sábado, 12 de dezembro de 2009

Linha Ofensiva: os lenhadores fazem seu (bom) trabalho...

Existem setores de um time que são mais lembrados que outros, e na NFL isso não é exceção. Sendo assim, pense rápido: de quem você se lembra primeiro quando um QB lança um TD? Do corpo de recebedores, do próprio QB ou da OL? Raramente alguém dirá, a OL.
Para fazer justiça aos 5 homens ( ou seriam gigantes ) cujo trabalho é fazer o ataque andar, vamos a algumas imagens do jogo de domingo, no TD de Henne para Hartline, no quarto período:

No começo da jogada, temos 2 WRs e 2 TEs ( Hartline, Camarillo, Haynos e Fasano, nesta ordem ) e um RB ( Williams ). Henne chama uma jogada fake com Williams, abrindo a defesa do Pats. Aqui é que começa o show da OL. Em amarelo a rota que cada recebedor percorreu. Haynos não corre, fica pra ajudar na proteção ao nosso QB...

Observem que formam-se dois bolsões de proteção ( em vermelho ) e que existem 3 jogadores do Pats em coverage ( cobertura, em azul ), sendo que o mais distante da End Zone é o responsável por parar Williams. O LB em amarelo, fica sobrando e resolve também ir na cobertura. Isso se mostraria fatal para o Pats, pois foi um jogador a menos a colocar pressão em Henne, que na sequência...

Permanece super protegido, com tempo e sem pressão qualquer para pensar e decidir o que fazer. Vejam que agora temos 3 bolsões ( vermelho ) de proteção a Henne e que ainda existe um LB sobrando, sem marcar e sem pressionar - ou tentar - o QB. Henne, com tempo e com a excelente rota percorrida por Hartline ( e contando com a falha do CB, que deixa-o pro Safety, mas o mesmo vai atrás de Camarillo ) consegue o TD. Uma aula da nossa OL, que deu todas as condições para que o TD saísse...

Os nomes de nossos lenhadores? Aqui são eles:

  • Jake Long - Left Tackle
  • Justin Smiley - Left Guard
  • Jake Grove - Center
  • Donald Thomas - Right Guard
  • Vernon Carey - Right Tackle

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Sparano e seus números...


Citei dois posts atrás números impressionantes de Tony Sparano. E eu mesmo levantei um agora interessante:
  • Em 12 jogos contra rivais da AFC Leste, ele tem a marca de 8-4 ( 0.660 ), a saber: 3-1 contra Bills e Jets e 2-2 contra o outrora super poderoso NE Patriots. Sabe qual fora a última vez em que consiguimos isso em duas temporadas? Faz tanto tempo, que o HC era um tal de Don Schula...

E não custa lembrar: ainda não perdemos em Dezembro com ele de Head Coach. Se mantivermo-nos assim até o fim do ano, a vaga no Wild Card ( quiçá até mesmo a Divisão ) será nossa. Aguardem. E não se esqueçam da "mantra" dele:


"WHY NOT US?? WHY NOT US??"

Como anda o Miami - Week 14

Vitória épica contra o odiado rival NE Patriots, com direito a show de Henne e de Bess, e várias caras fechadas de Bill Belichik e de Tm Brady. E claro, Vontae Davis se mostrando mortal...

O Jacksonville Jaguars, dentro da casa deles. Um time forte e que tem uma forte defesa, além de estar 7-5. e portanto na nossa frente no WC pick. Sendo assim, vencer é a única opção para a partida. Portanto, outro show de Henne será importante, assim como Ricky Williams passar das 100 jardas e marcar TDs.

O, agora definitivamente fora da PS, o Tennessee Titans, que perdeu. Mas mesmo fora é um time bem complexo de ser batido e é treinado por uma lenda chamada Jeff Fischer. Jogo no qual não entramos como favorito, mas temos chances de vencer, mas teremos que atuar perto do máximo que podemos. Caso contrário, a derrota me parece o caminho natural. Existe muito do melhor time da NFL em 2008 neste time, e ele pode reaparecer contra nós. Tomara que não...

6-6. Após o tropeço ( que nos custou a liderança ) do Bills, nós vencemos o rival mais forte e de forma pra lá de emocionante. Agora temos que vencer os 4 jogos e garantir o Wild Card. É possivel vencermos os 4? É. Iremos vencer? Ai eu já não posso garantir nada. Mas temos chances contra os 4, ainda mais que o papão Steelers está fora, após perder - em jogo fraquíssimo - pro Browns e ficar com praticamente eliminado. Assim sendo, em vencendo os outros 3, teremos um time em férias na última partida...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mais algumas coisinhas...

Algumas notas interessantes, ainda sobre a partida de domingo:
  • Miami está 5-0 no mês de Dezembro com Tony Sparano de Head Coach, ou se preferirem, nunca perdemos neste mês sob o comando de Sparano. Se fizemos 4-0 nas próximas 4 semanas, Wild Card será nosso, com certeza. Quiçá até a divisão;
  • O Patriots perdeu duas seguidas pela primeira vez desde o mês de novembro de 2006. Foram nada menos que 50 jogos sem perder duas seguidas;
  • O Patriots perdeu a primeira partida no mês de Dezembro desde 2006. Sabem que fora a última equipe a fazer isso? Joga na Flórida, é da AFC e não é da divisão Sul;
  • E mais um motivo pra ficarmos esperançosos na divisão: O Pats está 1-5 em viagem. Fará mais duas fora ainda...

Com relação ao nosso time em si, eu tenho três estatisticas da hora:

  • Davone Bess tem números ótimos em suas duas primeiras temporadas, comparadas com WRs que jogaram no Miami na mesma situação. Vence - por pouco - Wes Welker e está atrás apenas de Irving Fryar e de um tal Mark Duper - que lidera a maioria das estatísticas do Miami pra WRs. Só tem um detalhe: ambos ( Fryar e Duper ) tinham como QB um tal de Dan Marino... D-Bess está bem na fita.
  • Chad Henne foi questionado por alguns ( eu mesmo queria Brian Brohom ou Colt Brennan ), mas também está muito bem em comparação com dois QBs Starters de seus times e que sairam antes no Draft: Matt Ryan do Falcons e Joe Flacco do Ravens. Nas 9 primeiras partidas dos 3, Henne está atrás deles ( por pouco, é verdade ) em numeros de TDs, porcentagem e etc, mas tem a mesma campanha: 6-3. Se levarmos em conta que ele não tem a mega defesa do Ravens e nem os bons WRs do Falcons, podemos deduzir que ele também está bem nesta comparação. Claro que conta contra ele nesta comparação o fato de que as 9 partidas não terem sido como Rookie e sim como Sophomore, mas mesmo assim é animador o seu começo. E um adendo: das 6 vitórias, em 4 ele comandou winning drives no fim da partida, contra o relógio e comandando viradas heróicas. Algo que os outros dois nao fizeram nas mesmas 9 primeiras partidas.
  • Já com relação aos nossos WRs, um doce pra quem adivinhar quem é que tem o pior rendimento em passes direcionados a si? Quem falou TGJ acertou. Ele segura menos de 50% do passes que vão para ele ( 44,5% pra ser mais preciso ). O melhor é uma surpresa: Greg Camarillo, com mais de 70%. O segundo é Davone Bess, que no entanto é quem mais segurou passes, mas também teve mais lançados, mas mesmo assim ficou com mais de 70%. O terceiro é Hartline, com 56%. Grande TGJ...

Para ler a matéria completa ( em inglês ), clique em http://www.thephinsider.com/

PS: Ainda estou sem NET em casa. Por isso, atualizações, só eventuais...

Pilulas do dia seguinte... Playoffs??

Ok, passaram-se mais do que um dia após a sensacional vitória contra o Pats, mas é que sem net está osso e viajei ontem a Recife, capital do meu estado. Sendo assim o papo hoje é pós temporada. Para começar um texto do Diário NFL, do meu amigo Danilo Muller:

  • Situação dos Playoffs
    Se os playoffs começassem hoje, essa seria a situação:
    Playoffs AFC
    AFC Sul - Indianapolis Colts (12-0)
    AFC Oeste - San Diego Chargers (9-3)
    AFC Norte - Cincinnati Bengals (9-3)
    AFC Leste- New England Patriots (7-5)
    Wildcard 1 - Denver Broncos (8-4)
    Wildcard 2 - Jacksonville Jaguars (7-5)
    Na luta:
    Baltimore Ravens (6-6), Miami Dolphins (6-6), NY Jets (6-6), Pittsburgh Steelers (6-6)
    Houston Texans, Tennessee Titans (5-7) sobrevivem por aparelhos ( fonte: diarionfl.zip.net

Dado o texto acima, estamos neste momento em 4º na briga pelo Wild Card, mas a situação é um pouquinho pior do que parece. Nos desempates levamos desvantagem atualmente contra o Jaguars ( na Confereência ) e contra o Ravens ( jogos comuns ). Digo Jaguars e Ravens porque acredito que o Broncos se classifique a frente da gente ( pega Raiders e Chiefs por exemplo nas 4 rodadas finais ).

Para passarmos então teremos que vencer primeiramente o Jaguars, e assim ficarmos com campanhas iguais, e contarmos na sequência que eles percam, ao menos, dois jogos já que irão enfrentar times fortes como Colts e Pats. Sendo assim, em eles perdendo dois, podemos terminar na frente. Já com o Ravens o problema são os jogos comunns ( 3x2 deles contra 2-3 nossos ). Por isso temos que, em tese, terminar a frente. Ou vencer mais times comuns que eles.

Mas ainda temos a divisão, que apesar de tudo, encontra-se ainda aberta ( como está custando caro aquela derrota pro Bills... ). O Pats tem 7-5 e nós 6-6 - ao lado do Jets - mas temos 4-2 na divisão contra 3-3 do Jets e 3-2 do Patriots, que ainda irá enfrentar o Bills. Como, pra mim, é praticamente impossível o Pats perder pro Bills, temos que vencer um jogo a mais que o New England, pois neste caso teremos mais vitórias na Conferência do que eles. No entanto tenho que reconhecer que a tabela do Pats é mais traquila que a nossa: além do Bills tem o Panthers, o Jaguars e o Texans ( os dois últimos também jogam contra gente ). Sendo assim, é vencer as quatro que temos pela frente ( Jaguars, Titans, Texans e Steelers ) e torcer que alguém derrote o Pats. O ponto positivo é que são 4 times da AFC, questão de desempate pra divisão, isso é claro, contando que o Pats vença o Bills. Porque se a "tal" derrota for contra o Bills, se empatarmos em vitórias, ficamos com o título diretamente...

São essas, de forma didática nossas chances. Mas só o fato de estarmos vivos - ainda que com poucas chances - após a semana 13 já é uma grande vitória. Segundo alguns babacas por ai, o time teria morrido antes de a temporada começar...

domingo, 6 de dezembro de 2009

Miami é o time da virada, Miami é o time do amor...

Pela cara do Brady, você tem idéia de como foi o jogo... A foto da cabra não teria sentido aqui, mas ele está amarrando o maior bode, por causa da int do Davis, espetacular por sinal...


Antes de mais nada, quero pedir desculpas pela falta de atualização, é que meu modem da OI queimou na quinta a noita devido a trovões e relâmpagos e não consegui um pra comprar. Posto da casa de minha cunhada. Aviso que 50% de Salgueiro está em NET pelo mesmo motivo.

Ao jogo em si, pouco posso falar, pois não vi o mesmo. Ao ver os melhores momentos fiquei com algumas impressões, e deixarei para que vocês façam as correções necessárias, pois viajo hoje a noite pra Recife e só voltarei na terça. Vamos aos pontos:
  • Vontae Davis será o calo de Brady pelos próximos anos. 2 jogos, duas interceptações, o garoto gosta mesmo interceptar o Sr. Bunchen, e ambas contra um tal de Randy Moss de Wide Receiver;
  • Chad Henne não desiste nunca. Ele tenta, luta contra a (péssima) qualidade dos seus recebedores, mas vai conseguindo marcar seus TDs e conseguir suas vitórias. Já são 6 em 9 jogos. E duas das derrotas não podem ser creditadas na sua conta. No entanto, lançar 52 passes é algo irreal. Mas quem liga quando derrota-se o Pats?
  • Ricky Williams precisa de ajuda. Mas de onde ela pode vir? Eu não faço a menor idéia, mas precisamos dela venha de onde vier...
  • Nosso Front-Seven é do balacobaco. Tom Brady ao que parece sofreu a partida inteira e Cameron Wake foi monstruoso no lance que decidiu a partida. Ele é uma grata surpresa. No mais paramos o Pats em uma situação de Quarta pra 1 jarda. Bill Belichik não deve conhecer nosso Front-Seven pra tentar aquilo...
  • TGJ é mesmo um cara inexplicável. Como WR a mesma pouca produção, mesmo que tenha feito uma recepção importante e complicada. E em um retorno primoroso nos colocou no meio do campo e em condições chutar um FG. Não o que dele se espera, mas ao menos hoje não foi desastroso...
  • Nossa OL comete erros, mas em determinados momentos parece até Top Five. Se conseguir ser regular pra cima, podemos ter esperanças...
  • Sparano tem 2x2 contra Bill Belichik. Poucos HCs podem se orgulhar disto.
  • Davone Bess foi soberbo. Mais de 100 pela primeira em sua carreira e conseguindo TD - o primeiro da temporada - e várias conversões de primeira descida. Outro que está sendo além do esperado é Brian Hartline. Marcou o seu terceiro TD. Quem dera certos WRs do time fizessem parecido...
Agora é partir pra cima do Jaguars em Jacksonville. Se vencemos, ficaremos com 7-6. Ai, depois é pensar no Titans. Ou seja, um jogo de cada vez. Afinal, ainda temos chances, mesmo que pequenas... E não é prudente duvidar do time da virada...


PS: Esta vitória não tem * como a do ano passado. Tom Brady estava em campo...