrosos do passado, seja recente ou até meio que remoto. Não adianta, sempre teremos algum erro de planejamento que vai cobrar seu preço em algum momento da temporada. Irei listar os que, a meu ver, já podem comprometer não apenas esta temporada, mas até mesmo a próxima e que foram cometido já na gestão Adam Gase. Vamos à eles:

  • Falta de um QB jovem. Esse talvez seja o menos percebido, mas pode vir a ser o pior dele. Técnicos recém chegados - sobretudo quando deixam a condição de Coordenadores - costumam apostar em um jovem QB, com quem possam criar uma química. Quando isso não é possível ( imaginem um HC chegando em New Orleans e querendo barrar Brees por exemplo!! ), eles procuram por alguma oportunidade em middle ou late rounds para terem o seu "QB", mesmo com uma estrela no time. Acontece que Gase não foi contratado para isso e sim para "consertar" Ryan Tannehill. E é aqui que está o erro: o time não tem um QB jovem que pudesse ter sido desenvolvido para ficar no lugar de Tannehill em uma eventualidade. Não fizeram em 2016 e assustadoramente não fizeram em 2017, quando era um risco a ser considerado Tannehill não terminar a temporada. Resultado disso: temos agora Jay Cutler no time e seguimos com Matt Moore. Qual é o futuro do time, caso Tannehill não volte mais a jogar bem ( isso se ele um dia tenha feito isso, é claro )?? Nenhum. Assim temos um erro. E dos grandes. Se ele não puder voltar rendendo bem ou for cortado ( algo a ser considerado com certeza ), teremos que começar do ZERO. E isso amigos, é um grave erro de planejamento. Como exemplo, cito o rival Patriots que tem um HOF em campo e segue escolhendo QB em drafts e até já lucrou picks com isso. E hoje tem um reserva que é elogiado por muitos. Nós nem Starter elogiável temos.
  • Para que Linebackers mesmo?. Não sei o que se passa na cabeça de Chris Grier ( GM que não manda em nada ), Stephen Ross ( que só assina cheques ), Adam Gase ( o mago?? ) e de Mike Tannenbaum ( ex-Jets e que foi o responsável por contratar Brett Favre ), mas será se eles realmente sabem que um time vencedor costuma ter grandes LBs? E que pegando apenas refugos e UDFA não se consegue ter um grande setor? O time não escolheu nenhum LB em 2016 e este ano só escolheu 1 - mas achou por bem draftar dois DTs. E o escolhido está fora da temporada, assim como Koa Misi ( que aliás, se aposentou ). Como esses 4 senhores deixaram a equipe ficar sem LBs? Sinceramente, uma piada. 
  • Queimando escolhas sem necessidade alguma. Quarterback e Linebacker jovem não temos, mas CB meia-boca tem de sobra. E queimando picks para isso. Ano passado queimamos uma pick de 4º Round ( que poderia ter sido usada para draftar um LB, por exemplo ) apenas para subir 4 posições no segundo round para... draftar Xavien Howard!!! Que muito provavelmente estaria disponível em nossa pick original, e mesmo que não estivesse, ele não vale - e jamais valerá - a escolha. Ele jamais será um All-Star porque simplesmente não tem capacidade para tanto. No mesmo draft, como se fosse pouco, o time queimou 2 escolhas do draft de 2017 ( mais a 6ª de 2016 ) para escolher um... WR!!! O time já tinha Jarvis Landry e DeVante Parker, santo Deus!!! A menos que o escolhido fosse um novo Jerry Rice, Paul Warfield, Calvin Johnson jamais poderíamos ter feito tamanha merda ( desculpem a palavra ). E draftamos uma porcaria chamada Leonte Carroo. Me diz ai leitor: você lembra dele fazendo algo em campo? Porque eu não. Só nestas ações, foram 4 escolhas trocadas para, praticamente, nada. Para mim Howard é Starter por falta de alguém melhor - o que quer dizer muita coisa - não por ser ótimo. E Carroo... obviamente, nestas 4 escolhas ( sem falar nos jogadores escolhidos nelas ) daria para ter conseguido - citando o erro 2 - algum LB melhor do que os que não temos.
  • Reforçando a OL quando nem era necessário. Eu sei que Laremy Tunsil tem potencial de All-Star - alguns exageram um pouco e falam em HOF - mas mesmo assim, existiam LBs, CBs e DEs que eram mais necessários do que ele naquele momento. Ok, eu sei que por causa dele mandamos o Albert embora ( e o mesmo foi cortado e não receberemos pick por ele ) e seu monstruoso contrato e isso vem a ser uma coisa boa. Que com ele no time, Jay Ajayi tem mais chances de correr 1,6k jardas. Sim, eu sei de tudo isso, mas de que vai adiantar ele correr tudo isso, se os RBs adversários fizerem o mesmo em nossa defesa? De que vai adiantar tudo de bom que ele trouxe se nossa secundária seguir sendo uma das piores da NFL? De nada, é claro. Além do que ele, parece ser um injure prone... Pra finalizar, não custa nada lembrar que em 2015 tínhamos catado um OT no primeiro round e ele até hoje não rendeu em alo nível, como deveria fazer um jogador de first round ( que era cotado pra sair no segundo, quiçá no terceiro ). Este erro aqui, ao menos, não e culpa de Gase.
  • Potencializar setores que já são bons em detrimento dos que não são. Coloco aqui só para sintetizar tudo o que foi dito acima. Reforçamos, na era Gase, os WRs e a DL, mas não fizemos adições na de QB, entre os LBs e - apenas - mais ou menos na secundária. Se a secundária fosse boa e estivéssemos apenas tentando melhorá-la ainda ia, mas nem de longe era o caso. E não cito a OL, porque não era bom o setor antes dele e recebeu bons reforços para ser, quem sabe, enfim um grande setor. Do que serviu ao time escolher Leonte Carroo e Jakeem Grant num setor com Parker e Landry? E os DTs realmente eram assim super necessários, mais do que os LBs que não vieram? Os reforços na secundária foram bons ou ainda é um setor muito frágil?
São alguns questionamentos, que precisam serem feitos. Porque tem muita gente ai achando que já viramos um Packers, um Steelers ou um Patriots em gestão de elenco. E passa MUITO longe disso...