domingo, 3 de junho de 2018

Miam assina com alguns rookies e estende contrato com Bobby McCain

Minkah assinando aquele que esperamos não seja o único contrato dele conosco...
Todos sabem muito bem o que penso da política de manutenção ( ou seria o caso falar de ausência de uma? ) dos bons valores conseguidos com raridade no Draft. São diversos exemplos ao longo dos anos, quando mantivemos perebas horrendas e deixamos bons e ótimos talentos saírem de graça ( ou quase ).

Por isso que quando rookies assinam seus contratos pode ser o triste momento em que os veremos assinando o único contrato conosco, como foi o caso de Jarvis Landry. Ou de Jay Ajayi. Ou de Olivier Vernon... enfim, a lista é grande e triste. Espero, de coração, que a foto que ilustra este posta não seja a única de Minkah Fitzpatrick assinando contrato conosco. Tomara, mas o histórico recente não é nada legal. O valor do contrato é de 16,4 milhões, com 10 deles garantidos. A duração é a padrão definida pelo CBA, quatro temporadas. Além de Minkah, o time assinou com Cornell Armstrong, Quentin Polling e Jason Sanders.

O time também estendeu o contrato do CB Bobby McCain. Ele que foi escolhido em 2015 na quinta rodada tem se destacado e por isso teve seu trabalho reconhecido. O valor do contrato é de 27 milhões por 4 anos com 13mi destes garantidos. Isso torna-o ( atenção ) no Nickel CB mais bem pago da NFL. Ele merece isso? Tenho certeza que não...

E suscita uma questão pertinente: porque um CB, digamos assim, esforçado merece um contrato TOP e um WR All-Star não? Pois é, mais uma vez vemos que o problema não era dinheiro para manter Landry.

Nenhum comentário: