quarta-feira, 14 de março de 2018

Talvez a cena clássica de Moneyball explique porque assinamos com 2 WRs que fazem a mesma função de Jarvis Landry




Tem sido, até certo ponto, interessante acompanhar esta Free Agency dos Dolphins. Porque já estamos na merda mesmo e pior do que já está, não deve ficar. Até gostaria que ficasse e o time fizesse uma campanha 2-14 e tivesse a Firsr Overall Pick ano que vem. Mas não temos capacidade nem para isso, infelizmente e eu aposto em outro 6-10, com chances de ser um inútil ( em todos os sentidos ) 8-8. Mas o post hoje é mais leve do que isso...

Em conversas, algumas bem ácidas, com outros fãs de FA no WhatsZap, veio uma teoria: alguém em Miami é fá de Moneyball - o filme, não a teoria - e em especial da cena mais icônica do filme estrelado por um espetacular Brad Pitty. A cena em questão é quando ele apresente Peter Branch, o novo guru de Billy Beane ( ele um Bust nato da história do Baseball e General Manager do Oakland A's ) ao grupo de olheiros do time, que estão buscando jogadores para substituírem a Jason Giamby, que acabara de assinar com o NY Yankes.  Eis a cena, em inglês:



Beane traz a teoria que, o olheiro chefe, nomeou de Moneyball, usa estatísticas para montar os elencos e não o método tradicional, justamente o que faziam todos na sala. Depois de alguns nomes citados pelos olheiros, Beane choca a todos ao não gostar de nenhum deles. E dizer que não é possível substituir Giamby, mas sim recriá-lo no agregado, citando os números dele e mostrando que 3 jogadores poderiam trazer a mesma produção. A cena é hilária em qualquer idioma e as reações idem.

O que isso tem a ver com os Dolphins e esta Free Agency? Tudo. Deixamos Jarvis Landry ir embora porque não queríamos pagar 16mi para ele e porque ele ere/seria ruim para a filosofia do time ( seja lá o que isso represente ), mas o time trouxe 2 WRs Slots para o lugar de Landry, que somados podem fazer o mesmo que ele. E assim recriar o jogador. 

Sei, parece forçada de barra, mas não é. Eu tenho tentado entender o que tem se passado com os Dolphins e estou nisso a mais de 20 anos, 11 só aqui no Blog. Mas que parece demais com o caso do A's e Beane parece. A propósito a diferença é que o Oakland venceu 20 partidas seguidas naquela temporada e quase ia para a World Series. E de que ao contrário de Giamby, Landry queria ficar. Mas no resto se parece bem. E ajuda a explicar.

Em tempo, os WR são: Albert Wilson ( ex-Chiefs ) e Danny Amendola ( ex-Pats ). O primeiro assinou por 3 anos e 24 milhões, mas apenas 9 milhões garantidos, enquanto que o segundo assinou por 2 e 12 milhões, mas com 8,25 milhões garantidos. Wilson era o terceiro WR dos Chiefs e recebeu para pouco mais de 500 jardas e 3 TDs. Amendola jogou o Super Bowl mas é um Injure Prone nato ( machuca-se demais ) e recebeu para 629 jardas e 2 TDs. 

Agora é o que temos. Torcer que no agregado eles produzam como Landry, é o que restou-nos esperar. Eu, particularmente, teria dado os mesmos 14mi para Landry e mantido-o em Miami... mas isso sou eu e talvez Beane não fizesse isso. E seguindo a lógica(??), vai que estão usando Moneyball como referência...

Nenhum comentário: