sábado, 10 de outubro de 2009

Week 5 - NY Jets at Miami Dolphins

Pra quem jogou apenas uma vez em horário nobre em 32 partidas nas temporadas 2007 e 2008, nada mal jogar o dobro em apenas 5. Agora é pra vencer. O adversário me traz boas lembranças. E a você??

Segunda a noite. Land Shark Stadium. Monday Night Football. O nosso mais odiado rival. O time vindo de vitória ( massacre pra ser mais preciso ). O rival de derrota.

É, não faltam motivosp para estarmos esperançosos para o jogo de segunda-feira a noite. Mas eu listo aqui alguns mais ligados ao "jogo" dentro de campo:
  • A boa estreia, como Starter, de Chad Henne. Sem cometer erros, com tempo pra pensar e sendo preciso. Ele necessita manter isso contra o Jets e a OL será fundamental para que isto possa acontecer. Se ele novamente mostrar o grau de frieza com quem jogou no domingo passado, já começamos bem encaminhados.
  • O ótimo momento de Ronnie Brown. O nosso principal RB vem em uma boa temporada até aqui. Se ele foi o motor pra vencermos o Bills, ele já quase o fizera contra o Colts. Sendo assim, precisamos que ele se mantenha neste ritmo e que conte com a ajuda, sempre boa, de Ricky Williams. Que aliás marcou TD nas duas últimas partidas.
  • A defesa acordou. Ok era contra o Bills, mas o nosso Front Seven é forte e isso ninguém questiona. Temos uma das 3 melhores defesas contras as corridas e isso sempre é um fator determinante. Mas o bom foi a secundária, que enfrentou um time como WRs fortes ( vide TO ) e saiu-se muito bem. Will Allen parece estar voltando ao ritmo de 2008 ( quando foi o nosso melhor CB ) e Vontae Davis foi batizado, e bem, contra o Bills. Claro que Sanchez é melhor que Edwards, mas ele deve ter ficado mais preocupado do que estava. E ainda tem Sean Smith, que pra quem não sabe, foi quem marcou o TO.
  • Quase não errar e tentar capitalizar os do rival. Falei aqui, e fui motivo de piada por meia dúzia de babacas, mas é fato: o Miami tem um dos maiores indíces de aproveitamento nos erros do adversário. O problema, até o jogo contra o Bills, era que nós é quem estavámos errando. Se passarmos a forçar o rival a errar, passaremos a vencer mais partidas.
  • Manter o torcedor do nosso lado. O 0-3 é óbvio fez com que alguns ficassem com "raiva" e "abandonassem" a temporada. Eu mesmo fiquei bravo, mas não abandono meu time em hipótese alguma. Mas é claro que era desanimador. Pois bem vencer, e como foi, deve ter o efeito contrário. E bater em rival de divisão é melhor ainda. Por isso vencer o Jets, além de ficarmos 2-3 na temporada e 2-0 dentro da divisão, traria o torcedor definitivamente pro lado do time. Quem assim seja.

Palpite: 30x21. Dolphins, é claro.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Como anda o Miami - Week 5

De uma surra aplicada no Buffalo Bills. Até parecia o time de 2008. Que se mantenha assim.

Contra o NY Jets, o ( meu ao menos ) nosso mais encardido e odiado rival. Uma vitória pode nos fazer embalar de vez, até porquê o jogo seguinte...

O New Orleans Saints, uma das sensações da temporada e que tem o ótimo Drew Brees ( que um dia Nick Saban recusou ao nos ser oferecido quase de graça. Problemas para a nossa secundária ( tentar ao menos ) resolver.

1-3. Vencemos uma equipe reconhecidamente mais frágil, por isso precisamos vencer uma "teoricamente" mais forte. Não confio 100% neste Jets, me parece ser o Bills de 2008. E foi contra a gente que o Bills desandou em 2008. Portanto, que acontença o mesmo contra o Jets, que por sinal vem de derrota...

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

AVISO

Estou viajando e no hotel até tem Net, mas os PCs são péssimos. Volto a rotina normal no sábado. Por isso fiquem a vontade na caixa de comentários...

domingo, 4 de outubro de 2009

Week 4 - Buffalo Bills 10 x 38 Miami Dolphins

É pra lavar a alma. Um massacre. Uma atuação consistente do Sophomore Chad Henne. Um passeio de nossos RBs ( maisde 250 jardas ). Alguém viu TO? Quem é Trent Edwards?

Falando sério, o Bills pagou - e caro - pelo o que os outros fizeram. E em uma tarde perfeita, o Miami começa pra valer a temporada. Alguns "babacas por ai" diziam 0-16 2.0. Espero que revejam as asneiras que andam dizendo.

Mas vamos parar de falar de babacas e falar do nosso time, que venceu por 38x10 0 Buffalo Bills.

Como é bom ter como "dona" alguém bela como J-LO? Até aqui com ela em campo, o time ainda não jogou uma partida péssima e está 1-1.


Mas o jogo esteve complicado, sobretudo no primeiro tempo. Tanto é que para que saísse o primeiro TD ( de ataque ) da partida. Ronnie Brown ( com cara de "candidato" a MVP ) teve que se jogar na End Zone para marcar. E era uma tentativa de conversão de 4 descida, a polegadas da End Zone. E deu certo. Ainda bem. Mas este não foi o primeiro TD da partida..

O novato Vontae Davis conseguiu a sua primeira interceptação, marcando 10x0 naquele momento. Tudo bem que foi contra Trent Edwards, mas algum QB teria que ser o primeiro...

Um dado aos que torcem contra: ano passado justamente contra o Bills o Miami começou uma arrancada sensacional, e venceu 8 em 9 jogos após o jogo contra o Bills. Por isso é bom esperar antes de desdenhar do Miami. Não estou cravando que o mesmo acontecerá, mas... E mais uma: a secundária começou a melhorar justamente contra Edwards. Será?


E não foi só a secundária quem esteve bem, conseguindo interceptar Edwards duas vezes ( Will Allen que vinha péssimo na temporada, conseguiu duas ): a defesa contra corridas, uma das 3 melhores da temporada, limitou o time do Bills a 46 jardas!!! Marca impressionante, sem dúvida, mas que mostra que algo é excelente neste time. E Marshaw Lynch talvez esteja pensando: era melhor ficar de fora.

Mas o mais importante, além da vitória, é que Chad Henne conseguiu fazer o ataque andar. Começou nervoso, esperado, e foi se soltando, soltando, mandando bombas, alternando com passes curtos, sem afobação e com precisão.

E conectou o seu primeiro TD, que espero seja o primeiro de muitos. E foi um dia de perdas de virgindades: quem recebeu o TD foi o Rookie Brian Hartline, que desta maneira consegue um TD na quarta partida de sua carreira, marca precoce comparada a outros WR do Dolphins...

Por isso, bem vindo Chad Henne. Esta foi a sua primeira partida como Starter e nela veio a sua primeira vitória ( e a do time em 2009 ). Quem sabe não tenhamos saído no lucro com a contusão de Chad Pennington?? Só o tempo e Henne podem nos responder...

Week 4 - Buffalo at Dolphins - Intervalo

Um primeiro tempo com sentimentos distintos. O primeiro quarto foi duro de assistir ( daqueles em que temos que receber ao invés de pagar ), com erros de ambos os lados e um nervosismo - natural - de Chad Henne.

Mas após conseguir sair na frente com um FG, ai o time acordou: no primeiro lance do drive de ataque do Bills, Vontae Davis consegue a primeira interceptação de sua carreira ( e do time no ano ), retornando para TD, fazendo 10x0. Ai o Bills avançou em uma impressionante sequência de faltas do Miami mas foi parado em um FG, 10x3.

Pra finalizar o quarto, um drive meteórico, com direito a passes certeiros e Wild Cat bem executadas que culminou com uma quarta conversão, na qual Ronnie Brown marcou o TD. Assim fizemos 17x3 e encaminhamos bem a nossa primeira vitória na temporada. Mas que se registre que é preciso finalizar o jogo, maior falha do time até aqui.

Week 4 - Buffalo at Dolphins

Ano passado varremos este rival encardido. Será que manteremos ( e quebraremos a atual ) a sequência boa contra eles?

Temos uma partida complicada hoje. O rival está com 1-2, mas isso nem é o maior problema. O Dolphins vem de 0-3. Então vamos ao que precisamos pra vencer:
  • Como nas semanas anteriores, correr é o caminho. Assim como continuarmos a limitar o jogo corrido dos rivais. Até agora ninguém conseguiu correr mais do que 90 jardas contra nós. Sendo assim, correr é fundamental. E impedir também o é.
  • Pressionar o QB adversário. Ufa, desta vez iremos enfrentar um QB abaixo da média. Trent Edwards é instável e sob pressão comete erros a rodo. Por isso é hora de nosso Front Seven conseguir pontos, fumbles e etc. Que assim seja...
  • Manter a posse da bola. Cometemos até aqui 7 erros ( 3 ints e 4 fumbles ) e que nos custaram caro ( as derrotas contra Falcons e Chargers ocorreram devido a estes erros ). Então ficar com a bola, mesmo que seja para devolver em um Punt é muito melhor do que ceder de "graça" ao adversário.
  • Impedir os passes "fáceis". Como Edwards é abaixo da média dos QBs da NFL, é o dia perfeito para a secundária aparecer. Que assim seja.

Palpite? Qualquer um que seja vitória. Vencendo, de prefência bem, é o que importa. Ai podemos tentar embalar pra próximas semans ( jogos contra Saints, duas vezes contra Jets e por fim contra o Pats ).