sábado, 21 de novembro de 2009

Rookies e Sophomores - Análise meia-temporada

Durante a temporada passada fiz uma análise mais próxima dos rookies e sophomores ( jogadores em segunda temporada na NFL ), e sei que estou devendo algo neste sentido. Por isso farei agora uma rápida atualização, na ordem do QB até os "chutadores".
  • Chad Henne - QB - Sophomore ( fim do 2º round ). O melhor de todos? Num futuro próximo poderá ate mesmo vir a ser, mas ao menos está nos levando até aqui a uma campanha de 5-2 como Starter ( ok, 3 destas 5 foram contra times da AFC Leste ), e suas duas derrotas até agora poderiam, perfeitamente terem sido vitórias ( Saints e Pats ). Está sendo essencial em nossa recuperação. Não é um Ryan, mas nem de longe parece um Russell.
  • Pat White - QB - Rookie ( metade do segundo round ). Não sei o que falar a respeito dele. Passes ele ainda não acertou e conseguiu algumas poucas corridas e não recebeu passes. Ou seja, nada do que dele se esperava. Aguardemos para maiores análises, mas me parece previsão de escolha errada.
  • Jake Long - LT - Sophomore ( primeiro escolhido geral de 2007 ). Três dados representam o quão bom ele é: 1) foi ao Pro-Bowl como rookie, o primeiro first overall pick a fazê-lo desde 1970; b) Anulou completamente Julius Peppers na quinta; 3) Evolui a cada dia. Corre para ser o melhor LT da Liga. No entanto começou mal em 2009, mas agora está dando a traquilidade que seu amigo de longa data precisa.
  • Donald Thomas - RG - Sophomore ( meio do 6º round ). Era para ser mais um em fim de feira. E hoje é o Starter da OL ao lado de Vernon Carey. E não é qualquer Starter não, é um dos sólidos. Achado e tanto.
  • Andrew Gardner - LT - Rookie ( sétimo round ). Este está sendo útil na rotação da OL e dando um descanso a Jake Long quando este precisa de algum. Não é uma estrela, apenas um "trabalhador padrão". Mas que bem treinado pode virar até um Stater eventual.
  • Joey Haynos - TE - Sophomore( não draftado ). Este é um caso raro no Miami: um não dradtado dando certo. Está sendo efetivo na temporada, com as ausências de Fasano e de Martin.
  • Patrick Turner - WR - Rookie ( terceiro round ). Não sei exatamente o porque, mas ele ainda não recebeu um passe sequer. Minha esperança pra resolver os problemas dos recebedores do Miami, pela sua altura. Fica sem avaliação.
  • Brian Hartline - WR - Rookie ( quarto round ). Uma grata surpresa, é o terceiro em jardas no elenco e está fazendo recepções úteis. Já é Starter do time.
  • Davone Bess - WR - Sophomore ( não draftado ). Um achado. Não ter sido draftado, e lembrem-se que ele era o alvo preferido de Colt "fogo na bomba" Brennan. Pois é, caiu em Miami e é o líder de jardas e recepções do time, mesmo sem ter marcado nenhum TD. Mas para isso tem uma explicação: ele é baixinho, e na End Zone isso é um problema e tanto. Mas é o melhor WR do time, atualmente. E não custou nada ao time. Já tem uns por ai...
  • Lex Hilliard - RB - Sophomore ( sexto round ). Perdeu espaço em 2008, mas mostrou valor em 2009 e cavou seu lugar no elenco. Quinta ele fez, e duas vezes, uma corrida espetacular para first down. Tem boa perspectiva de jogar bastante na temporada atual, agora que Ronnie Brown está fora, e tem sua chance de ouro pra cavar seu lugar no elenco.
  • Phillip Merling - DE - Sophomore ( começo do segundo round ). Metade dos GM´s da Liga passaram reto por ele, por o acharem um injure prone. Pois bem, ele não só jogou todas as partidas como é usando amplamente na rotação dos DEs. Escolha ótima. Brett Favre, é claro, não gostou...
  • Kendall Langford - DE - Sophomore ( começo do terceiro round ). Quando o mesmo foi escolhido, todos perguntaram: quem é este? Hoje, ninguém mais faz esta pergunta. Starter, e sólido por sinal, desde o primeiro treino, é garantia de solidez na DL, mesmo que ( ao contrário de Merling ) não tenha grandes números, mas ele não precisa deles para ser um dos melhores de nossa defesa.
  • J.D. Folsom - LB - Rookie ( sexto round ). Até aqui, apenas no Special Team. Mas lá tem feito um bom trabalho. TGJ agradece...
  • Vontae Davis - CB - Rookie ( first round ). Sem dúvida ele está mostrando seu talento. Mas como é rookie e lançado a ser Starter em um setor que não era forte, pelo contrário, está aprendendo na marra. Levou uma aula de Moss, mas o WR ficou impressionado como ele fez a Interceptação no primeiro quarto.
  • Sean Smith - CB - Rookie ( fim do segundo round ). O mesmo que para Davis, apenas com um adendo: está errando mais. No entanto, acredito termos uma dupla - e forte - pros próximos 10 anos.
  • Chris Clemons - FS - Rookie ( meio do quinto round ). Seguro, ágil e forte. Assim é Chris Clemons. Que está aparecendo mais nas partidas e está sendo útil no Special Team.
  • Dan Carpenter - K - Sophomore ( não draftado ). Kickers normalmente não são draftados, ou quando o são acontece nos late rounds ( exceção é Seba, do Raiders, escolhido no First Round!!!! ). Carpenter já é um clutch Kicker e tem 94,1% de aproveitamento na temporada atual. Espetacular. E ano passado ele foi o mais votado pro Pro-Bowl, mas não foi porque a eleição popular serve apenas como referencial, não determina quem vai. Este ano, creio eu, ele tem chances reais de ir.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Pilulas do dia seguinte...

Segunda não fiz esta coluna por um motivo não nobre: a atuação pífia, apesar da vitória, não merecia comentários adicionais aos que eu já havia feito. No entanto a de ontem, merece sim e vamos a elas:
  • Parece consenso termos uma boa defesa. Isso quase ninguém contesta, a não ser as falhas na secundária ( que apareceram ontem, talvez menos do que em outras partidas ). Mas ela cansa e não me parece ser apenas uma questão de ficar mais ou menos em campo. Contra o Colts ela praticamente nem entrou em campo e mesmo assim pareceu cansada. O time é o que mais leva pontos no segundo tempo e ontem ainda conseguimos levar nada menos que 14!!!
  • Jake Long calou a boca de muitos críticos que tem. E me deixou bem alegre. Ele não permitiu que Julius Peppers um dos melhores DEs da Liga sequer se aproximasse de Henne e o máximo que ele conseguiu foi forçar um fumble. Atuação de ouro de Long. Que quando necessário foi ajudado, e bem, por Justin Smiley.
  • Falando de OL, eu nunca vi nada parecido com as contusões ontem na posição de Center. Jake Grove, o Starter, machucou-se ai veio o backup dele Joe Berger, o mesmo machuca-se. Ai coloca-se o RT Nate Garner, que por extrema infelicidade também sai lesionado. Se por acaso os dois "natos" não puderem jogar, teremos mais um problema pra resolver. Center é um posição bastante específica e fundamental para o ataque.
  • O velho Joey Porter voltou. E tudo porque passou pelo banco. Parece ter "pregos" no banco do Miami. TGJ quando foi pra lá, conseguiu estabelecer o seu "primeiro" recorde positivo. Porque negativo, ele já possuia um, ou -1 pra ser mais "preciso". Já Porter foi efetivo demais ontem e conseguiu 2 sacks. Os problemas na OL do Panthers podem ter ajudado, mas ele é "fera".
  • A secundária teve uma boa partida. Claro que ainda levamos 1 TD nas costas, mas de um modo geral, uma boa atuação. Isso se, obviamente, tomarmos as atuações anteriores com parâmetro. Destaque para Yeremiah Bell, que salvou um TD de DeAngelo Williams no terceiro quarto, que acabaria virando Interceptação para Natan Jones. E próprio Bell ainda faria outra grande jogada: tirando, literalmente, doce da boca de criança de Steve Smith. É assim que se joga.
  • Ricky Williams é um caso a parte. 32 anos e uma vitalidade garoto. No entanto, faz-se necessário que o time encontre uma alternativa a ele. Já que ele poderá ter um dia ruim e ai...
  • A Wild Cat só foi usada 3 vezes ontem. Acho acertado, pois assim podemos torná-la mais letal. Não é uma jogada pra ser usada em "linha de produção" e sim para ser o "filé de borboleta", o algo diferente. E o motor da Wild é Ronnie Brown, que não poderá mais jogar.
  • Nossos recebedores são engraçados pacas. Ás vezes somem e em outras são quase que perfeitos. Contra o Bills bem que poderia ficarem, ao menos, na média...
  • Ainda sobre contusões, arrumem urgentemente uma benzedeira. Além dos 3 na OL, Jason Fergunson, da maneira com saiu ontem, não deve voltar tão cedo. Assim, é capaz de terminamos sem time... toc, toc, toc...

Pra terminar um frase de Steve Mariucci, sobre Chad Henne

Henne coming into his own as game manager

Dolphins offensive coordinator Dan Henning did a great job of gameplanning. He ran only three snaps out of the Wildcat, perhaps because Ronnie Brown wasn't available. Three times on third down the Dolphins moved Chad Henne to the right for third-down conversions. He was the best coming out of the draft at throwing the ball on the run. It looks like this guy is developing right before our eyes. He's 5-2 now as a starter and he's gaining confidence in himself and his coaches are gaining confidence in him. They threw the ball 18 times in the first half. Maybe the Wildcat is going to be on the back burner a little bit.

Eu concordo com ele em praticamente quase tudo. E o detalhe do recorde é que impressiona: 5-2... se levarmos em consideração que ele perdeu apenas para Saints e Pats, aumentar ainda mais o feito. E em partidas, onde o time teve reais chances de sair com a vitória, fazendo não ser nenhum absurdo dizer que poderia ser até 7-0!!!!

Dolphins 24 x 17 Panthers. Continuamos vivos na temporada...

Em uma partida onde mais uma vez dominamos quase que completamente, o Miami venceu por 24x17 em noite de gala de vários jogadores ( Davone Bess, Jake Long, Ricky Williams, Randy Starks e entre outros ), mas o final, meu Deus. Sparano deve ter ficado inveja do Belichik e não sei o que ele pretendeu, mas foi pra uma quarta pra 3 jardas quando tínhamos um FG certo ( ou quase, porque certo mesmo, nunca é ) e permitiu que o Panthers tivesse mais uma chance.

Fora isto é importante salientar que nossa defesa portou-se - até a secundária - mas vencemos. RickY TD Williams foi um monstro, Bess agora será ( como bem disse o Ivan Zimmerman na transmissão ) BEST e até mesmo TGJ jogou direito, não foi brilhante mas também não foi a figura apagada da últimas partidas.

Agora é torcer contra o Pats domingo. Pois, como todos sabem, é impossível torcer pelo Jets...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Como anda o Miami - Week 11

Vitória, suada demais, contra nosso rival de estado o Tampa Bay Buccanners, com direito a mais um Henne Miracle.

O Carolina Panthers, fora de casa. É um time forte, que não foi bem no começo do ano, mas agora está melhorando. E sem Ronnie Brown e com a "Porter polêmica", nada será fácil. Aliás, nunca é mesmo...

O Buffalo Bills, nosso eterno rival no Ralph Wilson Stadium. O time acaba de demitur seu treinador, Terrell Owens começou a "xiar" e o clima - neva aos montes por lá - não está nada animador. Sendo assim, e com os nossos próprios problemas - teremos várias assuntos para tratar. Tomara que ao menos o Saints vença o Pats na semana 12.

4-5. Estamos com uma campanha quase zerada. Dependemos de uma vitória hoje pra ficarmos zerados. Em todo caso, vencer hoje é bom para dar ânimo ao time, com a notícia de que Ronnie Brown está fora. E claro, temos um jogo que pode vir a ser decisivo para a temporada, na semana 13.

Ronnie Brown está fora da temporada...

A temporada dele acabou. É uma tremenda falta de sorte. E que agora: Run, Rick, Run!!!

E o pior se confirmou. Com uma lesão no pé, terminou a mais produtiva temporada de Ronnie Brown, que mantém uma triste sina: uma temporada inteiro, uma pela metade ( ou menos ). Estou com tempo escasso e não tenho como fazer um post mais detalhado sobre o assunto. Mas uma coisa é evidente: nossas chances de post-season, que já eram bem reduzidas, ficam perto de inexistentes. Passam a depender de que achemos uma "alternativa" para mantermos o jogo corrido em uma patamar aceitável. Não sei como fazer isso, mas...

É a terceira season ending nossa na temporada. As outras duas foram o QB Chad Pennington e o RB Patrick Cobbs, este que já estava fazendo falta - e muita por sinal.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Joey Porter não quer ( ou não pode ) jogar na quinta...

Cena que ele viveu pela primeira vez em sua vida, exceto quando foi rookie no Steelers.

Que Joey Porter tem a boca maior que seu talento - que é enorme - todos sabem. Que ele, às vezes, consegue motivar os seus companheiros é outro fato marcante em sua carreira. Que ele consegue ser uma grande arma defensiva, idem. Mas este ano ele não está produzindo como em 2008. Voltou ao patamar de 2007, sua primeira temporada em Miami. É preciso salientar que ele é o maior salário do elenco e precisa, mais do que os outros, prozuzir sempre. É um típico jogador que precisa de "shows" para continuar sendo um "show-man", ou em outras palavras, o seu combustível são as suas 'big plays". Sem elas, ele vira um jogador quase que comum.

Ele está péssimo? Não. Apenas era natural que as defesas focassem mais nele em 2009 após o espetacular 2008 ( líder da AFC em sacks, com 17,5 ), mesmo que nas últimas 4 partidas da temporada passada tenha conseguido apenas 1 sack.

Temos então um problema e tanto pra resolvermos: ele no banco - sem o combustível - ficará ainda mais improdutivo, mas por outro lado como mantê-lo Starter sem produzir para isso e deixando jogadores que vem sendo mais "efetivos"?

Ele pode ter pedido pra não jogar por não concordar em fazer parte da rotação e ter exigido a titularidade ( e ai ter demonstrado uma tremenda falta de humildade e companheirismo ) ou pode apenas estar sentindo-se de alguma contusão - semana passada ele perdeu duas sessões de treinos. Se for a segunda, ainda bem, temos um problema médico em um dos melhores jogadores do time o que, em parte, justificaria as suas atuações medianas. Mas se for a primeira opção, ai temos uma bomba pra resolver.

Em todo caso, se ele quiser sair, tem mercado e deveremos conseguir boas picks e/ou jogadores. Talvez um playmaker no ataque não seja tão ruim assim, caso ele venha a ser trocado...

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

E não é que o Colts venceu o Pats!

Um babaca torcedor do Pats ( do Forum o OQB e que não representa em nada os bons torcedores do Pats, vide meu amigo blogueiro Gustavo Alckimin ) disse que Bill Belichik fica sempre com esta cara durante as partidas ( pouco importando se vence ou perde ), quando postei uma parecida no jogo contra o Dolphins. Se for mesmo, ele ( BB ) é um artista ( sem qualquer relação a fatos recentes, de 2000 pra cá... )

Este é o TD que, por pelo menos mais um semana, manteve as nossas parcas chances de Post-Season vivas, caso consigamos vencer a divisão.
Eu explico melhor: estamos agora duas partidas atrás do Pats, que ainda pegam o Saints antes fazerem uma visita ao Land Shark Stadium. Com uma vitória do time de Drew Brees sobre o Pats na semana 11 ( e nós consigamos vencer Panthers e Bills fora de casa ), podemos terminar a week 12 na liderança da AFC Leste...

Eu não sou torcedor do Colts, mas sempre disse que simpatizo com o time, pela sua história e por muitos ter montando o melhor time de todos os tempos, na década de 50. E não nego não nutrir nenhum sentimento aprazível com relação ao NE Patriots. Pois bem, eu me arrependo de ter ido dormir ontem quando o Colts, pela segunda vez na partida, ficou 17 pontos atrás no placar. Sendo assim, achei o jogo terminado. Mas quem tem Payton Manning tem craque... Quem terá amarelado ontem? Garanto que não foi Manning, que ainda por cima, deixou-nos mais perto de um sonho, ainda muito distante...

E agora, o que dirão os babacas? O Miami perdeu pro Colts porquê não tem time, segundo meia dúzia de idiotas por ai. Segundo um certo débio mental, que também faz parte do OQB e é torcedor do Colts, o Miami nem time é. O Pats seria um arremedo de time também?? Sendo que o Dolphins, um timeco segundo os dois débios mentais, teve a bola da vitória em suas mãos ( nas de TGJ pra ser mais preciso ), já o super Pats ontem perdeu no finalzinho, sem ter como dar resposta.

Nada como um dia após o outro e uma noite no meio, como diz meu velho pai...

Já sobre Ronnie Brown, até agora, nenhuma outra novidade. Esperemos pelo melhor, como ele próprio disse ontem. Ou então teremos que contar com mais produção de Ricky Williams. E ai cabe uma pergunta: ele tem mais a oferecer ou já está jogando o seu máximo? Resposta a esta e a outras perguntas, acho que só amanhã...

domingo, 15 de novembro de 2009

Tampa Bay Buccanneers 23 x Miami Dolphins 25 - Sem graça...

Se Domingo passado tivemos uma derrota dignificante, conseguindo lutar até o fim da partida contra o Patriots com chances reais de vencer, hoje tivemos uma vitória frustante em todos os sentidos. Pois quase perdemos para um time que tem problemas em todos os setores e que fizemos 19x6 no primeiro tempo, sem permitir quase nada ao rival. Mas...

O que podia dar errado no segundo tempo deu:
  • Cometemos um fumble, com Ronnie Brown em drive que tinha tudo para matar o jogo, pois provavelmente terminaria ao menos em FG. E detalhe: no lance ele machucou-se;
  • Chad Henne, no fim da partida, com pouco mais de 2min resolve arriscar-se em uma terceira pra muitas e acaba interceptado. Neste mesmo drive o Buccs virou a partida e parecia que iamos perder de novo um jogo ganho.
  • Ai veio o drive salvador, onde uma corrida de Ricky Williams garantiu um FG traquilo do nosso "clutch" Kicker, Dan Carpenter.
  • Os dois nossos maiores defeitos apareceram: a secundária abriu o bico e os Wide Receivers droparam inúmeras bolas.

No fim, vencemos. Mas o gosto amargo ficou na boca pra valer.

Nossos defeitos ficaram bem visíveis hoje: não temos WR capazes de segurar passes na mão em momentos cruciais. Caso tivessemos, a vitória teria vindo mais fácil, bem mais fácil. E na defesa...

Cadê os DBs nesta foto? Aliás, cadê eles na temporada? Cadê eles que não aparecem? E desta vez, o QB nem de longe é de elite ou estava em ótima fase... Na semana que vem é Jake Delhomme. Estou confuso e com medo...

Nosso QB não está sendo brilhante, nem podemos dele cobrar isso, pois a partida de hoje foi apenas a 6 dele com Starter, mesmo assim ele cometeu um erro grave ao arriscar-se em uma terceira descida, pois é sábido que não temos um clutch receiver e nem um possession receiver, longe disso aliás, mesmo que não exista WR na Liga que conseguisse pegar um passe dado em direção do DB, bisonho diga-se de passagem. No entanto, é bom lembrar um dado: ele tem mais as mesmas vitória como Starter que Mark Sanchez, do Jets, e considerado uma das grandes promessas da temporada... Conta a favor dele, ter mantido a frieza e a precisão para acertar 4 passes certeiros no drive da ( suada ) vitória. E me ocorreu outra: segundo comeback dele na carreira em 6 jogos. Até que não está ruim...

E ele segue marcando seus TDs. E achando "novos" alvos: Kory Sperry, TE. Que apareceu em outros momentos, quando "certos" WR ditos estrelas se escondem. O mais importante é que vencemos, mesmo jogando mal, como hoje. Precisamos de mais duas ( e é claro torcer bastante para Colts e Saints ) até a semana 12 para recebermos o Pats e tentarmos alguma coisa ainda na temporada...

Temos um Kicker!!!! Dan Carpenter, sophomore da Universidade de Montana. Ele foi perfeito hoje ( o XP bloqueado é erro dos bloqueadores, não dele ) na partida e marcou FGs difíceis, tanto pela distância ( um de 54 ) quanto pelas circunstâncias ( no fim da partida, pra vencer ). Assim é que se faz. Acho que achamos, até que enfim, o substituto do grande Olindo Mare, que tantas saudades deixou em Miami. Que passará, em breve, a ser apenas lembranças boas...

Quando a coisa apertou, e sem Ronnie Brown, era bola em Ricky Williams que ele resolvia. E como resolve. Correu contra toda a defesa para deixar Carpenter em ótima situção ( não que ele não pudesse acertar um de 50, antes da corrida ) para marcar para vencer. E ele tem 31 anos. Imagina se tivesse apenas 25??

Nota sobre Ronnie Brown - ele próprio está otimista: "eu fiz o raio-x e não há fratura. Claro que temos que analisar melhor, mas eu acredito não ser grave". Você e todos nós phináticos esperamos o mesmo. Porque se já está ruim com ele, eu nem quero imaginar sem...

Josh Freeman quase conseguiu uma vitória marcante. Ele tem futuro, mas errou muito na partida ( segunda partida apenas dele na carreira ) e não parece saber proteger a bola: cometeu 4 fumbles. No entanto pareceu-me um QB que pode dar problemas as defesas. Ainda mais uma sem DBs confiáveis como o Dolphins.