domingo, 1 de maio de 2016

Draft 2016 - Round 3, Pick 23: Leonte Carroo, WR - Rutgers

Parece bom jogador, mas que o time não precisava ainda mais pelo que custou te-lo no elenco
O Miami tem, com certeza, a melhor dupla jovem de Recebedores da NFL: Jarvis Landry ( 2014 ) e DeVante Parker ( 2015 ). Todos sabem disso, mas ao que parece o nosso novo Head Coach Adam Gase não. Só isso seria capaz de explicar a besteira que o Miami fez para entregar 3 picks ao Vikings para escolher um WR. O time precisando de LBs e DEs ( e em tese, ainda de CB após a péssima escolha de Howard ) e o Gase vai estragar até o draft do ano que vem num WR? Eu não acho um único lado bom nesta escolha. Nem que ele vire um Randy Moss 2.0 eu aceito esta loucura feita pelo nosso Front Office.

Nome: Leonte Carroo - Idade: 22 anos ( 24/01/1994 )
Universidade: Rutgers - Posiçao: Wide Receiver
Altura: 1,83m - Peso: 96kg

Visão Geral

Carroo decidiu permanecer na faculdade por mais um ano, mesmo quando o QB da equipe foi para o Draft. Ele recebeu uma menção honrosa All-Big Ten em 2014 (1.068 jardas recebidas, 19,7 jardas por passe e 10 touchdowns ) foi bem melhor do que a de temporada como Sênior ( 39 recepçoes, 809 jardas e 10 touchdowns). A queda dos números deve-se em parte por um contusão no tornozelo e uma suspensão por uma prisão por tentativa de assalto ( queixa posteriormente retirada pela própria vítima ). Apesar destas questões, ele ganhou elogios dos analistas pela sua temporada em 2015.

ANÁLISE

PONTOS FORTES - Tem o tamanho desejado para atuar na Liga. Sempre foi o alvo principal dos QBs em Rutgers, tendo um produção consistente em sua carreira na NCAA. Terminou com 29 touchdowns nas suas três temporadas. Mãos naturalmente confiáveis que o permitem ser um recebedor seguro. ​​apanhador que agarra a bola para longe de seu corpo. Melhorou a sua separação da cobertura, variando suas rotas e seu footwork inicial. Capitão da equipe, atuou algumas vezes com dor. Perdeu dois jogos devido a entorse de tornozelo, mas voltou cedo e jogou machucado os três últimos jogos da temporada.

PONTOS FRACOS - Seus números são bons muito devido ao fato de que Rutgers usa muito mais o passe do que a corrida. Raramente ultrapassa cornerbacks e tem dificuldades para vence-los no alto. Quando enfrentou CB de alta capacidade teve desempenho limitado.

ANÁLISE DA PICK - Nenhum jogador vale tamanha quantidade de picks. Só se ele fosse o Randy Moss 2.0. Mas se ele fosse, convenhamos, nao teria sobrado no terceiro round. Ele é um WR de nível inferior - claramente - a nossa dupla Landry/Parker e nao faz qualquer sentido queimar as picks de terceiro e quarto rounds de 2017. E sobretudo deixar o time sem LB!!! Nada mais absurdo mas sabe-se lá porque tem gente que achou isso ótimo. Sob nenhum aspecto existe nada de bom nesta pick. Por isso a nota é dura mas é a realidade: D.

Nenhum comentário: