sábado, 16 de julho de 2011

Dois Toques - Renovar ou não: Ronnie Brown

Uma das cenas mais espetaculares da história recente do Miami: Monday Night, contra o Jets e virada nos segundos finais. Grandes atuações de Greg Camarillo, Chad Henne e até mesmo de TGJ!!! Mas quem foi determinante pra vitória foi o camisa 23.

Todo começo de temporada costuma ter a sua "novela" para cada um dos times e até mesmo para Liga inteira, como nas intermináveis voltas de Brett Favre. E neste ano a NOVELA foi a própria Liga e o seu lockout. Por isso todas as outras, que aconteceram normalmente, ficaram em segundo plano. E a nossa atende por um nome e número: Ronnie Brown 23.

A dúvida é simples: renovar ou não com o melhor jogador deste ataque nas últimas 6 temporadas? Motivos existem para sim e para não, mas o que fazer?
  • Em seis temporadas como profissional Ronnie Brown só conseguiu passar por duas sem sofrer ( e perder partidas por isso ) contusões. Apenas em 2008 e 2010 ele conseguiu ficar saudável e participar de todas as 16 partidas.
  • Por outro lado ele é um dos melhores RBs da Liga e isso se prova pelas partidas marcantes do mesmo nestes seis anos.
  • Para assinar Ronnie com certeza vai querer assinar o "contrato", pois sabe que aos 29 anos e com seu histórico de contusões, o mesmo não terá outra oportunidade de fazê-lo em sua carreira. E ai vem a pergunta: é ou não arriscado assinar com um contrato de alto valor com um jogador com o seu histórico de contusões?
Eu particularmente acho que o nosso Front Office deveria fazer uma proposta decente, calcada em bônus por produção. Se Ronnie Brown jogar, todos saem ganhando. Se não, o time não fica com o Cap ocupado. É o que eu penso, pois por tudo o que ele já fez, ele merece continuar a ser um Phins Player

Nenhum comentário: