quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Realmente "in Gase we trust"???

Amanheci meio como o Gase nesta foto...
Eu fiz uma escolha a um tempo atrás: ser pragmático. Não apenas aqui no Blog, mas na minha vida como um todo. Nada de sonhar alto, de ter altas expectativas com os outros e times, empresas, políticos e cia. Como diz Mel Gibson no filme o Patriota a seus filhos - que ainda crianças precisam matar soldados ingleses que tinha acabado de matar um irmão e capturado outro: "mire pequeno, erro pequeno". Com o nosso querido Miami Dolphins é mais do que um lema: é um obrigação, porque do contrário você vai sofrer muito.

E, mesmo sendo pragmático em meus comentários, eu fiquei muito puto com a derrota para os Jest... imagina quem repete o mantra que está no título deste post para fechar os olhos aos absurdos erros de planejamento feitos pelos Dolphins. Muitos deles já na gestão de Adam "the magician" Gase. Já falei deles, apontei aqui e - claro - recebi porrada por isso. Mas eles estão ai para quem quiser ver. Mas ao invés disso, preferem bloquear no Twitter quem diz o óbvio...

Mas realmente podemos acreditar plenamente em Adam Gase? Sendo bem pragmático, eu estou esperando mais pra crer. O primeiro ano dele, olhando-se apenas e tão somente os resultados, foi espetacular. Mas também assim o fora o primeiro de Tony Sparano... e mais ou menos o de Joe Philbin. Se o segundo não nos levou a post-season com os outros 2, ele deixou uma boa impressão, de que com os reforços certos ( jamais chegariam ) ele poderia nos levar de volta aos bons tempos do passado. Não deu certo, é claro. 

Mas Gase já é merecedor de críticas pesadas? Sim e não. Primeiro porque ele não tem culpa qualquer no fato de nosso QB ter preferido não fazer cirurgia. E muito menos dele ser o meia-boca que é e ganhar igual a Aaron Rodgers ( imagino o quanto o QB dos cabeça de queijo é zoado por causa disso ), mas... bom, ele draftou 2 WRs a peso de ouro ano passado e os dois simplesmente não recebem passes!!! Draftou, igualmente a pedo de ouro, um RB que não faz nada em campo. Isso sem falar nos CBs que não marcam ninguém... e eu nem quero falar da falta de LBs...

Gase, e ele sabe disso, precisa se provar nesta temporada. Optou por trazer Jay Cutler ao invés de Colin Kaepernick, uma escolha que pode ser muito contestada antes do meio da temporada. Ele sabe que chegar na post-season num ano e ficar 3 fora não vai contentar a torcida. Ele igualmente sabe que será imensamente cobrado se tivermos uma temporada terrível ( tipo um 5-11 ).

Assim sendo, realmente podemos acredita em Gase? Mais umas duas rodadas e de forma pragmática eu respondo a vocês... dependerá basicamente de como o time reagir da pífia e patética atuação contra os Jets...

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Week 3 - Dolphins 06 x 20 Jets - Que papelão!!!

um resumo da partida...
Antes de falar da partida, uma informação: criticar Donald Trump pela idiotice que ele falou é fácil, mas respeitar o contraditório em uma rede social não é feito. Assim ontem fui bloqueado no Twitter pelo perfil @BrDolphins porque disse o óbvio: a defesa ( exceto a DL ) não jogou nada porque o setor é fraquíssimo, não porque é mal treinado. Respeitar quem se opõe a sua opinião é básico do Regime Democrático. Tanto quanto apoiar os jogadores da NFL no ( merecido ) protesto contra o péssimo presidente dos EUA. Adiante...

O que pode-se dizer da palhaçada protagonizada pelo time dos Dolphins ontem no Met Life Stadium? Podemos fazer como Mauro César Pereira da ESPN Brasil e chamar de "patético, pífio, horroroso...". Mas isso realmente representa o que foi aquilo que tivemos o desprazer e desgosto de ver com nossa histórica camisa?

Podemos dizer que o time viveu um de seus maiores vexames, porque o rival não é apenas fraco, mas não está nem ai para a temporada, ao realizar trades e mais trades por picks, pensando claramente em 2018. Podemos dizer que aquela equipe tacanha dos anos de Sparano e Philbin talvez faria melhor. Podemos ainda apontar o óbvio ( que dá ban no Twitter ) que o time é mais fraco do que no ano passado.

Mas isso ajuda a entender o que aconteceu ontem? Que tal tem algo errado com o elenco? Talvez algo não tenha sido bem resolvido com a punição a Lawrence Timmons e isso tenha mexido com o elenco. Talvez, de fato, o DC Matt Burke tenha alguma culpa, mas será que ele seria capaz de, sozinho, piorar o setor com relação ao ano passado? Lembrando que o time já era bem ruim no setor.

Será se foi Burke quem escolheu - sozinho - trazer um único LB na Free Agency e um único LB no Draft? Será que foi ele mesmo o responsável por isso? Ou será que existem erros gravíssimos de planejamento feitos desde que Adam Gase assumiu a equipe? Erros apontados por mim neste texto aqui.

Mas será que isso explica aquilo ontem, na vergonhosa derrota para os Jets? Porque é preciso lembrar que varrer Bills e Jets estava na conta para conseguirmos voltar a post-season. Agora faltam 14 jogos sendo que 2 deles são contra o Pats. Em condições normais, o time tem 12 partidas para vencer - pelo menos - 9. Mas quem em sã consciência acredita que este time possa vencer 9 em 12 depois do que não apresentou ontem?

São derrotas assim que times vencedores evitam. São atuações assim que time vencedores não apresentam. O time pode responder bem a essa derrota? Poder até pode, mas eu duvido muito. Em tempo, no texto da partida passada eu deixara indícios que isso poderia acontecer. Eu só não achei que seria contra os Jets...