sábado, 10 de setembro de 2011

Quem escolhe melhor em Drafts na AFC Leste?

 
Acreditem se quiser, mas este posto na AFC Beast ( trocadilho com o nome a dificuldade da divisão ), pertence a nós. Duvida? Leia a matéria.

Analisando os últimos 4 Drafts realizados pelos times da nossa divisão, chega-se a uma conclusão incrível: é o Dolphins quem tem mais Starters vindo do Drafts e também o que mais aproveitou suas escolhas. A matéria é baseada em uma que foi postada no Blog dos Dolphins nos EUA, o The Phinsider. Faço, como diversas vezes aqui, uma versão minha, mas que leva em conta os dados apontados/levantados pelo autor do Blog. É mais do que simplesmente traduzir, para deixar mais claro. Vamos ao que os números mostram ( e se quiser ler a matéria - em inglês, clique na foto do melhor jogador do Miami, no dia do seu draft em 2008 ). As legendas são: S para Starter, R para reserva e C para cortado. Para os cortados ainda irá aparecer o ano do corte.

  • New England Patriots - Picks: 40. Jogadores no elenco: 23. Starters: 8.
  • Buffalo Bills: Picks: 36 Jogadores no elenco: 22. Starters: 7.
  • New York Jets: Picks: 19 picks. Jogadores no elenco: 12. Starters: 5
  • Miami Dolphins: Picks: 32. Jogadores no elenco: 21. Starters: 10
Os dados acima precisam passar, primeiro, por uma análise criteriosa que é o modo como o Front Office de cada time trabalha. O Jets teve menos picks porque usou as que tinha para subir no Draft ( como em 2009 quando draftaram Mark Sanchez, subindo mais de 15 posições para isso ) ou adquirindo jogadores de talento ao custo, claro, de picks. Já o Patriots teve mais picks porque é costume de Bill Belichik descer no draft, acumulando picks em segundo e terceiro rounds. A termos de comparação pro ano que vem ele terá duas picks em cada um dos quatro primeiros rounds. E o Bills... bom o Bills é um time sem resultados recentes e que, mesmo tendo ficado sempre no Top Ten ( ou bem próximo ) fez escolhas questionáveis.
Feito este preâmbulo, vamos ao que de fato interessa:
  1. Na sequência analisada, o Patriots vinha da temporada 17-1, portanto era um time "pronto". Dolphins vinha do 1-15, portanto teve que mudar quase tudo. Jets não tinha QB e era time meio que perdido no limbo. E o Bills... bom o é o Bills, né?
  2. Os números incluem os jogadores que estejam na Pratice Squad. Afinal estes foram escolhidos em Draft e ainda estão no time, podendo vir a serem usados no futuro. Duvida? Lex Hilliard, que será nosso RB 2 amanhã, ficou por dois anos no PS.
  3. Como citado no item 1, tinhamos situações distintas entre os times. Mas é curioso ver que o Pats tenha mais jogadores mantidos no elenco do que todos os outros e que só perca em quantidade de Starters pro Miami. Isso mostra duas coisas sobre o New England: que tinha em 2007 um elenco envelhecido e que soube se renovar. Inclusive ganhando picks com isso, ao ceder via trade jogadores experientes. Já o caso do Jets é tenso: apenas 5 starter vindo do Draft?
  4. Proporcionalmente o Dolphins tem vantagem nos jogadores no elenco ( 65%, contra 63% do Jets, 61% do Bills e impressionantes 57,5% do Pats ) e também nos Starters com 31% ( contra 27,5% do Jets, 20% do Pats e 19% do Bills.
  5. Miami poderia ter mais, se não tivesse errado tão feio em 2009 com Pat White e tivesse trazido um Starter. Mas o Jets errou com Vernon Golsthon, o Pats Darius Butler e o Bills... com tantos nomes que não caberiam neste post, mas irei citar só um: Aaron Maybin.
Mas porquê de 2008 até 2011? Porque é justamtente o período da atual administração. Claro que se o período incluisse 2007 o Miami não teria estes números e todos sabem o porquê. E se formos fazer uma análise de um espaço de tempo maior, uma década então seria covardia. Mas o pior pra mim é ver que mesmo com tantos acertos, ainda não temos o melhor time da divisão. Que ainda estamos atrás do Jets, que tem uma atuação fortíssima na Free Agent Period e que conseguiu, assim, montar o ótimo time que eles atualmente possuem. E o Bills... bom o Bills é o Bills e isso basta, né?
Manter a mão nos próximos Drafts é o caminha natural. E manter os jogadores do Draft de 2008, que a partir do ano que vem vão começar a ficar sem contrato. Caso de Chad Henne e Kendall Langford.

Nenhum comentário: