sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Se liga Joe Philbin

 
 Você não está errado amigo leitor, é isso mesmo que está ai em cima. Jason Taylor abriu uma janela ( eu diria uma avenida ) para uma volta a NFL. Se liga Joe Philbin e traz o Hall of Famme de volta... e caso o Ireland for contra, manda ele pastar e aproveita e recontrata o Crowder também.

Channing Crowder vai voltar a NFL...

Nosso Inside caiu muito com a sua saída, isso é fato. E agora ele diz que deseja voltar a NFL, mas não será pelo Miami...

Acho que todos ficaram, até agora, sem entender o porquê da precoce aposentadoria do Camisa 52 Channing Crowder. Mas agora aparece um pouco ( ou seria muito?? ) de luz sobre o caso: Crowder deu declarações que pretende voltar a NFL, mas que com certeza não será pelo Miami. Questionado se com uma nova era sendo implantanda no Sul da Flórida não seria atrativo para voltar ao Dolphins, ele foi taxativo: Jeff Ireland continua por lá, e enquanto isso permanecer eu não jogarei pelo Dolphins.

Fiz uma citação a Ireland como Pateta, em uma foto da apresentação de Joe Philbin ( e fiz outra com a de Ross, que seria um "bundão"!! ). E eu já percebera que Ireland tem um jeito duro e meio que grosso de trato com os atletas. Jason Taylor nunca confirmou, mas a sua saída para o Jets teve o dedo dele. E não custa lembrar que Ireland perguntou a Dez Bryant se a mãe seria uma protistuta, o cúmulo da grosseria e do péssimo gosto.

Crowder seria uma boa/ótima aquisição para nossa defesa. Mas que não acontecerá por causa de Jeff Ireland, que realmente não sei o que ainda faz em Miami.  

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Como ficaria o Front Seven numa mudança de 3-4 para 4-3?

Nossa defesa joga no 3-4 desde 2008 ( ou se preferirem durante a era Tony Sparano ). Agora existe uma ( grande ) possibilidade de voltar ao esquema 4-3. Mas será que todos os Starters atuais se manteriam seus postos na mudança?

Basicamente temos dois sistemas de Defesas na NFL: o 3-4 e o 4-3. Após 2006 virou febre e vários times mudaram o sistema de 4-3 para 3-4. Mas agora parece estar existindo um movimento contrário, ou seja, alguns times poderão voltar para o 4-3. Como é função de um Blog, irei tentar explicar como é hoje a nossa defesa e como ficaria com a utilização do 4-3.
  • Sistema 3-4 - Disposição dos Jogadores: 3 DLs ( Right DE, Nose Tackle e Left DE ) e 4 LBs ( 2 OLBs - Strong Side e Weak Side - e 2 ILBs ). O Pass-rush ( pressão nos QBs é gerado a partir dos OLBs, especialmente pelo Strong Side - no esquema atual, Cameron Wake. TEs e RBs ficam com os ILBs. Pilar da Defesa é o Nose Tackle, que sozinho deve confrontar-se com dois jogadores da OL adversária.
  • Sistema 4-3 - Disposição dos Jogadores: 4 DLs ( Right DE, Defensive Tackle, Nose Tackle e Left DE ) e 3 LBs ( 2 OLBs e um Middle Linebacker ). Aqui o Pass-rush é gerado pelos DEs, ficando os OLBs com a responsabilidade de marcar TEs e parar o jogo corrido. Pilar da defesa, em tese, passa a ser o MLB, já que ele é quem fica "livre" e tem que ter uma leitura ótima/excelente de jogo ( vide o ex-Dolphins Zach Thomas ).
Diante disso, vamos aos Starters atuais do Front Seven ( nome dado aos sete jogadores de frente de defesa, que é o somatório dos números dos dois esquemas ) ficariam na mudança do esquema, primeiro a formação atual:
Right DE - Randy Starks / Nose Tackle - Paul Soliai / Left DE - Kendall Langford
OLB - Cameron Wake / ILB - Karlos Dansby e Kevin Burnett / OLB - Koa Misi
Reservas de Destaque: Jared Odrick e Phillip Merling, ambos DE

Ficaria assim:

Right DE - Randy Starks / Defensive Tackle - Jared Odrick / Nose Tackle - Paul Soliai - Left Tackle - Cameron Wake
OLB - Koa Misi / ILB - Karlos Dansby / OLB - Kevin Burnett
Reservas: Kendall Langford ( OLB ) e Phillip Merling, DE.

Alguém pode se perguntar porque Langford, que é Starter viraria reserva. E a pergunta procede e a resposta é: Jason Taylor foi, durante a maior parte de sua carreira, Defensive End no esquema 4-3 e com a mudança ele virou OLB ( Weak Side ) no esquema 3-4. Ou seja se Taylor continuasse a jogar em 2012, ele voltaria para DE. E o que isso tem a ver com Langford? Simples, em 4-3 ele não tem perfil para OLB ( onde é necessária muita agilidade ) e nem serviria para DE ( onde seria forte demais para driblar os Tackles ). Seria ele o maior prejudicado com a mudança. Mas e porque o Kevin Burnett seria o OLB? Simples, porque é meio que natural um ILB migrar para o lado de fora do corpo de LB, pelo simples fato de que ele já atua mais para o lado do que um MLB ( responsável por ser um Coringa ).

Ainda não temos uma certeza se iremos mudar ou não de sistema, mas se acontecer além de termos mudanças de Staters, iremos precisar de mais peças. Sobretudo de um OLB adequado ao esquema novo. Coisa que não temos atualmente no elenco. 

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

First Down: Se vier um QB na Free Agency, quem draftar? Parte I

Partindo do princípio de que iremos contratar um QB na Free Agency ( Peyton Manning ou Matt Flynn ), iremos precisar melhorar nossa proteção ao mesmo, que foi bem deficiente em 2011, pelo menos no lado direito da Linha, pois no lado esquerdo Jake Long começou devagar mas depois voltou a ser o velho Long. Acho que todos sabem que eu esteja falando de Mark Colombo, que foi um desastre. Por isso o caminho no Draft pode passar pela escolha de um Offensive Tackle. Se fizermos essa escolha, só temos dois nomes possíveis e os analistas não chegam a uma opinião única sobre quem venha a ser o melhor: Riley Reiff ( Iowa ) e Jonathan Martin ( Stanford ).

Riley Reiff, Universidade Iowa. Forte, atlético, com boas pernas e uma fera no run block. Esse é Reiff, que foi eleito duas vezes para o primeiro time de sua Divisão. Ele atua como Left Tackle mas analistas não consideram um problema a sua adequação para atuar como Right Tackle, que é onde precisamos de reforço. Ele tem a seu favor a sua durabilidade, já que nunca perdeu uma partida na NCAA. Eventualmente poderia atuar como Guard.
Jonathan Martin, Universidade de Stanford. O anjo da guarda de Andrew Luck. Precisa de mais? Bom que tal dizer que ele é um fenômeno em run block, ainda mais do que Reiff? Que tal dizer que ele tem o físico ideal para a NFL? Perfeito demais não? Pois é, ele tem deficiências no pass-block, que na NFL seriam mortais ( mas na NCAA são tão importantes assim ) e comete faltas demais. Além disso ele atuou como Left Tackle e alguns analistas acham que ele não seria um Right Tackle de elite na NFL. Outros, contudo, acham que ele poderia virar um dos 3 melhores RT da Liga.

Seja um ou outro, se formos de Offensive Tackle, teremos uma boa escolha. Seria algo assim: segurança com necessidade. E quando você junta isso é o ideal. Espero que fiquemos com Martin, que é um prospect mais interessante, porém Reiff seria um "produto" mais pronto para a NFL. Além disso, desde 2006, as equipes passaram a dar muito mais atenção as OLs e passaram a gastar picks de primeiro round neles. E alguns Mocks ( previsões sobre o Drafts ) os dois saem antes de nossa pick, em outros os dois estão disponíveis. O que sei é que se queremos ir a algum lugar na NFL ( leia-se Super Bowl ), precisaremos de um QB e de gente para protegê-lo. E ambos os citados são preparados para o serviço.

Brandon Marshall é o MVP do Pro Bowl

Brandon Marsall foi eleito - com extrema justiça - o MVP do Pro Bowl. Ok, o jogo é uma várzea ninguém quer nada com nada, mas o feito de Marshall é histórico: se tornou o primeiro WR a receber para 4 TDs. Feito e tanto mesmo. Sinal do que ele poderia produzir com um QB minimante decente? Pode ser, mas levem em consideração que o Pro Bowl é uma várzea... Parabéns a B19.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Hoje tem o Pro-Bowl. E tem dois jogadores do Miami em campo

O Miami teve apenas um jogador indicado pro Pro Bowl, o Wide Receiver Brandon Marshall que pela quinta vez em seis temporadas passou das 1.000 jardas recebidas. Já Paul Soliai irá porque o Starter nomeado ( Vince Wilfork do Patriots ) foi ao Super Bowl e por isso fica de fora. 

Ah, me lembrei, na verdade foram dois os indicados, Jake Long foi também nomeado. Só que Jake Long terminou a temporada machucado e portanto não vai participar da partida. Para quem quiser assistir - tem uns 10 anos que eu não tenho mais saco para ver - vai passar na ESPN e também na Esporte Interativo.