sábado, 12 de março de 2016

Como ficou o contrato de Ndamukong Suh após a re-estruturação?

O contrato dele seguirá pesando muito mais nos anos seguintes...
Ndamukong Suh. Foi o assunto da Free Agency do ano passado em toda a NFL, mas pelo motivo errado: o monstruoso contrato que recebeu. Ele, um ano atrás, tornou-se o primeiro defensor da história da NFL a superar a marcar dos 100 milhordes num contrato, com inacreditáveis 55 milhões garantidos. Cortesia de Stephen Ross e Dennis Hickey. O segundo não está mais no Dolphins e Deus sabe o quanto eu adoraria que outra pessoa comprasse a franquia e tirasse o pateta também... Adiante.

Ele iria receber, em média, 19 milhões por 6 anos de contrato ( 114 no total ), mas em 2016 o peso do contrato dele no Cap seria de assombrosos 29 milhões, ou quase 20% de todo o Cap. Uma aberração que só em franquias "losers" acontece. Qual seria a saída para arrumar Cap? Re-estruturar o contrato. Mas isso é só empurrar o problema para o futuro, além de ter que desembolsar mais dinheiro garantido para o jogador ( até porque ele nao é obrigado aceitar ganhar menos sem compensação por isso, certo? ).

Pois bem, antes de prosseguir, vejam está agora distribuída a grana do mega ( e insano ) contrato de Suh:


De um valor que era 29 milhões em 2016 temos agora quase 13 milhões, uma queda superior a 16 milhões. Que beleza, pode pensar o amigo mas... é, tem sempre um más: ele agora tem mais valor garantido por ano e vai ganhar mais nos 3 últimos enquanto que antes este era um valor decrescente. O lado bom da re-estruturação foi de que no ano que vem ele receberá menos de 20 milhões. Mas existe um problema, que pode acontecer: e se ele sofrer uma ending career? Ok, seria muita falta de sorte, mas de vez em quando acontece. Além disso, quando ele estiver com 32 anos - onde começa a declinar o desempenho - ele vai receber 26 milhões e com 33 mais de 28 milhões. Assustador não? Em 2020 - onde ele poderia ser cortado com quase nenhuma penalização, ele ainda teria 22 milhões. Alguém ai espera realmente que Suh ainda seja Top 5 até lá? Duvido que pensem...

Eu disse corte, nao foi? Pois é, existe como cortar ele em 2018 sem muito Cap Hit. Vejamos a imagem a seguir:


O novo CBA trouxe uma novidade, colocada pelos Owners: a possibilidade de cortar dois jogadores por temporada ( ou trocá-los ) com um peso menos para o Cap. Tais cortes podem serem feitos até a abertura do mercado e serem listados como "Cute post-June 1", que aparece no primeiro quadro da imagem acima. Notem que, neste melhor cenário só compensaria cortá-lo em 2018 ( de cima para baixo os anos de 2015, já em branco, até 2020 ). Em 2018 e 2019 o Cap Hit seria o mesmo ( 9,1 milhões ), mas no primeiro já compensaria salvar 17 milhões. Em 2020, diante do valor inicial, praticamente nem teria Cap Hit, embora salvar quase 19 milhões não seja nada desprezível. Ao lado temos os valores para Corte Normal e para uma improvável Trade.

É um valor assustador, com certeza. Em todo caso, existem brechas para nos livrarmos dele em 2018 com um Cap suportável... por falar em suportável, sabe de quem ainda temos Dead Money no Salary Cap? Vejam ai...

Nenhum comentário: