domingo, 29 de dezembro de 2019

Miami venceu os Patriots no Gillete Stadium no encerramento da temporada

Olhem a cara de felicidade do Dick Vigarista...
Antes de falar da partida, quero pedir desculpas pela ausência de postagens. É que depois de tantos anos cobrindo as temporadas, eu cansara. Sim, cansei de postar sobre um time que só comete erros e que decidira apenas passar as maiores vergonhas da História da NFL, logo na temporada 100. No meio da temporada em diante, a frustração ficou maior, uma vez que ficar com First Overall Pick parecia um prêmio para uma temporada vergonhosa. Acontece que o time decidiu vencer partidas e chegamos a 4 vitórias até o jogo de hoje. E com a pick 5 no Draft. O que me faz comparar este fim de temporada com o de 2011. A diferença, que vejo é uma só: temos um Coach novato. Só esta é a diferença. Se cometeremos os mesmos erros de 2012, eu não sei, mas a semelhanças são imensas. Adiante...

Ao entrar em campo hoje em Foxborough, ninguém apostaria numa vitória de Miami. Nem o mais convicto torcedor esperaria que saíssemos de campo com a Vitória. Acontece que... foi o que aconteceu. Com uma atuação sólida no ataque e em alguns momentos na defesa, o time venceu por 27x24 marcando o Touchdown da Vitória com poucos segundos para o final da partida, após liderar o placar quase a partida inteira. Destaque para o "barba" Ryan Fitzpatrick com uma atuação segura e distribuindo bem a bola e a protegendo bem. Por falar em proteção, a OL conseguiu segurar a DL rival. 

Destaque também para DeVante Parker que deitou e rolou em cima de Stephon Gilmore, apenas considerado o melhor CB da Liga para muitos. Além dele, foram bem Mike Gesicky e Isaiah Ford. Ponto negativo, a inexistência de jogo corrido. Pela defesa, pressões e marcações precisas foram intercaladas com apagões. Nada de novo, embora tenha louco que diga que a defesa precise de apenas 2 reforços para 2020. E temos que destacar o Pick Six de Eric Rowe, ex-Pats.

Mas o mais importante é a vitória. Quer dizer, acabou sendo porque os Jaguars venceram e com isso ficamos com a mesma escolha N.º 05 que já tínhamos antes de começar a partida. Então, vencer, só trouxe benefícios porque complicamos a vida dos Pats que terão que jogar no Wild Card ( primeira vez desde 2009 ). Se quiserem chegar no Super Bowl novamente, terão que fazê-lo longe de Foxborough. 

Alguns acreditam que temos motivos para empolgação. Eu não compartilho desta parte. Já vi muitas reconstruções para, aos 45 anos, optar pelo comedimento. A prudência, neste caso, é o melhor caminho, porque se vier uma decepção não sofre-se muito e se por acaso vier uma grande surpresa, todos sairemos ganhando. Mas é bom não esperar por uma FA e Draft acima da média histórica do Miami, tende a cair do cavalo.

Este é o último post do ano. E então Feliz Ano Novo para todos. E que nossa FA e o nosso Draft possam nos trazer mais alegrias do que decepções.