segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Week 9: Dolphins 31 x 03 Chiefs

 Fazia tanto tempo, mas tanto tempo, que pra ser sincero eu nem me lembrava mais a última vez em que tínhamos passado o rodo em alguém. Buscando eu me lembrei - como pude me esquecer - tinha sido na semana 3 da temporada 2008, contra o Pats no dia do advento da Wild Cat. 52 semanas depois, eis que passamos a tunda em outro time. Dessa vez a ( raríssima ) vítima foi o Kansas City Chiefs, de quem vencemos 7 das últimas 9, e agora lideramos a série por 13-12. Vamos a algumas fotos dessa - surpreendente - vitória de hoje:

Reggie Bush com 200 jardas em duas partidas e com 2 TDs? Pois é, certas coisas acontecem e hoje ele conseguiu 7,2 jardas por corrida. Algo meio que inimaginável quando o mesmo foi contratado. Que continue assim...
 Sabem contra quem tinha sido que Anthony Fasano tinha feito 2 TDs? Foi contra o Chiefs e na deles em 2008. Pois é, resultado atípico, pede atuação igualmente inesperada...
 Brandon Marshall segue fazendo um TD aqui e outro acolá e pela segunda semana seguida, consegue passar das 100 jardas ( 106 para ser bem preciso ). Jogada bem montada ( coisa raríssima ), com Charles Clay puxando a marcação. Quem dera tivesse sido assim desde o ínicio da temporada...
 Miami pressionando QB adversário? Pois é, teve isso também hoje...

 E por diversas vezes, como na foto acima. Cameron Wake esteve meio que apagado ( só teve 0,5 sack, o da foto ao lado de Kevin Burnett ), mas o time como um todo foi bem na pressão em cima de Matt Cassell, que em termos de jardas, venceu a batalha dos QBs...

Mas Matt Moore teve a sua grande atuação até aqui com a camisa do Dolphins ao conseguir 3 TDs e ficar sem ser Interceptado. É um pouco tarde é claro, mas o objetivo de um time é vencer e não entregar partidas. Mesmo que Andrew Luck fique longe de Miami com este resultado, eu quero é vencer. Sempre.

6 comentários:

Dan Pereira disse...

é aquilo se o Moore e Bush jogarem sempre assim não digo Moore lançando 3 TD mais pelo menos ficando sem ser interceptado e Bush ganhar umas 70 yards por jogo podemos vencer mais uns 3 ou 4 jogos na temporada e claro lembrando que a defesa tem que jogar como jogou ontem, gostei muito do CB Wilson o 27 jogou muito bem fez duas faltas de interferencia mais marcou direitinho melhor que Nolan que ontem fez um bom trabalho tbm,

Colts não vai de Luck porq?

1 - Teria que ter cap
2 - Manning ainda volta
3 - Não da para ter Manning e Luck

o Colts teria que escolher ou Manning ou Luck e se o Colts pegar o Luck o Manning deve ser FA ou se aposenta vai saber mais se ele for jogar eu ia gostar muito de ter Manning com a camisa 18 do Dolphins por umas 3 ou 4 temporadas

Luiz Paulo disse...

Gostei de ter vencido, mas achei desnecessario, por que vencer uma partida tendo em vista um QB que pode dar vida nova ao time no draft do proximo ano??

Depois de um 0-7 teria que garantir o Luck, assim fica dificil o dolphins voltar a ser grande, Tem algo muito errado na administração do time!!

Juba Rivas disse...

É PHoda!!! Q sentimento estranho da porra!!! Triste e feliz ao mesmo tempo com a vitória. Eu queria que o Miami pegasse o Luck, mas isso significa muitas derrotas e sofrimento pra torcida. Entendo o Flávio querer vencer, pq como ele falou, ta sendo foda acompanhar esses anos perdidos do Miami, depois de tantos de glórias. Mas eu torço pra que a gente fique numa boa posição do Draft ano que vem, mesmo q signifique não vencer mais jogo nenhum. É necessário um sacrificio por um bem maior e um futuro melhor pro nosso tao amado Dolphins!!!

RFIALHO disse...

A coisa ta ficando cada vez mais complicada... Como já disse to acompanhando mais a NCAA do que a NFL, e com essa vitória e a falta de vontade de vencer dos Colts, Luck está cada vez mais distante( apesar da tese do Dan fazer sentido não vejo o Colts deixar passar uma oportunidade como essa, até pq depois dessa temporada pífia muita gente vai embora do Colts e o cap não vai ser problema).

Mas a minha maior preocupação são as outras opções de QB do Draft de 2012, e aqui vai um update de como os top prospects tem evoluido na NCAA:

Landry Jones: caiu muito, sua incapacidade de lidar com a pressão no pocket e sua dificuldade em converter TDs na redzone está sendo altamente reportada pelos scouts, e o frequentes "overthrows" incomodam os analistas, já que na NCAA esses passes viram passes incompletos mas na NFL se tornarão interceptações. Inclusive li hoje que ele está sendo aconselhado a não se candidatar ao draft desse ano.

Griffin III : já não tem mais TDs que passes incompletos, o que obviamente já era esperado, continua mantendo extrema precisão no lançamentos mas a sua total incapacidade de ler a defesa adversária e a partir dessa leitura trocar a jogada ( famosos "audibles") é algo preocupante para quem está procurando um QB para ser starter já na semana 1. Sem contar que Griffin sai sempre do shotgun.

Barkley e Moore : são os que tem se mantidos mais constantes. Moore como sempre será muito questionado por causa do seu tamanho. Já Barkley é quem tem evoluído mais, e um dos pontos fortes dele é que ele joga em um complexo sistema ofensivo na USC, está acostumado com jogadas complexas e a trocar de jogada por conta própria caso seja necessário. Em uma de suas colunas no "National Football Post", Greg Gabriel coloca Barkley no mesmo nível de Luck.

Flávio Vieira disse...

Dan, o Colts pode nem escolher como FOP, pode simplesmente receber um caminão de picks ( de um Niners, de um Cowboys ou de um Redskins, times que com um QB como Luck poderiam, facilmente, virarem SB Contenders ). Esse é o problema, mas enfim agora é esperar ver se o Colts consegue vencer alguém e se nos paramos de vencer.

Meu sentimento sempre é: vencer é o objetivo, mas no caso, pode ser perder agora para vencer no futuro. Em todo caso, não temos mais como ficar com 0-16 o que já é muita coisa.

Dan Pereira disse...

eu só tinha medo do 0-16 fora isso agora eu acho que tem que ir de 1-15 e tentar pegar o Luck