sexta-feira, 27 de abril de 2012

A primeira foto a gente nunca esquece. Ou será que esquece?

Ryan Tannehill, a partir de agora a nossa esperança para que tenhamos 12 ou 15 anos de tranquilidade. Que ele consiga ser feliz por aqui, pois a nossa passa a depender dele.

4 comentários:

Derek Szabó disse...

Se foi uma boa escolha, só o tempo irá nos dizer. Mas gostei da escolha. Pelo menos uma vez na vida esse staff arriscou em pegar um QB. Teve "culhão" para arriscar num QB, mesmo tendo riscos de fracassar. Como já dizia Roosevelt:

"É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota."

Flávio Vieira disse...

belas palavras, sem dúvidas.

mas eu estou com os dois pés atrás com essa escolha. penso que é um erro e manterei-me pensando assim até que algo aconteça para me fazer mudar de ideia.

até lá, é desperdício de uma ótima pick em um jogador super questionável e cru. nem pronto pra jogar na NFL.

e vc leu o que o disse o Ireland?
"Ficamos até o último instante tentando trocar nossa pick, como não conseguimos, escolhemos o Tannehill."

cadê a convicção de draftar o garoto? ou seja, o escolheram pq não trocaram. deveriam ter deixado menos claro, deixado transparecer que poderiam draftar algum jogador intessante, ai poderiam ter feito a Trade Down. Nem pra isso o Front Office serve...

Equipe Phinaticos disse...

bom eu admiro times que arriscam no draft e dessa fez o Dolphins arriscou e as vezes quem arrisca consegue ter glorias melhor arriscar em um QB do que draftar outro OL ou DL ai sim eu ficaria puto agora com a escolha do Tannehill estou ancioso para ver o que o mesmo é capaz de fazer muitos dizem que ele vai surpreender muitos na NFL QUE ASSIM SEJA!!!

Flávio Vieira disse...

é o que nos resta.