sábado, 13 de julho de 2013

Prévia dos 53 jogadores da Temporada - Defesa

O melhor que temos em nosso time, poderá ter ficado melhor? Dependerá de Dion Jordan...

Depois de opinar sobre os 25 jogadores de ataque que seriam os meus escolhidos pro Ataque, agora vem os 25 da defesa, além dos 3 espaço pro time de Especialistas.

  • Defensive Tackle: 4 - Randy Starks (S), Paul Soliai (S), Kheeston Randall, Vaughn Martin. Sem surpresa alguma aqui, Starks e Soliai são Starters, mas contudo pode haver uma surpresa: se Odrick for movido para o meio da DL poderia ele superar um dos dois? No mais apenas complemento de elenco.
  • Defensive End: 5 - Cameron Wake, Jared Odrick, Dion Jordan, Olivier Vernon e Derrick Shelby. Wake é o melhor do elenco. Odrick tem qualidades para ser Starter, mas pode ser movido pro meio da DL. Jordan nem assinou com a equipe ainda, nem tem participado de treinos devido à reabilitação de seu ombro. Aqui temos a grande dúvida desta TC: se Jordan será ou não Starter como DE. Se ele conseguir isso, Odrick irá pro meio da DL, deixando Olivier Vernon como backup de Jordan. Shelby é apenas pra compor elenco.
  • Linebacker: 6 - Dannell Ellerbe, Phillip Wheeler, Koa Misi, Austin Spitler, Jelani Jenkins, Jason Trusnik. Quase sem dúvidas, pois temos um trio certo para ser Starter aqui ( Ellerbe, Wheeler e Misi ). Claro que existe uma chance de que o novato Jenkins pode tomar o seu lugar (e só ele pode). Spitler e Trusnik são jogadores reservas decentes e que proporcionam profundidade e qualidade de jogo no time de especialistas.
  • Cornerback: 6 - Brent Grimes, Rishard Marshall, Nolan Carroll, Jamar Taylor, Will Davis e Jimmy Wilson (6). Ao olhar a lista logo surge uma pergunta: será que o time realmente ficará com 6 CBs no plantel? Talvez. Sobretudo se pensarem em que quantidade pode gerar qualidade. Grimes é o inquestionável CB#1 com base no desempenho na minicamp e isso não mudará durante a TC. Marshall deve ser o outro Starter, mas Carroll ou um dos novatos poderiam ganhar o posto. Taylor e Davis vão conseguir uma vaga na lista simplesmente com base nos seus status do Draft, pensando no futuro da franquia. Carroll tem experiência e está jà estava no elenco, por isso deve ficar momentaneamente a frente dos rookies. Um ponto importante de se observar é que Marshall tem experiência em atuar como Safety e Níquel, assim o time poderia usar uma variedade de coberturas que permitiriam que Carroll pudesse ter mais tempo de jogo. Restaria a situação de Patterson: ele teria que vencer Marshall ou Carroll para ficar no plantel. Ele pode fazer isso? Pode, mas eu acho pouco provável, embora ele tenha experiência, tanto em cobertura como em níquel. Mas com base no seu elevado contrato contando contra o cap, ele vai ter que realmente ofuscar Carroll ou Marshall para torná-lo útil para que a equipe resolva mantê-lo.
  • Free Safety: Chris Clemons, Kelsie McCray. Um é starter e o outro reserva. Simples assim. Mas eu sempre tento aprofundar as coisas, não é mesmo? Clemons testou o mercado nesta off-season e não conseguiu o que queria: um contrato de grande duração e sobretudo com muita grana. Voltou a mesa de negociação e o que conseguiu foi uma extensão de um ano. Convém citar que ele era RFA ( Free Agent restrito ). Agora ele joga em contract year, ou seja, tem que provar que realmente uma extensão longa. Depende dele apenas. 
  • Strong Safety: Reshad Jones, Don Jones (2). Reshad Jones teve uma temporada explosiva em 2012 e é um dos melhores safeties da NFL no momento. Ele vai querer melhorar o nível com uma grande temporada e entrar no estado de "elite". Don Jones é um rookie de sétimo round que a equipe queria mudar para o slot CB, mas o seu melhor encaixe é como um safety. Ele mostrou alguns lampejos nas minicamps e salvo o surgimento de outro jogador, deve ganhar o lugar como backup Strong Safety.
  • Special Team. Kicker: Caleb Sturgis - Punter: Brandon Fields - Long Snapper: John Denney. Duvido muito que o time vá demitir Sturgis, e eu nunca vi um time manter dois Kickers, sendo assim tchau Dan Carpenter. Os outros 2 são Starters a muito tempo e ficam como estão.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Prévia dos 53 jogadores da Temporada - Ataque

quem seriam os favoritos para fincarem lugar no ataque?
O Bruno Ribeiro sugeriu e cá estou eu fazendo o que fiz em todas as temporadas que o Blog cobriu desde 2008 ( em 2007 não fiz pois era o começo e o mesmo foi criado quando a TC já tinha iniciado ). Sim esta será a sexta TC que terá cobertura neste Blog. Mais uma e espero que esta seja a TC.

Irei dividir em duas partes, para não ficar cansativa a leitura. Começarei pelo ataque. Vamos aos meus favoritos, sendo sempre o primeiro nome Starter ( e o segundo também, para posições em que entrem dois ):
  • Quarterbacks: 3 - Ryan Tannehill, Matt Moore e Pat Devlin. Aqui sem surpresa alguma. Temos um starter, um reserva que poderia ser starter e um terceiro nome pra compor elenco.
  • Runningbacks: 3 - Lamar Miller, Daniel Thomas e Mike Gillislee. O setor onde tudo deu um giro quase total. Primeiro porque será o backfield mais jovem de toda a liga com um sophomore de starter, um terceiro anista de backup e um rookie como terceiro nome. Segundo porque perdeu o grande nome do ataque em 2012. E terceiro porque tudo isso pode dar errado, não é mesmo?
  • Wide Receivers: 6 - Mike Wallace, Brian Hartline, Brandon Gibson, Rishard Matthews, Armon Binn e Marcus Thigpen. Vamos começar pelo fim: Thigpen é um RB, mas recebe passes bem passes em distâncias curtas, além de ter terminado como retornador titular em 2013. Dito isto, vamos ao óbvio: Wallace e Hartline devem ser o Starters, com Gibson de Slot. Sendo assim 4 vagas seriam ocupadas até aqui, restando 2. Eu fico com Matthews, a surpresa de 2012, e Binn. Existem outros talentos, mas eu acredito nestes aqui. Um grupo ligeiramente melhor do que em 2012, acreditem. Tirante Wallace, nada de melhor tem neste grupo. A sorte é que temos Wallace.
  • Tight Ends: 3 - Dustin Keller, Dion Sims e Michael Egnew. Temos uma melhora com relação a 2012? No conjunto de opções sim, na qualidade... pois é, trocamos o Starter ( Fasano ) por outro, mas que vem com dúvidas de durabilidade ( Keller ). Arrumamos, com certeza, um backup melhor e sempre podemos esperar que Egnew evolua ( seria possível piorar? ). De todo modo, iremos depender que Keller fique em campo. Se ficar no estaleiro, é arriscado dependermos de um rookie que mais bloqueia do que recebe e um sophomore que nada fez em 2012;
  • Fullback: 2 - Jovorskie Lane e Charles Clay. Nada de muito grande para ser acrescentado. Apenas que um deles perderia o emprego caso o time contrate Vontae Leach.
  • Linha Ofensiva: 8 - Jonathan Martin, Ritchie Incognito, Mike Pouncey, Lance Louis, Tyson Clabo, Nate Garner, Josh Samuda e Dallas Thomas. Existem diversas dúvidas sobre os startes em diversos pontos, mas esta é uma nova fase: pelo primeiro ano desde 2008 o time não terá Jake Long. Eu esperaria que Incognito fosse suplantado por Thomas, mas se ficarmos com estes 5 primeiros é uma OL de respeito. Eu disse, respeito. Não espetacular, claro. E dela depende o que poderemos fazer na temporada, sobretudo correndo.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

5 razões para acreditar que possamos destronar o NE Patriots

tá, todos sabem, eu não gosto dele. Mas passam por ele todas as nossas chances de vencer a divisão...




Texto originalmente feito no The Phinsider, que eu adequei ao português ( e mais do que simplesmente traduzir ). Espero que gostem, pois tem comentários meus inseridos no texto. Facilmente percebíveis...

1. Tom Brady perdeu seus 4 principais recebedores.

Wes Welker se juntou a Peyton Manning no Denver Broncos, enquanto os Patriots não renovaram com Brandon Lloyd, ambos em março. Rob Gronkowski, possivelmente o melhor TE da NFL atual, passou por outra cirurgia no mês passado, e provavelmente vai começar a temporada na lista de machucados, perdendo até algumas partidas. Mas talvez o mais preocupante para a equipe tenha sido a prisão do Tight End Aaron Hernandez, que enfrenta várias acusações de assassinato em primeiro grau, e que foi cortado logo após sua prisão em 26 de junho. Todos estes quatro jogadores representaram 75% dos passes que Brady completou na temporada passada. Enquanto Brady tem o dom de transformar jogadores médios em armas produtivos, esta temporada será certamente um passo longe demais para ele.


2. Ryan Tannehill ter uma segunda temporada como o time espera e precisa.

Por que há tanto hype para um cara que só jogou doze touchdowns no ano passado, treze interceptações e uma taxa de acerto de apenas 58,3% ( é eu também me pergunto de onde vem tanta “boa vontade” )? Bem, Tannehill também conseguiu o recorde da franquia para um rookie em jardas totais ( 3.294 ), apesar de ter um ataque medíocre para trabalhar. Mas esta não é a única razão. Muito simplesmente, Ryan tem as habilidades, talento, confiança e liderança para dar o próximo passo nesta temporada. Um dos maiores, além de pontos para o nosso jovem quarterback na temporada passada foi a sua capacidade de se mover no pocket para evitar a pressão inúmeras vezes. Isso por si só mostra a maturidade e inteligência mais semelhante a um experiente jogador do que um novato tentando fazer um nome para si mesmo na NFL. Uma área na qual Tannehill poderia melhorar nesta temporada é o seu desempenho em terceiros downs. Sete de seus treze interceptações vieram em terceiros downs. No entanto, as novas adições no ataque deve ajudá-lo, inclusive Mike Wallace, Brandon Gibson e o tight end Dustin Keller. Considerando que Keller fique saudável, ele pode finalmente fornecer a equipe o tipo de tight end que precisamos desesperadamente.


3. Defesa, defesa, defesa!

Miami tem uma defesa de primeira linha que a classificou como a 7 º na última temporada em pontos permitidos por jogo, apesar da presença de uma ataque descontroladamente inconsistente ( dai eu ficar imaginando o que teria acontecido se Tannehill fosse um QB muito melhor do que de fato o é ). No entanto as adições de Dion Jordan , Phillip Wheeler, Dannelle Ellerbe, Brent Grimes e Jamar Taylor deve ajudar a defesa para tornar-se ainda melhor. Na última temporada, a equipe lutou contra o passe, como refletido no dado de que o Dolphinsi sofreram setenta passes para vinte ou mais jardas (empatado com o New York Giants em 28 º lugar no NFL), mas isso deve mudar este ano, com as adições que foram feitas ( sobretudo LBs e DBs ). Além disso, um jogador que não tem recebido muita atenção nesta offseason é Dion Jordan. Enquanto ele pode levar algum tempo para se adaptar às nuances da NFL, não é prudente descartá-lo, pois ele poderá surpreender muita gente com sua produção nesta temporada.


4. Joe Philbin manda e desmanda.

Atrevo-me a dizê-lo? Finalmente temos um treinador que pode levar a equipe para o sucesso. Herm Edwards da ESPN classificou Joe Philbin como um dos treinadores que mais impacto conseguiram no novo time e no jogo deste, e é fácil perceber porquê. A abordagem detalhada de Philbin, comportamento calmo e grande senso de humor funciona bem na NFL. Não só isso, mas Philbin tem o vestiário bem controlado e verdadeiramente com ele, mas ele também tem o respeito de todos, desde os fãs até o proprietário. Joe Philbin, Kevin Coyle e Mike Sherman detêm as chaves para o sucesso futuro da equipe. Vamos esperar que eles consigam isso.


5. Mike Wallace é um craque e isso fará a diferença!

Mike Wallace está pronto para ajudar Ryan Tannehill nesta temporada na qual ele precisa mostrar que pode passar para o próximo nível. Wallace tem uma média na carreira de 17,2 jardas por recepção e ocupa o 4 º lugar entre receptores ativos. Desde que entrou na liga, há quatro anos, Wallace lidera a NFL com 27 recepções para mais de 40 jardas. No outro lado muitos criticaram Wallace por ser um pônei de um truque só. Para aqueles que sustentam este ponto de vista, o fazem por sua própria conta e risco. O Steelers têm frequentemente usado ele em diversas situações e em diversos planos de jogo. Rotular Wallace de um pônei de um único truque, se você gosta, poderá queimar a língua de muita gente ao fim da temporada. E é exatamente isso que esperamos e é por isso que ele foi contratado.


Pensamentos Finais:  
O New England Patriots venceu o AFC Leste na última temporada com um recorde de 12-4, seguido pelos Dolphins (7-9), os Jets e os Bills (ambos 6-10). No entanto, as novas adições que o Dolphins fez nesta offseason, e a revolta que o Patriots têm experimentado ao longo dos últimos meses, deve levar essa divisão para uma temporada interessante pela frente. A questão é: você está pronto para isso?

Rapidinhas

Ao que parece, ele não virá...

O tempo passa, mas o dia 20, quando começa a nossa Trainning Camp não chega. Faltam ainda intermináveis 10 dias!!! Por isso o ritmo por aqui segue lento. Mas eu estou sempre buscando algo realmente relevante. Os textos mais introspectivos não tem saído por falta de tempo mesmo.

Dentro o que rola é a notícia de que o Miami não teria feito uma proposta por Vontae Leach. Ele nem é tão necessário assim, mas preferível ele por aqui do que em um rival, certo? Ao que parece ele quer um vínculo longo e isso teria afugentado o interesse do Dolphins, que nestes casos ( Grimes e Keller por exemplo ) tem optado por contrato de um ano apenas. Aguardar para ver...

Estão abertas as inscrições para nossa Liga Fantasy no Yahoo.com. Se tiver interesse, mande um e-mail para mim ( flaviojvieira@yahoo.com.br ) e eu enviarei o convite.