sábado, 17 de setembro de 2011

Semana 2: Texans x Dolphins

Evitar que essa cena aconteça amanha é por onde passam nossas chances de vitória...

O Miami Dolphins está 1-12 nas últimas vezes nas quais atuou como mandante. Recentemente na NFL só o Lios teve pior aproveitamento. E nenhum time vai longe em uma temporada sem vencer, ao menos, 6 jogos em casa. Por isso vencer amanhã é por demais importante. Some-se a isso o fato de nunca termos vencido Houston Texans e temos um quadro interessante.

Se vamos vencer ou não a partida é outra coisa, mas eu vejo 3 pontos cruciais para isso acontecer:
  1. A defesa aparecer na temporada - Segunda a noite ela entrou em campo, mas não jogou. Pressionar Matt Schaub será o ponto de partida para nossa vitória. Com ele pressionado, os passes tendem a sair mais imprecisos e ai AJ80 ( o cara da foto ) terá seu trabalho bem dificultado. Além disso forçaremos o ataque deles a sair de campo e o nosso entrar. E é por ainda onde passa o segundo caminho;
  2. Ataque conseguir marcar pontos - Parece cruel falar isso após termos feito 24 diante do Patriots, mas vejam que no primeiro tempo fizemos 14 e no segundo fizemos apenas 10. Pra vencer times que são Super Contenders ou Playoffs Contenders é preciso mais. Mas para isso precisaremos de ataque mais equilibrado e para isso o jogo corrido deve aparecer na paritda. Daniel Thomas vai jogar e isso é um alento. Não que eu espere que ele consiga 100jardas+TD logo na sua primeira partida, mas se ele fizer mais de 40 jardas - mesmo que sem TD, eu já me darei por satisfeito. A saber, na primeira rodada nossos RBs conseguiram a impactante marca de 40 jardas.
  3. Henne tem uma atuação segura - Não caros amigos, não esperem por outra atuação do mesmo nível em termos de númneros. Esperem por outra atuação em termos de segurança, confiança e de produção. Henne não é QB para fazer aquilo que fez segunda em todos os jogos, e é loucura sequer cogitar isso. Ele pode, isso sim, ter atuações seguras, fazendo o ataque andar e comentendo poucos erros, cuidando da bola e não a entregando ao adversário. Ele foi consciente na partida passada, isso é claro para todos. Que seja assim amanhã também. Se tiver ajudar dos corredores e a defesa não entregar a rapadura, iremos vencer. É esperar para ver.

Nenhum comentário: