terça-feira, 30 de outubro de 2018

Pílulas do dia ( ou do vexame ) seguinte

Deshaun Watson parecia um All-Star na quinta...
O que dizer sobre o vexame de quinta-feira que ainda não tenha sido falado? Pouca coisa, mas existem pontos a serem apontados. E claro que eu não os deixariam passar. Vou um a um:
  • Apertem os cintos, a defesa sumiu - Como um setor que foi tão bom no começo da temporada simplesmente virou água? O setor não entrou em campo, para ser bem sincero. Mais do que falta de qualidade, falta é treino mesmo. Por muitas vezes enxergamos verdadeiras crateras no setor. Matt Burke nem deveria ter voltado para Miami, na boa.
  • Tannehill faz falta? - Pode parecer bem estranho, mas não. Brock Osweiller conseguiu em 3 partidas números melhores do que Tannehill nas 5 em que foi titular. Isso nos remete a outro ponto: ele tem que ser cortado ao fim da temporada, porque não existe mais espaço para sua continuidade. Não que eu queira Osweiller, mas a temporada passada com Jay Cutler já mostrara isso. Agora ficou mais do que evidente. 
  • Adam Gase: cadê um time forte? - Terceiro ano da gestão Gase e... onde está o time forte? Outra vez numa quinta fomos surrados. E ele não esboça nenhuma reação. Ele veio como o guru dos ataques e até agora não mostrou NADA de decente. Enfim, Gase é uma grande decepção.
  • DeVante Parker: porque não joga sempre assim? - Na partida de quinta, um nome chamou atenção: o sumido DeVante Parker. Ele esteve envolvido no plano de jogo, recebeu bons passes e parecia um verdadeiro WR#1. Tudo isso depois de quase ser chutado fora, ao ser colocado no trade block. E só ficara devido as contusões de Albert Wilson e Kenny Stills.
  • E o futuro dentro da temporada? - Depois de fazer 3-0, uma temporada vencedora parecia ter sido aberta para os Dolphins. Parecia... porque agora o time está 1-4 e não vejo sinalização alguma de que possamos fazer 6-2 para irmos a post-season. Em condições normais, iremos fazer outro 4-4 e ficar mais uma vez fora dos playoffs e mal posicionados no Draft. Ou seja, tudo normal em Miami...
A partida de domingo é contra os Jets, que tem mostrado evolução. E que costuma vencer em Miami. Diante da atual situação, acho que não precisa de nada mais para mostrar que não estou nada animado para a partida. Que será, por causa do duplo horário de verão ( aqui e nos EUA ), às 16:00hs.