sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Joe Philbin é o Dolphins Coach. Ainda bem...

Joe Philbin é o nosso Head Coach, escolha acertada na minha opinião. Tomara que seja a primeira de muitas boas/ótimas notícias desta temporada... 

O que era especulação ( e uma longa, desgastante, desnecessária e torturante novela ) agora é oficial: Joe Philbin é o novo Head Coach ( e décimo na história ) do Miami Dolphins. Ele será o o sexto Head Coach de nossa História a começar uma temporada desde que a Lenda Don Shula parou se retirou em 1995: Jimmy Johnson ( 96-99 ), Dave Wanstead ( 2000-2004 ), Nick Saban ( 2005/2006 ), Cam Cameron ( 2007 ) e Tony Sparano ( 2008-2011 ). Na conta, para que possamos fechar em 10 ( o primeiro foi George Wilson 66-69 ), temos dois interinos, que assumiram durante a temporada ( Jim Bates em 2004 e Toddy Bowles agora em 2011 ).

Deixemos de lado a lista e passemos a analisar apenas quem é o presente e o futuro: Joe Philbin. Mas quem é ele? Vamos a algumas informações sobre o nosso Head Coach:
  • Nome: Joseph Philbin
  • Nasceu em: Springfield, em 02 de Julho de 1961 ( 51 anos )
  • Carreira antes da NFL: Entre 1984 e 2002 trabalhou em diversas Universidades ( tais como Tulane, Ohio State e Havard ) sempre servindo na Linha Ofensiva.
  • Carreira na NFL: Desde 2003 trabalha no Green Bay Packers. Começou como Coach de OL, onde ficou até 2007, quando assumiu o posto de Coordenador Ofensivo. Treinou tanto Brett Favre como o provável MVP de 2011 Aaron Rodgers. Venceu o Super Bowl do ano passado, quando o ataque comandado por A-Rod dobrou a defesa do Steelers como ela fosse de papel.
Teremos feito a escolha certa? Só o tempo poderá dar esta resposta, mas acho que podemos resumir essa negociação como duas metades que se completam: precisavámos de um especialista em ataque e Philbin ( por meio de uma tragédia, durrísima por sinal, familiar ) queria mudar de ares. Sendo assim os dois lados saem satisfeitos com esse desfecho e nunca escondi que ele era o meu preferido, pois o calo do Dolphins é Ataque, e não é de hoje - infelizmente.

Philbin, contudo, não terá - como os outros Coach pós-Marino, começar do zero ( ou quase ). Ele tem a sua disposição material humano em quantidade até que razoável e um RB sempre criticado que passou das 1100 jardas, após ser considerado incapaz de fazê-lo. Tem um WR dominante ( que pela quinta vez em seis anos passou das 1000 jds ) em Brandon Marshall. Tem ótimos co-adjuvantes, uma OL com talento em quantidade até que boa. Falta o cara para fazer isso funcionar. Ele trará Matt Flynn? Não sei, e nem tenho certeza se ele seria esse cara. Iremos fazer loucuras para tentar Luck ou RGIII? Também não tenho resposta para isso, mas eu ficaria feliz se o time tentasse. Estamos na pior a muito tempo e nunca fizemos uma aposta em um QB em Drafts ( e não me venham falar em QBs de segundo round ou Free Agents ).

Existem outras perguntas pendentes agora são: Daboll permanecerá como Coordenador Ofensivo? Quem será o Coordenador Defensivo? Iremos mudar para 4-3? Todas questões, que por enquanto, seguem sem respostas. Mas o que quero deixar claro é que sinto confiança de que as coisas irão melhorar. Até porque pior do que está... hummm, até que pode piorar ( Cam Cameron nunca nos deixará esquecer dessa possibilidade ), mas não creio que isso irá ocorrer agora. 

Mas enfim, todos nós temos que dar todo o crédito do mundo para Joe Philbin, o nosso Head Coach. Que Deus lhe ajude a fazer um trabalho melhor do que todos os seus antecessores que vieram depois de Don Shula. Que aliás elogiou bastante a escolha, algo que não fizeran quando o contratado foi Cam Cameron. Sinal de que seremos mais felizes? Que seja...

7 comentários:

Luiz Paulo disse...

Cochilei com o Mike McCoy pegando avião pra miami, e acordo com

Joe Philbin HEAD COACH.

Ótima noticia...

Flávio Vieira disse...

que bom.

RFIALHO disse...

Como já sabíamos não veio nenhum grande nome como os 'especialistas' gostam de especular( Gruden, Cowher, Fisher e cia ) mas acredito que das tres opções que nos restaram Philbin foi APARENTEMENTE a melhor escolha.

Mas o que mais me anima com a chegada de Philbin é a a grande possibilidade que temos de trazer um dos pupilos de Philbin: Matt Flynn. Tudo bem, eu sei que ele não é um QB top mas eu o vejo no mesmo nível de Alex Smith do 49ers, o que quero dizer é: Smith provou nessa temporada que cercado de um time bem treinado pode dar conta do recado e para mim o mesmo vale para Flynn.

Enfim, estou esperançoso que Philbin faça dos bons valores individuais do Dolphins um TIME e que traga de volta a empolgação a Miami.

Dan Pereira disse...

Olha esse ano começou bem para o Dolphins.

1° primeiro jogo do ano Dolphins vence o Jets.

2° Fisher não veio para o Dolphins

3° Sparano de OC do Jets (kkkkk)

4° Philbin de HC (tudo que eu queria)

unica coisa ruim que aconteceu foi perder o Nolan fora isso até o momento eu to gostando

Juba Rivas disse...

Rapaz, eu gostei demais dessa contratação. Não veio nenhum FISHer grande, mas eu prefiro assim. Um cara sério, competente e que tenha vontade de vencer com uma baita oportunidade. Afinal, ser jogador da NFL é a realização de um sonho, imagine se tornar head coach de 1 dos 32 times???! Não é pra qualquer um. espero que Philbin traduza tudo aquilo que vem sendo falado dele em vitórias, números e estatísticas positivas. Miami Dolphins tá precisando de uma chacoalhada e, pelo menos incialmente, começamos bem.

Flávio Vieira disse...

ele e o Dolphins tem mais uma coisa em comum: querem superar tragédias.

Claro e evidente, que a dele é bem pior, claro.

Dan Pereira disse...

Philbin vai ter 100% de poder nas contratações do Dolphins

@MiamiDolphins
Miami Dolphins Ireland reiterates that Philbin will have "100%" control over hiring his coaches.


boa noticia