sábado, 29 de abril de 2017

Perfil: Davon Godchaux, DT - LSU


Esse é o ano de Defesa no Draft. Não apenas em Miami, porque mais de 57% das picks são do setor, e até aqui apenas uma não foi de defesa ( Asiata ). Nada de RB, QB, TE, WR... só defesa. No quinto round, após draftar Isaac Asiata ( Guard ), o time foi outra vez reforçar a DL, escolhendo Davon Godchaux de LSU.

Não é uma escolha ruim, pelo contrário. Mas a questão, mais uma vez, era a necessidade. Na análise do Draft eu vou aprofundar o tema, mas eu fiquei intrigado com a ausência de Safeties no recrutamento. Vamos ao perfil do escolhido:

VISÃO GERAL

Godchaux tem fortes estatísticas ( 14 sacks e 45 pressões ) nos dois últimos anos na faculdade.

ANÁLISE
  • Pontos Fortes - Forte e perigoso no pass-rush, possui boa técnica, com uma série de movimentos para entrar no backfield. Boa leitura dos movimentos do ataque e acompanha de forma consistente o movimento QB no pocket. 
  • Pontos Fracos - Força pode ser um problema, freqüentemente forçado a recuar pelo bloqueadores. Não demonstra o máximo esforço quando combate vários bloqueadores. Falta-lhe explosão, além de sua reação ser lentas. É fraco contra o jogo corrido. Foi preso em Setembro do ano passado sob acusação de maus tratos domésticos.
  • Comparável na NFL - Cullen Jenkins
  • Resumo - Enquanto ele fez avanços na temporada passada no pass-rush, Godchaux não tem sido eficiente contra a corrida ao longo de sua carreira e ele terá que fazer a sua marca como um pass-rusher na NFL. Ele tem sido um dos mais eficientes passe-rushers na nação nos últimos três anos, e ele tem a chance de apressar os QBs enquanto trabalhava para melhorar o seu trabalho no jogo de corrida. Se conseguir isso, terá sido uma grande escolha.
  • Nota: É um atleta nato e vai ajudar na pressão aos QBs, mas não deve ser Starter. Vai entrar aos poucos no time, sobretudo em situações claras de passe. Como um de seus problemas é no jogo corrido e isso é o nosso maior calo, o valor cai um pouco. Fico com um B+, por conter um risco adicional quanto ao seu caráter e extra-campo.

Nenhum comentário: