sábado, 31 de dezembro de 2016

Uma temporada, dois times...

Na semana 5 fomos surrados pelos Titans, ficando 1-4...
e devolver o placar em cima dos Steelers na partida seguinte e arrancar para 9 vitórias em 10 partidas
Normalmente quando um time fica com 3 derrotas a mais do que vitórias antes do meio da temporada, o ano já foi para o saco. O Miami fez isso com apenas 5 partidas, quando fomos amassados pelos Titans dentro do Hard Rock Stadium 30x17. Nada funcionava: jogo aéreo, terrestre, defesa, special teams ( Terrence Fede fez a falta mais idiota que eu já vi contra os Bengals ). Chamadas péssimas, alinhamentos desastrosos nos dois lados do campo, faltas e mais faltas tolas... enfim, parecia que lutaríamos com os Browns para ver que seria o pior time da temporada. Curiosamente a única vitória até ali era justamente contra os Browns, com direito ao Kicker rival ter errado absurdos 3 Field Goals!!! Nada apontar para uma recuperação...

Mas foi justamente o que aconteceu na semana seguinte, quando tudo deu certo contra os Steelers, batido por 30x15. Nesta partida Jay Ajayi correu para mais de 200 jardas ( feito que repetiria duas vezes contra os Bills, uma delas na semana seguinte ), a defesa massacrou Big Ben e vencemos uma partida que, naquele momento achávamos - acertadamente - que não serviria para nada. Mas eis que vencemos os Bills, os Jets, os Chargers... e emplacamos seis vitórias seguidas ao derrubar o Niners - na bacias das almas. Neste momento a post-season era uma realidade mais do que possível.

Um choque de realidade diante dos Ravens, mas depois voltamos às vitórias. A atual sequência está em três ( Cardinals, Jets e Bills ). Amanhã é dia de receber os Pats, com eles buscando a vantagem nos playoffs e nós em busca de sermos o Seed 5. Para isso precisamos vencer o rival e contar com uma derrota dos Chiefs. Porque isso é importante? Porque sendo 6, iremos viajar para encarar os Steelers ( já definido como Seed 3 ) e depois teríamos que ir a Foxborough jogar contra os Pats. Sendo o número 5 da AFC, o caminho nos leva para Houston, time com vários desfalques e sem QB confiável. E na sequência uma visita a Oakland pegar os Raiders sem Derek Carr. Parece-me mais fácil ( ou menos difícil ) o caminho.

Ai o amigo pode perguntar: sonhando com AFC Championship Flávio? Ora, porque não. Quem não pode sonhar é os Jets, os Bills e cia... nós podemos. E quem tem coragem de duvidar deste time depois de tudo o que foi feito até aqui? De termos vencido partidas que sempre perdíamos em anos recentes?

Nenhum comentário: